O Brasil que está rachando

ipsosset

A Folha descobriu hoje que o “Governo Temer privilegia pautas  dos “conservadores e empresariado“.

Ainda que não seja novidade, o número de “solicitações atendidas”  do empresariado e dos ruralistas, exposto na reportagem  – 29 das 36 apresentadas pela Confederação Nacional da Indústria e 13 das 17 que vieram dos ruralistas – mostra que não se pode falar em falta de alinhamento e representatividade de Michel Temer.

Se lhe faltam alinhamento e representatividade popular, isto sobra em relação aos grandes empresários e agronegociantes.

Isso é mais trágico do que, propriamente, a presença de um tipo assim medíocre e comprometido na Presidência da República: temos classes dominantes que têm uma visão de Brasil onde o Governo não tem papel algum senão o de lhes fazer as ambiciosas vontades, jamais de ser o mediador nacional de aspirações que faça o país caminhar de maneira coerente com o conjunto que é.

Numa sociedade  de fossos que, historicamente, quase sempre foram intransponíveis, isso significa que as rachaduras que roubam a força e a estabilidade deste gigante voltaram, depois de pouco mais de uma década de dolorosa cicatrização, a se abrir.

O que não impede, como se vê na reportagem da Folha, que os tais “líderes empresarias” das indústrias e da agricultura, comemorem os nacos de direitos sociais (os dos trabalhadores e os da coletividade, via impostos) que conseguiram arrancar, quase sem esforço, desta administração servil. Não percebem ou não se importam com o fato de que seus negócios não têm horizontes sequer de médio prazo num país que se desfaz em pedaços.

Na esquerda brasileira, para alguns, isso é sinal de que se rompeu um imaginário “pacto de classes” atrasado, que é como vêem as formas reais que o povo brasileiro viu para conseguir avançar, em desenvolvimento e direitos. É assim que sempre viram, desde o Getúlio do “pai dos pobres-mãe dos ricos” até o o Lula e sua “política de conciliação”, sem compreender que ruptura, no Brasil, é sempre uma política de direita, porque acentua aquelas rachaduras das quais antes se falou e, com elas, uma instabilidade política maior que só servem para aprofundar os fossos que nos afastam de um indispensável projeto nacional.

Como as antigas “candinhas” ficam absorvidas pelo “escândalo do dia” que lhes produzem a trinca polícia-procuradores-juízes, sem perceber que a criança vai fora com a água suja do banho.

A população, entretanto, não é tão míope assim. No que lhe consideram fanatismo, fisiologismo, idolatria e outros “ismos” e “ias” percebe isto com a lucidez que a sua dura vida faz sobreviver à tempestade midiática que conjuram sobre ela.

Embora, como em toda pesquisa distante ainda de eleições, os números devam ser considerados com prudência, a ascensão da aprovação a Lula em um ano (de 30 para 40% em um ano) e da desaprovação do  “santo” Moro, no mesmo período ( de 27 para 45%) indicam que as placas tectônicas do Brasil se movem em direção inequívoca e em sentidos opostos.

Pelo desgaste não se vai tirar Lula do papel de referência do Brasil que não está nas pautas privilegiadas dos privilegiados de 500 anos. Será preciso arbítrio, ódio e violência,  e já se percebe o que isso acaba por provocar, nos números da pesquisa Ipsos citados, publicados no Estadão.

O resto deles nem cito, reproduzo ao final, porque é (e são, seus personagens)  irrelevante.

As rachaduras aumentarão e prédio que cai leva junto os que acham que dele são os únicos donos.

ipsosseettotal

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

24 respostas

  1. Esse alinhamento apartou totalmente o governo do povo, é uma ditadura civil, civil por enquanto; as forças armadas já deixaram claras as suas intenções.

  2. Sobre o atual endividamento monstruoso e vergonhoso das famílias brasileiras
    “Do ponto de vista ético, você pagar o que deve é correto. Você pagar divida de agiotagem não só não é correto como é antiético, você estar sustentando a agiotagem, você está sustentando o atraso do país.” Por emérito economista e professor catedrático Ladislau Dowbor

    ENTREVISTA HISTÓRICA E PEDAGÓGICA

    https://www.youtube.com/watch?v=CTeoHOBVsII

    1. ‘DESIGUALDADE NO BRASIL É ESCOLHA POLÍTICA’, DIZ ECONOMISTA

      O economista irlandês Marc Morgan Milá afirmou que as medidas de ajuste fiscal do governo de Michel Temer tendem a elevar ainda mais a desigualdade no Brasil; “O congelamento das despesas públicas por 20 anos pode ter impacto negativo sobre a desigualdade porque são os mais pobres que dependem mais dessas despesas. Também pesam na conta a legislação sobre terras e a política fiscal, seja na criação de uma tributação mais justa, seja na retirada de renúncias que beneficiam os mais ricos”, diz Milá, está no Brasil, onde participa de estudos com economistas do Ipea

      24 DE SETEMBRO DE 2017

      (…)

      FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.brasil247.com/pt/247/economia/318912/'Desigualdade-no-Brasil-%C3%A9-escolha-pol%C3%ADtica'-diz-economista.htm

    2. Eu tinha visto a entrevista e fiquei pensando, fui educada pra não dever 1 tostão, ano passado, sem vir trabalho (sou autônoma) pela 1a vez fiquei devendo o cartão de crédito e como sei que a coisa se avoluma rápido, vendi o carro (já meio velho) e com 1/4 do valor da venda paguei o cartão e estou a pé até hoje, levei a maior bronca da minha vizinha quando ela soube – aconteceu o mesmo com ela, a dívida está tão alta que ela agora dá risada e diz que não pretende pagar os juros extorsivos e sabe que depois de tanto tempo, se chegar lá pra pagar a dívida de 40 mil com 5 mil vão aceitar. Ela disse que jamais venderia o carro, que ela não é bandida, mas trabalhadora que ficou em situação difícil quando o banco extorque quem está em dificuldade e lucra com crise.

  3. ATENÇÃO PARCELA DO BEM DA NAÇÃO BRASILEIRA

    O único veículo do *PiMG que “repercutiu a mais recente pesquisa IPSOS ” que ‘DESmoroLIZA’ “o títere decorativo” (sic) da CIA ‘mor(T)o’ & o restante da camarilha nazigolpista foi o jornaleco Estadão em estado comatoso
    Dileto(a) leitor(a), observe a sutileza paquidérmica do “anúncio da pesquisa Ipsos”:
    *PiMG (Partido da imprensa Mafiosa &$ Golpista)
    SUSPEITAS
    Operação Lava Jato amplia cerco a Lula com mais seis apurações
    Condenado, denunciado duas vezes e réu em seis ações, o ex-presidente é investigado em três Estados
    24/09/2017

    NOTA FÚNEBRE:
    quem assima mais este réquiem do Estadão em estado comatoso é um canalha ‘pena amestrada’ a $oldo imundo dos patrões barões, e que responde pela famigerada &$ nefasta alcunha fausto macedo!

    (…)

    FONTE [IMUNDA!]: http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/lava-jato-amplia-cerco-a-lula-com-mais-6-apuracoes/

    1. TEREZA CAMPELO AO 247: O BRASIL CORRE O RISCO DE VOLTAR PARA O MAPA DA FOME

      Ministra responsável pelo combate à pobreza no governo da presidente Dilma Rousseff, Tereza Campelo faz um alerta: “o Brasil corre o risco de voltar para o mapa da fome”; isso porque, desde o golpe de 2016, a questão social saiu da prioridade do orçamento federal; Tereza critica o fim da política de valorização do salário mínimo, as ameaças de cortes nas aposentadorias rurais, o fim dos programas de agricultura familiar e a flexibilização dos direitos trabalhistas; ela afirma ainda que a elite brasileira atirou contra o próprio pé, ao apoiar a deposição de Dilma: “os empresários sabotaram seu próprio mercado interno”, afirma; confira a íntegra de sua entrevista à TV 247

      FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.brasil247.com/pt/247/economia/318737/Tereza-Campelo-ao-247-o-Brasil-corre-o-risco-de-voltar-para-o-mapa-da-fome.htm

  4. É uma pesquisa obviamente quantitativa, não traz as causas das variações da aprovação ou rejeição de cada um, mas o que é mais animador é que o único que melhorou foi Lula com tudo contra e os outros pioraram, mesmo com a subserviência tanto da mídia quanto da justiSSa…

  5. ENTREVISTA HISTÓRICA E PEDAGÓGICA

    Sobre o atual endividamento monstruoso e vergonhoso das famílias brasileiras
    “Do ponto de vista ético, você pagar o que deve é correto. Você pagar divida de agiotagem não só não é correto como é antiético, você estar sustentando a agiotagem, você está sustentando o atraso do país.” Por emérito economista e professor catedrático Ladislau Dowbor

    https://www.youtube.com/watch?v=CTeoHOBVsII

  6. zelite é assim:
    aposta no cavalo errado (o gunfight na Coreia parece filme do Oscarito)
    enche os bolsos com papel pintado
    compra snake oil no WaPo e no NYT
    faz fila pra embarcar no Titanic

    fazer o que?

  7. Nada há de mais antigo do que disseminar o medo para tentar a aglutinação em torno de ideias, por mais esdrúxulas que sejam. Cria-se a figura do inimigo externo, do bicho papão, e passa-se a ameaçar os incautos com a possibilidade de um ataque desse inimigo fictício. A ameaça que o jornalista apresenta neste e na maioria dos seus artigos, principalmente depois do acirramento do Golpe de 2016, é a mais primária delas, a de que os oprimidos tenha que se aliar aos opressores para enfrentar a “ameaça externa”, “os gringo malvados”, “os capitalistas sedentos” que nos espreitam desde o exterior. E, por isso, os 95% mais pobres da população tenham que suportar a rapinagem que sustenta os 5% mais ricos. E, para demonstrar a isenção e originalidade de seu pensamento, sustenta que a oposição a esse absurdo que propõe é um erro cometido também pela “esquerda”. Uma “esquerda” generalizada, como sempre faz ao desenvolver um raciocínio manco. E procura falar em nome da “população”, em uma tentativa de expressar um “pensamento da massa”. O que o move, de fato, é um nacionalismo retrógrado, estático. O que o levou, recentemente, ao dilema de optar entre ditaduras, a judicial e a militar. Entre “Morão” e Mourão. O jornalista foi claro: teme mais a primeira. Optou, assim, pela segunda forma ditatorial. A admiração e o temor reverencial pela autoridade patriarcal, representada pelos milicos, e o recalque por não ter tido a coragem de rebelar-se contra essa autoridade, ao expressar um ódio exacerbado contra os “black blocs”, uma face do inimigo externo, talvez expliquem a desorientação em que se perde o jornalista. Não é à toa que tem atraído cada vez mais a atenção de pontos de vista retrógrados, semelhantes ao que se vê nos sítios abertamente de direita.

    1. INSTALARAM WI-FI NA CRACOLÂNDIA???

      DE ONDE SAIU ESSA DESGRAÇA???

      SEU DIPLOMA DE IDIOTA JÁ ESTÁ SENDO ENVIADO PARA SUA RESIDÊNCIA!

      PARABÉNS!!

  8. Rejeição nacional ao torturador da Globo dispara para 45%
    Escrito por eminente e destemido jornalista Miguel do Rosário

    Sergio Moro, o carcereiro da Guantanamo curitibana, o torturador da Globo, já está com rejeição nacional de 45%, segundo o instituto Ipsos, que pertence a uma organização internacional respeitada.
    A reprovação a Lula, por outro lado, vem despencando, mesmo com os ataques sórdidos do setores corruptos do judiciário e do ministério público.
    Todos os sinais mostram que, se o TRF4 confirmar a sentença de Sergio Moro, uma sentença escrita por um fora-da-lei, por um juiz que não respeita a constituição, as garantias individuais e os direitos humanos, e que, em qualquer democracia que se preze, já estaria atrás das grades, acusado de tortura, espionagem internacional e violação do código do processo penal, o judiciário brasileiro irá mergulhar, a si e ao país, num caos ainda mais perigoso do que vemos hoje.
    Acho o momento adequado para publicar o vídeo da palestra de Sergio Moro, dia 14 de julho de 2016, no *Wilson Center.
    *o principal think tank da Cia, do Pentágono &$ da Casa Branca
    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: blog O Cafezinho

