O bolo e o barbeiro

A comitiva presidencial de Bolsonaro desdobra-se para conseguir ao menos um shakehand, antes da hora de partir, entre o ex-capitão e Donald Trump, para atenuar o “bolo” que o presidente ganhou ontem no tal “jantar privado” que se havia anunciado entre os dois.

Mal ajambrado como sempre, pela exclusão dos diplomatas de carreira da organização das viagens, estruturadas pelo “núcleo ideológico” de Eduardo Bolsonaro, o episódio já virou chacota por lá, com gente dizendo que o presidente norte-americano foi ao barbeiro, em lugar de encontrar com Jair, ironizando o que este fez com o chanceler francês, dias atrás.

O máximo que conseguiram, até agora, foi uma declaração anódina do colega dos EUA, dizendo que Bolsonaro “is a good man“.

And so?

O filhote, mais preocupado com os movimentos conspiratórios à direita até de Trump foi se reunir com Steve Bannon, extremista detonado da equipe trumpista na Casa Branca. É a “diplomacia sem ideologia”, vê-se.

A verdade é que Bolsonaro está isolado e maldito mundo afora e ninguém quer se queimar com as cinzas de sua imagem.

A marquetagem restante foi só atravessar o saguão do hotel, com cara de poucos amigos e um colar dado pela índia – no devido traje rosa recomendado por Damares Silva – que levou a tiracolo, mesmo desautorizada pelos chefes tribais do Xingu, inclusive os do povo Kalapalo, ao qual pertence.

O jantar de gala terminou em pizza. Literalmente, numa pizzaria.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

14 respostas

  1. A lamentar é que essa é a imagem que temos (hoje, pelo menos) perante o mundo civilizado. Temos um OGRO DÉBIL MENTAL a frente da Presidência da República. Parabéns, bolsominions e fãs do Moro. Vocês conseguiram transformar o nosso Brasil num VEXAME MUNDIAL.

    1. “… toda uma máquina formidável dedicada a um único objetivo: o descrédito e a anulação da capacidade reguladora e de redistribuição do Estado, e de qualquer limite fiscal, social e ambiental à exploração dos recursos naturais e ao enriquecimento dos mais ricos.”

  2. Aonde fomos parar . Na esbórnia e de lá demoraremos a sair , quem não gostaria numa viagem rápida comer uma pizza em New York com os amigos , esse osso vai ser difícil de largar .

  3. Trump, the yankee Talking Ass Hole said that Bolsonaro, o Cu Falante brasileiro, é um homem bom, a Good Citizen KKK. E, depois que Hélio Negão [1] foi identificado por fraude contra o INSS, Bolsonaro Cu Falante rapidamente sumiu com ele da sua cota étnica fotográfica, substituído agora pela indígena bolsonarista e seu colar. É muita palhaçada.

    – – – – – – – – – – –
    [1] “Não é homônimo: o suspeito de fraude é mesmo Hélio Negão, amigo de Bolsonaro”, em https://jornalggn.com.br/noticia/nao-e-homonimo-o-suspeito-de-fraude-e-mesmo-helio-negao-amigo-de-bolsonaro/

  4. Com havíamos dito que seria, o discurso de Bolsonaro pode ser definido com apenas uma palavra: Mentira.

    É um escandaloso amontoado de mentiras, que chega a ser ofensivo para os membros da assembleia da ONU, tamanha é a tentativa de empulhação, concebida para enganar incautos, seguida de quase incontida demonstração de ferocidade autoritária. Uma das maiores mentiras ditas por ele é a “defesa intransigente da soberania nacional”.

    Em nosso comentário anterior, feito antes deste repugnante discurso, dissemos:

    “É bem possível que o discurso de Bolsonaro venha ser uma coleção de cabeludas potocas, uma seguida da outra, com pequenos fios de meias verdades para tentar costurar tudo dentro do minimamente crível. Como não haverá possibilidade de constatação imediata sobre o que haverá de verdadeiro em cada potocada, os feitores do discurso devem estar apostando em que, pelo menos, ele deixe os ouvintes um pouco desnorteados. Entretanto, a estupidez é tanta que um pouco dela vai ter de vazar por alguma frase, palavra ou expressão. Isso será suficiente para desatar a indignação geral”.

  5. Vocês viram a cara de poucos amigos, quando oo Trump adentrou no salão???? Com certeza ele estava evitando de dar de cara com o Miliciano Bolsonaro. Já pensaram no tamanho de tiro no pé do Trump???
    Nem mesmo ali, ele quis se dar de cara com o OGRO. Já imaginaram o vexame. Mas, e aquele almoço reservado que tanto os Bolsominiuns falaram aos quatro ventos??? Mas, e aquela imagem do Trump o OGRO e o futuro embaixador do Brasil ns EUA???? Acontece que o Trump pensava que o OGRO tinha apoio (Peito) de invadir a Venezuela!!!
    Pelo menos agora o Trump deve estar sabendo que o OGRO foi um acidente do povo brasileiro.
    Ô dor.

  6. O Trumpetudo está se afastando do Messias, pois sabe que a questão ambiental será um dos temas no ano que vem, na campanha presidencial… e ser visto ao lado do psicopata brasileiro não é uma boa.

  7. Parece que até Trump concorda com o Lula. Ninguém gosta de LAMBE-BOTAS, KKKKKK uma excelente classificação para o blosobosta.kkkkk

  8. O Ogro quebrou a cara. Pensou que tinha bolsominions chefes de Estado na ONU. Isso é a ONU, estúpido. Os burrinhos ficaram aqui, babando pelas asneiras que você falou.

  9. Trump não é burro, já viu o que o apoio do Bozo mão de pântano causa, vide Macri e Netanyahu. kkkkkkk

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.