O adeus a PHA, ontem, na ABI

Do Blog Daqui e Dali, um pequeno registro do adeus a Paulo Henrique Amorim, ontem, na ABI e alguns comentários sobre o companheiro que se foi, meus e do amigo Osvaldo Maneschy, grande parceiro de Paulo no levantamento dos fatos que marcaram a tentativa de fraude eleitoral contra Leonel Brizola, nas eleições de 1982, que são narrados no livro “PlimPlim”, a peleja de Brizola contra a fraude eleitoral, de PHA e Maria Helena Passos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

12 respostas

  1. Bonita homenagem ao PHA. Excelente idéia fazer o velório na ABI, nada mais apropriado. E como jornalista está sempre a serviço e pensando em pauta, já penso na bela entrevista que ele gostaria de fazer, neste momento, com o João Gilberto. E quiçá logo depois com o Brizola. Vamos ficar na vontade…

  2. Grande PH, fará uma falta enorme nesse Brasil.
    Sempre o acompanhei tanto no site como youtube e suas tiradas eram maravilhosas.Um mestre no jornalismo.
    Descanse em paz amigão.

  3. Obrigado Brito por possibilitar através de suas postagens que acompanhemos as homenagens e despedida de Paulo Henrique Amorim.
    Para aqueles que gostaríamos de estar presentes mas a distância nos impede, postagens e depoimentos como o teu, Brito, e aqueles de Mino Carta, Luis Nassif, Joaquim de Carvalho, Breno Altmann, Marcelo Auler, entre outros nos dão um pouco de sentimento de compartilharmos estes momentos de homenagens e despedidas.
    Como disseste no depoimento, Paulo Henrique Amorim foi um impulsionador e transformou-se num patrono da blogosfera progressista no Brasil, que tornou-se uma comunidade de blogueiros e seguidores, unidos por ideais, não por interesses.
    Aqui o link para uma homenagem emocionada de Bemvindo Sequeira https://www.youtube.com/watch?v=C9xqSubMpto

  4. Muito triste com a perda do PHA. Seus comentários farão uma falta imensa nesse momento terrível que atravessamos. Que siga em paz.

  5. Os deuses são cruéis: pessoas como PHA deveriam viver, no mínimo, 150 anos, para auxiliar na informação às gerações que vem e que passam.

  6. Fará uma falta enorme ao jornalismo sério desse país cada vez mais colônia sabuja, graças a uma classe que se diz elite mas que não passa de verdadeiros vira latas, que manipulando, mentindo e fazendo a cabeça dos imbecis, deram o golpe na democracia elegendo um miliciano sem escrúpulo e um mínimo de competência, que só sabe ameaçar, perseguir, e censurar quem mostra as verdades do seu desgoverno.

  7. Os sistemas midiático, judicial, educacional e religioso formam a superestrutura, cuja funçåo ? fazer a cabeça do rebanho e manter dócil e cativo o gado marcado para morrer….

  8. Nunca estivemos tão carentes de grandes homens para tentar recuperar a dignidade da nação brasileira. Paulo Enrique Amorim era uma dessas vozes que procurava trazer lucidez e consciência nestes tempos tão amargos onde os desonestos e falso moralistas se proliferam como praga pelo pais afora. Foi um dos grandes jornalistas brasileiros sem sombra de duvida. Como poucos soube se posicionar a favor da verdade quando a grande maioria se vendia ou fazia o jogo do patrão. Como diz um amigo, vai fazer falta sim ainda mais agora quando há pelo Pais rabiscos de lucidez pairando sobre a nação nesses tempos obscuros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *