O destruidor

Um da coisas que o tempo nos faz aprender é que situações de crise, por pior que sejam, estão fadadas a piorar quando se perdem os métodos para enfrentá-las e, em lugar do equilíbrio, joga-se na polarização como forma de conviver com elas e caminha para sua solução.

O Brasil está escrevendo, todos os dias, uma tragicomédia sobre como destruir o futuro de um grande país.

O ódio e a estupidez – e isso é pré-Bolsonaro – tornaram-se as métricas das soluções racionais e a desqualificação – e até a criminalização – do adversário político.

Os efeitos da pandemia, terríveis em si mesmos, amplificam-se aqui com a aplicação destes métodos também à gestão da Saúde, transformada em arena da “Operação Cloroquina”, uma nova versão das convicções suplantando as provas.

Os selvagens tomaram conta do país, inclusive e por obra dos selvagens que só começaram a falar em processos civilizados e formalidades legais quando as presas sanguinárias contra eles se voltaram.

A nossa antirrevolução quer e precisa de cabeças para cortar, porque ela se alimenta do prazer do sangue nas disputas políticas e administrativas.

O Brasil tornou-se um matadouro.

De gente e de sonhos.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

38 respostas

  1. Da demagogia golpista à oligarquia corrupta, da oligarquia corrupta à tirania aberta e da tirania aberta ao caos total, colhemos agora o deserto que não plantamos mas que é todo NOSSO! Ou morremos lutando ou morremos sem luta ou vivemos humilhados. Essa a escolha que nos furtamos a fazer e o destino fará por nós.

  2. Da demagogia golpista à oligarquia corrupta, da oligarquia corrupta à tirania aberta e da tirania aberta ao caos total, colhemos agora o deserto que não plantamos mas que é todo NOSSO! Ou morremos lutando ou morremos sem luta ou vivemos humilhados. Essa a escolha que nos furtamos a fazer e o destino fará por nós.

    1. Este general, um golpista traidor da Constituição, é um dos maiores canalhas da história nacional, merecendo figurar ao lado de Ustra, Curió e toda a escória gerada nos últimos 70 anos nas forças armadas fascistas de ocupação do Brasil. Não é à toa que o general, junto com Ustra, Curió e tantos outros estupradores, torturadores e assassinos da ditadura são todos “heróis” do Genocida infame colocado no poder.

      E, por falar em mamata, o próprio general, como sua filha (R$ 10.373,30), está mamando mais $$ (R$ 13.623,39) no GSI – de forma ainda pior, pois sem fazer nada, por não ter condições de saúde para trabalhar – desde o início do governo do Genocida. Será uma das pagas pelo papel de golpista que teve para colocar o Genocida no poder ? Algum dia saberemos.

      1. Interessante é que o Bolsonaro esculachava com ele ainda no início da campanha, chamando-o de desarmamentista (que para bolsonaristas é palavrão grosso) e de comunista. Naquele momento todos se enganavam, a achar que ele era uma liderança militar que não pertencia ao time da linha-dura. De repente, tornou-se idolatrado pelo cujo, a ponto desse dizer que devia sua eleição a ele.

  3. Na década de 1980 o mundo se apavorou com a bomba de neutrons que só matava, não destruía os instalações e prédios. O quê fazer com prédios e instalações sem gente?
    Em 2020, no meu querido Brasil, a cloroquina é a versão tupiniquim da bomba de neutros, ainda mais assustadora porque é seletiva, eugenista e só será usada contra quem contrair o coronavírus. Se não matar, aleija.

  4. vamos ser justos: Bolsonaro não está destruindo o país sozinho. É com stf, com tudo, lembram?

      1. Mas, estão se auto-devorando, em um canibalismo esquizoide rápido e crudelíssimo!
        A comunicação super-rápida acelera a própria história… é vápt-vupt!
        Se derem um golpe, vão afundar mais rapidamente ainda!
        Por isso o pânico na Bosolândia!

    1. Pois é, o governo da besta psicopata e da milicada, já que são cumplices e governam juntos, que ninguém duvide, fala que o custo da pandemia vai fazer com que haja redução do PIB, que os gastos estão muito grandes, que a economia vai quebrar, etc, mas nunca ouvi o Guedes, aquele canastrão que é ministro da fazenda, propor que os políticos, milicos de alta patente e o judiciário abram mão de parte dos seus salários por um período de três meses.
      Isso seria perfeitamente possível, principalmente no caso dos políticos e do judiciário, que ganham salários altíssimos somados aos inúmeros benefícios, que nos envergonham perante o Mundo, e, com certeza, todos têm uma boa reserva financeira.
      Eu proporia 25% para os milicos e 50% para os demais.
      Outra coisa, que eu também estranho, é que dos hospitais militares, HCE, HFA e HCM, espalhados pelo Brasil, nada se escuta falar, enquanto os hospitais do SUS estão à beira da falência.
      Algumas perguntas:
      Nos hospitais militares têm leitos disponíveis? Neles, faltam respiradores? Eles, poderiam receber civis e aliviar os hospitais do SUS?
      Ora, considerando que é levantada a hipótese de a rede particular ter que atender pessoas não conveniadas, muito mais justo seria que isso fosse feito com os hospitais militares, afinal somos nós que pagamos pelos seus funcionamentos.
      Gostaria muito que a mídia levantasse essas questões, mas eu sei que a resposta do governo seria muito fácil: E daí ?

    2. Dirceu diz que vivemos já um regime militar em todo o seu esplendor. Os militares estão a governar o país e este é o regime deles. Bolsonaro é apenas o que têm para continuarem navegando como se fosse em um mar de democracia, por garantir o apoio popular vindo das igrejas evangélicas e dos fanáticos de extrema direita. Quanto aos iludidos de classe média, verdadeira âncora do regime, eles agora estão em processo irreversível de retirada de seu apoio a Bolsonaro, e todos sabem por quê. Essa é a realidade. Com a evolução, a classe média vai forçar os evangélicos a reverem sua posição. Os evangélicos vão ter que pular fora do barco bolsonariano, ou a classe média vai sufocá-los. Vão restar os extremistas de direita, que cedo ou tarde cometerão um ou um conjunto de erros fatais, e voltarão para a escuridão de seus apartamentos.

      1. também acho que já estamos sob coturnos. Acho que podem, pedir o afastamento dele em junho, por 6 meses. Aí chega dezembro, ele sai definitivamente e em 1º de janeiro o vice assume, sem muita polêmica, tudo “dentro da lei”. Enquanto isso, o país vai sendo devastado e bolsonaro brinca de escravos de jó. Com bozo ou sem ele, a intenção é não interromper o golpe do moro, funcionário a gente sabe de quem. O PT lançou um programa pra reconstruir o Brasil, via Fundação Perseu Abramo, coordenado pelo Haddad. Concordo que le só vai ter apoio de fanáticos, mas receio muito os arrependidos, principalmente da classe média, que podem se encantar com qq “salvador” que apareça, inclusive um togado, cuja imagem vem sendo polida, pra reeestréia em grande estilo

    3. Pois é, o governo da besta psicopata e da milicada, já que são cumplices e governam juntos, que ninguém duvide, fala que o custo da pandemia vai fazer com que haja redução do PIB, que os gastos estão muito grandes, que a economia vai quebrar, etc, mas nunca ouvi o Guedes, aquele canastrão que é ministro da fazenda, propor que os políticos, milicos de alta patente e o judiciário abram mão de parte dos seus salários por um período de três meses.
      Isso seria perfeitamente possível, principalmente no caso dos políticos e do judiciário, que ganham salários altíssimos somados aos inúmeros benefícios, que nos envergonham perante o Mundo, e, com certeza, todos têm uma boa reserva financeira.
      Eu proporia 25% para os milicos e 50% para os demais.
      Outra coisa, que eu também estranho, é que dos hospitais militares, HCE, HFA e HCM, espalhados pelo Brasil, nada se escuta falar, enquanto os hospitais do SUS estão à beira da falência.
      Algumas perguntas:
      Nos hospitais militares têm leitos disponíveis? Neles, faltam respiradores? Eles, poderiam receber civis e aliviar os hospitais do SUS?
      Ora, considerando que é levantada a hipótese de a rede particular ter que atender pessoas não conveniadas, muito mais justo seria que isso fosse feito com os hospitais militares, afinal somos nós que pagamos pelos seus funcionamentos.
      Gostaria muito que a mídia levantasse essas questões, mas eu sei que a resposta do governo seria muito fácil: E daí ?

  5. Da demagogia golpista à oligarquia corrupta, da oligarquia corrupta à tirania aberta e da tirania aberta ao caos total, colhemos agora o deserto que não plantamos mas que é todo NOSSO! Ou morremos lutando ou morremos sem luta ou vivemos humilhados. Essa a escolha que nos furtamos a fazer e o destino fará por nós.

    1. Não plantamos ? UAI, quer dizer que isso tudo ai foi coisa de ET, então ? Não, infelizmente todos, até os ditos progressistas, duma forma ou de outra, colaboramos pra que este quadro de terra arrasada se implantasse no BRASIL ..BOZO é apenas um carniceiro oportunista neste mar de intrigas e de radicalismos, um cabra que, a rigor, NOSSA DEMOCRACIA nunca deveria ter permitido que existisse.

      1. Não, não plantamos demagogia, nem oligarquia e nem tampouco tirania, somos sim vítimas de tudo isso. Podemos como os sobreviventes dos Campos de Concentração nos sentirmos culpados por não ter “reagido” à altura diante de tamanha violência, “deixar” que nos escravizassem, mas essa é outra discussão. Não nunca “demos de comer para cachorro raivoso”, nunca votamos em governos demotucanos ou desgovernos neodemotucanosprotofascistas. Vencemos democraticamente todos eles, e talvez esse tenha sido nosso erro, tentamos equivocadamente ignorá-los a eles e a suas ridículas declarações de guerra e consignas, quase sempre na equivocada crença de que olhar para o outro lado, eles simplesmente desapareceriam. Esse sim foi nosso erro, ao ver sido declarado a guerra não ter enfrentado o inimigo e ter os tratado apenas como adversários políticos numa arena democrática. Podemos dizer que os alemães ou os soviéticos invadiram a Checoslováquia, nunca o contrário.

        1. Policarpo, de peço um pouco de serenidade, racionalidade e menos paixão pra que possa me ajudar a pensar.

          DILMA foi eleita com 38% do total de eleitores pro 2o mandato, terminou com 5% em menos de um ano, o que aconteceu com os 30% de progressistas ? e isso pra não dizer do 1o mandato, dos protestos de 2013 que, depois, claro, foram cooptados, mas que de início embutiam SIM um descontentamento crescente.

          Penso que se vc fizer um exercício e TENTAR se colocar no lugar do próximo, talvez vc possa perceber melhor nossos erros, imprevidências E/OU exageros, o isolamento em que nos metemos ao nos afastarmos do POVO ..e isso pra mim foi um GRAVE ERRO, o plantio do que seria nosso “banimento” do comando.

          Vejo o pós LULA como um projeto que PERDEU continuidade sem antes ter conseguido cumprir com seus objetivos que, pra mim, focavam combate a miséria material e INTELECTUAL (ensino), e distribuição de renda com crescimento e inserção internacional.

          Embora bem intencionadas, vi inúmeras PAUTAS ditas identitárias assumirem uma proporção que a maioria da sociedade não achava oportuno, pautas que somadas a falta de liderança e carisma de DILMA amplificaram os problemas, com isso percebi que o apoio popular estava se ESGARÇANDO lentamente por temas que foram LARGAMENTE usados em 2018 contra os progressistas ..e que até hj muitos são.

          Pautas que NÃO guardavam pertinência pra sociedade (mesmo que alguns julguem ser questão de vida ou morte pra si), por exemplo: a invasão de Brasília pelos sem terra cobrando da reforma agrária c/direito a pilhagem e ameaças; o debate sobre união civil misturado a “casamento religioso gay”; cota racial x social; aborto; liberação de drogas; educação sexual; o Estado ingerindo na família; a REVISÃO da ANISTIA c/ punição dos golpistas de 64 etc

          ..tudo isso foi dividindo e incendiando, enquanto o povo NÃO via um governo dar respostas pras acusações da LAVA JATO por ex, ou pros gastos PADRÃO FIFA da copa e das olimpíadas, pra crise MUNDIAL de 2013-14 que o povão NEM soube que existiu (por falta de esclarecimento), aliás, o próprio MAIS MÉDICOS veio tardiamente, depois de 2013, se vc se lembra, qdo a SAÚDE, uma demanda secular, poderia ter sido usada pra unir o país.

          Fato é que as vezes plantamos pragas e nem percebemos ..ou que no meio da searas elas tb vicejam

          ..enfim, é aquele ditado, de BOA INTENÇÃO o INFERNO ESTA CHEIO ..e na política, escolher bandeiras fora de hora, já deve ter levando milhares de políticos pra perto da caldeira.

        2. Policarpo, te peço um pouco de serenidade, racionalidade e menos paixão pra que possa me ajudar a pensar.

          DILMA foi eleita com 38% do total de eleitores pro 2o mandato, terminou com 5% em menos de um ano, o que aconteceu com os 30% de progressistas ? e isso pra não dizer do 1o mandato, dos protestos de 2013 que, depois, claro, foram cooptados, mas que de início embutiam SIM um descontentamento crescente.

          Penso que se vc fizer um exercício e TENTAR se colocar no lugar do próximo, talvez vc possa perceber melhor nossos erros, imprevidências E/OU exageros, o isolamento em que nos metemos ao nos afastarmos do POVO ..e isso pra mim foi um GRAVE ERRO, o plantio do que seria nosso “banimento” do comando.

          Vejo o pós LULA como um projeto que PERDEU continuidade sem antes ter conseguido cumprir com seus objetivos que, pra mim, focavam combate a miséria material e INTELECTUAL (ensino), e distribuição de renda com crescimento e inserção internacional.

          Embora bem intencionadas, vi inúmeras PAUTAS ditas identitárias assumirem uma proporção que a maioria da sociedade não achava oportuno, pautas que somadas a falta de liderança e carisma de DILMA amplificaram os problemas, com isso percebi que o apoio popular estava se ESGARÇANDO lentamente por temas que foram LARGAMENTE usados em 2018 contra os progressistas ..e que até hj muitos são.

          Pautas que NÃO guardavam pertinência pra sociedade (mesmo que alguns julguem ser questão de vida ou morte pra si), por exemplo: a invasão de Brasília pelos sem terra cobrando da reforma agrária c/direito a pilhagem e ameaças; o debate sobre união civil misturado a “casamento religioso gay”; cota racial x social; aborto; liberação de drogas; educação sexual; a invasão de glebas e imóveis urbanos; o Estado ingerindo na família; a REVISÃO da ANISTIA c/ punição dos golpistas de 64 etc

          ..tudo isso foi dividindo e incendiando, enquanto o povo NÃO via um governo dar respostas pras acusações da LAVA JATO por ex, ou pros gastos “PADRÃO FIFA” da copa e das olimpíadas, pra crise MUNDIAL de 2013-14 que o povão NEM soube que existiu (por falta de esclarecimento), aliás, o próprio MAIS MÉDICOS veio tardiamente, depois de 2013, se vc se lembra, qdo a SAÚDE, uma demanda secular, poderia ter sido usada pra unir o país.

          Fato é que as vezes plantamos pragas e nem percebemos ..ou que no meio das searas elas tb vicejam

          ..enfim, é aquele ditado, de BOA INTENÇÃO o INFERNO ESTA CHEIO ..e na política, escolher bandeiras fora de hora, já deve ter levando milhares de políticos pra perto da caldeira.

          1. Você confunde eleitores com uma amostra particular da opinião pública, cidadãos ou povo com multidão ou turba. Você contunde debate público e político com chat ou “fórum” de internet (os da loucosfera são pródigos nisso, onde campeiam “revolucionários” (sic) de congregação universitária e da boca para a fora, soldo fico e “estudantes” eternos bancados pela famíia, todos profetas do fato consumado de ontem e do colapso iminente do capitalismo para amanhã, chamam de “burguesa” a democracia representativa e de “burgueses” Corporações que tem tamanho de Estados, ou seja, precisam estudar mais), Você confunde lutar por direitos (quaisquer que eles sejam) com pautas identitárias (sic), e portanto confunde um debate real com um falso debate (uma confusão premeditada e tática de quase todos os “partidos” de extrema direita no Brasil ou no mundo e suas batalhas desonestas). E você confunde campo político e campo de guerra com campo de treinamento de futebol com cones, aqueles onde você faz o que quer, cria os lances mais geniais e não tem que lhe dar com zagueiro desleal, juiz ladrão, cartolas e torcida organizadas. Pensa como aquele setor da arquibancada conhecido como turma do amendoim e imagina-se um técnico virtuoso e um craque no campo. A luta principal é no campo tradicional da política, partido político, eleições, congresso, senado, assembleias e câmaras e no campo social dos movimentos organizados e sindicatos, uma luta dos trabalhadores e de todos os cidadãos contra as Grandes Corporações (“o “Mercado”) e seus capitães de mato. Nós não soubemos e continuamos não sabendo defender nossos espaços e nossas armas. Nossos adversários e inimigos sabem onde atirar.

            De Policarpo
            Para Rommaneli
            Com serenidade, racionalidade e um pouquinho de ironia

          2. agora fiquei confuso ..então vou de LULA “….o POVO tem sempre razão..”

  6. Catando informações PERDIDAS

    -pesquisa de contaminados em SP
    Pesquisa feita mostra que na GRANDE SP apenas 5% dos habitantes apresentaram anticorpos contra o COVID, daí dá pra deduzir o horizonte que falta de pessoas a serem expostas pra que se baixe a guarda, dando tempo então pra estrutura de saúde dar conta dos novos contaminados.
    https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/05/13/estudo-estima-que-5percent-da-populacao-da-espanha-contraiu-o-novo-coronavirus.ghtml

    – pesquisa de APOIO ao governo
    PESQUISA do 360 dá conta que BOZO mantém 30% de ótimo/bom e 27% de regular ..O apoio ao BOZO AUMENTOU entre os que ganham até 2 SM, e os que faturam MAIS de 10 SM mês ..pra classe intermediária, entre 2 e 10 SM, o apoio caiu ..OU SEJA, pra turma que já esta ganhando os 600 (que era pra ser 200 pelo governo) e pros que estão apoiando o pedido de relaxamento da quarentena, BOZO tem faturado apoio.

    Infelizmente isso reitera o que venho dizendo, NÃO basta ter discurso só pra saúde, NÃO ADIANTA LUTAR contra a REALIDADE, as oposições precisam se conscientizar que tem uma AMPLA parcela da população que precisa tb ser esclarecida, ou ATENDIDA em suas JUSTAS demandas que clamam por PERSPECTIVA e esperança.
    https://www.poder360.com.br/datapoder360/bolsonaro-tem-30-de-aprovacao-e-39-de-rejeicao-diz-datapoder360/

  7. VIDA A MORTE NOS TEMPOS BOLSONARISTA

    “A nossa antirrevolução quer e precisa de cabeças para cortar, porque ela se alimenta do prazer do sangue nas disputas políticas e administrativas”.- diz o articulista.
    Acho que esse prazer do sangue sempre foi parte da história da sociedade brasileira, e, diria, de muitos países. É só ler as descrição dos clássicos para ver que as cabeças cortadas fazem parte da nossa história. É só ler os livros que descrevem as histórias dos indígenas (esses mesmos que agora que estão sendo dizimados por essa peste). Quem leu o livros chamado “Veias Abertas da América Latina” sabe muito bem que a pulsão de morte sempre esteve presente na sociedade em todos os lugares. Agora as veias abertas estão ai para nelas serem injetadas a Cloroquina, remédio que esse necrófilo quer usar para matar uma parte da sociedade brasileira nesse momento. Trata-se de uma “limpeza étnica” declarada. aberta, sem nenhum pudor. Não é de hoje que esse país mata os “feios e malvados”, ou seja, as classes oprimidas em sua totalidade. A Casa Grande e a Senzala já fazia isso desde nossa fundação. Era normal matar os negros, chicoteá-los, matá-los como se fossem animais. A classe dominante de nosso país quer um mundo só para elas e não têm nenhuma vergonha de fazer isso.. Ela precisa sempre de “cabeça para cortar”. Adora quando quando se fala em em cortes de verbas, adora a morte, porque desejam uma sociedade só para elas. Lembro do filme Coringa” em Batman: O Cavaleiro das Trevas” e o associo-o ao Bolsonaro. A Cloroquina que ele quer adotar me faz lembrar desse filme, onde sempre aparece um bode expiatório insultando imigrantes, mulheres e os negros. O nosso Coringa brasileiro deseja ser o personagem dessas história. Que matem os indesejáveis com essa peste produzida em laboratórios. Vamos deixar que isso aconteça?

  8. O encaminhamento da solução a esse estado de coisas, se dará no dia em que a população brasileira -aqui incluida a famigerada classe ‘merda'(peço desculpas!) -se conscientizar que seus intersses SÃO COMP?ETAMENTE DIFERENTRES dos interesses dos: usineiros, banqueiros, latifundiários, pecuaristas, desmatadores, traficantes, rentistas, bicheiros, especuladores financeiros, donos de patentes industriais, monopolista de alimentos, mopnoplistas da energia, entreguista de toda espécie, assaltantes dos recursos do subsolo brasileiro, enfim os tais ENDINHEIRADOS que impõem governos sanguinários como o governa o Brasil atualmente.

  9. Até quando nós iremos ter que suportar este maníaco do Planalto?
    Esta carniça vai nos matar de coronavírus ou de RAIVA!
    EM TEMPO: a CNN acaba de divulgar que o Mourão e a esposa dele estão com suspeita de terem contraído o coronavírus!
    ALVÍSSARAS: o bozovírus já tem onde desovar as 8 toneladas de cloroquina produzidas pelo Exército deles!

    1. Além do isolamento social, compra de respiradores, aquisição de testes – e testagem em massa -, novos leitos de UTI, construção de hospitais de campanha, contratação de profissionais da Saúde, compra de Equipamentos de Proteção Individual…
      E nós sendo submetidos aos vômitos putrefatos deste mercador ambulante do TRUMPaceiro da cloroquina da matriz desta colônia em frangalhos!
      Nesta joça de país não tem um homem com aquilo roxo para deter este imbecil irresponsável?
      PQP

      1. A sociedade civil brasileira deve recorrer a instâncias internacionais e ingressar com um processo queixa-crime contra o STF e o restante do Poder Judiciário!
        E incluir na peça uma acusação contra o Ministério Público “do Brasil”!
        Aproveitemos e denunciemos “as Forças Armadas dos Estados Unidos do Brasil”, diria o corrupto Tucano José (S)erra!
        Esses órgãos [parasitas!] do Estado estão perpetrado vários crimes em série, incluindo prevaricação, omissão, advocacia administrativa em favor de um psicopata, exposição da população a um massacre televisionado…
        Antes que sejamos dizimados inapelavelmente
        Ou somos iguais a gado no pasto?

  10. Caro Fernando Brito, poucos sabem a razão de o Exército NÃO distribuir a cloroquina ele próprio.
    COVID 19 – cloroquina – Exército – OMS

    Bolsonaro determinou que o Exército produzisse em larga escala a cloroquina.

    Bolsonaro está exigindo que ‘alguém’ assuma o Ministério da Saúde e assine normativo para distribuir indiscriminadamente a cloroquina.

    É público e notório que a cloroquina causa terríveis efeitos colaterais e em alguns casos acarreta morte do paciente. FATO este comprovado por laboratórios de vários países.

    O que poucos sabem é a razão de o Exército NÃO distribuir a cloroquina ele próprio.

    PÁGINA DO EXÉRCITO REGISTRA ISSO:
    A Organização Mundial de Saúde (OMS) define farmacovigilância como “a ciência e atividades relativas à identificação, avaliação, compreensão e prevenção de efeitos adversos ou quaisquer problemas relacionados ao uso de medicamentos”.

    Obs.: quem produz a cloroquina é o Laboratório Químico Farmacêutico do Exército, sigla LQFEx que tem uma Seção de Farmacovigilância.
    ENTENDERAM?

    ACESSE E CONFIRA
    http://www.lqfex.eb.mil.br/index.php/farmacovigilancia
    https://www.facebook.com/CidadaniaPlena13/posts/3016237751775469

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.