O BC enxuga gelo no câmbio

No mercado financeiro, está ficando claro que as intervenções do Banco Central , quinta e sexta, no mercado câmbio foram uma “operação enxuga gelo”.

Depois de cair, em dois dias, de R$ 4,35 (R$ 4, 38 foi um espasmo de uma hora, provocado pelo “bocão” de Paulo Guedes) para R$ 4,29, o dólar está oscilando em torno de R$ 4,325.

Já derreteu, portanto, a metade do que o BC enxugou entregando US$ 2 bilhões ao mercado.

Os sinais do exterior são todos ruins.

O Japão, nosso quinto maior mercado, teve uma queda de 1,6% no seu PIB, no quarto trimestre de 2019, o que representa uma retração, comparado ao mesmo período de 2018, de nada menos de 6,3%. Com a crise chinesa, é certo que vai, ao menos, repetir a queda no primeiro trimestre de 2020.

A Alemanha, outro grande parceiro comercial, cresceu 0,1% no 3° trimestre de 2019 e zero no quarto.

Embora o grau, aqui, seja absurdo, o dólar vem se valorizando fortemente em relação a quase todas as moedas mundiais , o que retira parte das vantagens de nosso câmbio na exportação.

Hoje, na CNN, um dirigente de fundos e investimentos diz que” o mercado de ações [norte-americano] está sob essa crença de que, não importa o que aconteça, o Fed [Federal Reserve, o BC dos EUA] nos salvará”.

De fato, é lá e só lá que se pode imprimir dinheiro sem gerar inflação, porque o dólar é o marco universal de valor, desde o fim do padrão-ouro.

Todos os sinais de economia mundial – que nos governa totalmente, por não termos rumos próprios – são de retração, a dúvida é só sobre quanto.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

11 respostas

  1. O discurso era de que, com o desmonte da previdência, haveria enxurrada de dólares.

    Agora, o dólar alto é bom. Guinada de 180 graus.

    1. Pensei justamente nisso agora. E nenhum veículo da mídia hegemônica faz uma daquelas tabelinhas ou gráficos de que eles gostam tanto…no Valor, por exemplo, mostrando a evolução do nível das reservas no final dos governos Collor, FHC, Lula e Dilma. Certo que o nível ainda não caiu de maneira expressiva desde a posse do Guedes mas ficaria claro como água que foi o PT o responsável por elevar esse colchão de segurança que, por enquanto, nos protege do pior. E, mais grave, um colchão que estará esfarrapado se continuarmos nessa toada até 2022.

  2. Esse governo é como o filho drogado que vai torrando a fortuna do pai até ir para a sargeta.
    O filho é o sargento pulguento, e o paí é a imensa reserva cambial que o PT deixou, que vai salvar o país por algum tempo, pois quando ela acabar no ano que vem, o país quebra para sempre e implode.
    A não ser que façam o IMPEACHMENT do Bozó mais rápido possível, já que todo santo dia ele comete um crime de responsabilidade e vai ser difícil escolher os crimes, tamanha é a oferta.

  3. Brito, corrige o texto. Linha 2 do segundo parágrafo. O valor do dólar está errado.
    De resto, tens sempre razão…

  4. Por enquanto ainda temos as reservas deixadas pelo PT. E pelo andar da carruagem da economia mundial, não será possível ficar fazendo leilões dia sim e outro também. Estamos numa sinuca de bico.

  5. Acho que o governo não enxuga gelo, não.
    Guedes está fazendo transferência de renda do estado brasileiro para os especuladores.
    Isso é crime!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.