    1. Quantos crimes Barroso, o cachorrinho da CIA, cometeu em seu discurso no Wilson Center?
      Escrito por Miguel do Rosário

      23/09/2017
      (…)

      FONTE [LÍMPIDA!]: blog O Cafezinho

  9. Realmente Sérgio e seus Homens de Curitiba terão o mesmo destino do grupo que cantava o na Boquinha da Garrafa.

    A onda Sérgio e seus Homens de Curitiba está acabando.Com o Brasil e o Rj já acabaram faz tempo.

    O pior é que a Farsa Jato está acabando sem ter desdobramentos em São Paulo,Mato Grosso e no Paraná onde tem o pior,mais corrupto e cínico governador do Brasil.Sem esquecer os corruptos Omar Aziz e Eduardo Braga pelo Amazonas,onde receberam cada um,18 milhões de reais de propina só na construção do estádio que é um elefante branco,segundo a Andrade Gutierrez.

  10. Moro morreu no dia em que divulgou de forma criminosa o áudio da presidenta apenas para jogar gasolina na fogueira e consolidar o golpe da quadrilha que se instalou no poder.

  11. É dificil se comparar “verduras com frutas ou vice-versa.A pesquisa erra no seu propósito, na sua essencia estatistica, ela não é quantitativa e sim relativa,Nao vemos ou apreciamos os seus cálculos de ponderações que por rigor matematicos deveriam ser pontuados ou demonstrados.Erramos por outro lado ao comentá-las como fontes verdadeiras. Representam truques, malabarismos jornalisticos e estratégias cínicas de deformar ou estraçalhar uma liderança politica já consolidada, que é o LULA para os brasileiros mais pobres (maioria populacional). Não entro na deles, são armadilhas para pegar incautos.São co o jogos da imitação.Não têm conteudos reais e por isso,são dados ficticios e artificiais.A nós não intreressa essa rotulagem de esquerdistas,comunistas, bolivarianos. Somos trabalhadores, representamos economicamente, o fator trabalho.Somos o outro lado da questão e por isso não nos cabe comparamos, digladiarmos ou rivalizarmos contra:elite, nobreza,coxinha, direita, neoliberal ou fascista. O que nos importa mesmo, é garantir o nosso espaço na existencia e dentro dela, no nosso país. Não pedimos para nascermos aquí, se aconteceu, aquí que teremos de viver e viver em bem estar, como humanos que somos.Deixarmos nos explorar. Nem pensar e isso depende de nós, da nossa determinação.Lutar contra essa adversidade é a nossa missão, a nossa responsabilidade, o nosso compromisso com essa pátria. E mais, não depende dos demais, somente de nós próprios.Por isso, não devemos aceitar o jogo deles.Que essas pesquisas interessem somente a eles que as fizeram.Nós não pagamos por elas. Nós devemos ignorá-las.Deixemos que eles continuem falando sozinhos e vamos caminhando com nossas próprias consciencias com as condiçoes que nos sejam possiveis, ao encontro dos nossos objetivos de viver, em busca dos nossos destinos, da nossa razão de ser nessa existencia. Temos nossos descendentes para cuidar. Eles que cuidem de si…

  12. A farsa a jato, no desespero de incriminar o Lula, não contava que, quanto mais investigasse, não chegaria ao ex-presidente. Ao contrário, expôs toda a lama protagonizada pelos golpistas PMDB, PSDB, DEM e demais partidos de aluguel. Os únicos condenados do PT o foram por “convicção” e não por provas, tática que já vem desde o “mensalão fajuto”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.