O dinheiro é esperto, mas a ambição é burra

O “mercado” comemora, com alta na Bolsa e baixa no dólar, a suposta ascensão de Jair Bolsonaro.

Mas, afinal, o que comemoram?

Será que pensam que Bolsonaro é um Donald Trump tupiniquim?

Trump é o que é – e olhem que não anda sendo “grandes coisas “- por que é presidente dos Estados Unidos.

É preciso frisar: E-U-A…

Tem o poder para retaliar qualquer economia do mundo que nãolhe obedeça.

Tem,também, os botões nucleares e que ninguém duvide que aquele outro Kim, o da Coreia, só falou grosso porque tem uns botõezinhos também.

Como os tem o Putin, que adora o jeito tosco de Trump que, com sua arrogância, abre campo para que os interesses russos encontrem espaço na Europa e no mundo árabe, sobretudo.

Bolsonaro, ao contrário, não manda nem no general Mourão, como se viu.

E seu “posto ipiranga” da economia, Paulo Guedes, é o mais sério candidato a Zélia Cardoso que já pude ver todo esta tempo em que acompanho política.

Ninguém do “mercado” acredita no “plano” de zerar o déficit público no primeiro ano de governo. Vai cortar onde R$ 150 bilhões? Vai vender o que, em poucos meses?

Está na cara que seu programa de curto prazo será cortar direitos trabalhistas e previdenciários, bem como os gastos sociais.

Será mesmo que acreditam que o dono da Havan, o dos supermercados do Paraná e até o empresário de bordel paulista, o tal Oscar Maroni são as forças do capital no Brasil?

A Europa, assombrada pelos grupos de extrema-direita vai encher o balão deste senhor? Os vizinhos latinoamericanos, mesmo os mais conservadores, vão estimular um presidente “militar” no Brasil com que finalidade?

Que capital de longo prazo vai procurar um país onde, tudo indica, um governo destrambelhado tem tudo para cair em pouco tempo – e sabe Deus para abrir caminho a quê –  e que está arriscado a ter milícias fascista correndo as ruas de bordunas nas mãos?

Ninguém, só mesmo os predadores, dispostos a ter “ganhos de oportunidade”  com a entrega do patrimônio nacional na bacia das almas.

Bolsonaro é comemorado por uma única razão: o sonho de extirpar do Brasil não apenas dos governos mas também da política forças políticas desenvolvimentistas e inclusivas.

E não para reestruturar o Estado brasileiro, demolido, em frangalhos, sem forças para tocar qualquer projeto econômico com legitimidade.

Bolsonaro é aceito como candidato a presidente não pelo que é, mas para evitar que outros o sejam.

Com Fernando Henrique Cardoso é que  se solidificou um processo neoliberal no Brasil.

O que veio antes, Collor, era só o batedor, aquele elemento que se manda à frente, justamente por ser o descartável.

Bolsonaro é a porta do inferno, que temos o dever de trancar com o pé do voto.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

16 respostas

  1. Déficit de 150 bilhões… o Temer descontou daí os 100 bilhões que o BNDES antecipou ao governo? Alguém precisa investigar para onde foi essa fortuna!

  2. O Ibope manipulado de ontem dá lugar ao Ibope de hoje que traz a volta do crescimento de Haddad de 21 para 23%. O Ibope de hoje ainda mente já que Haddad tem mais de 25% no minimo, mas o instituto dos golpistas começa a se aproximar da verdade, que saberemos no Vox Populi de sábado próximo. Nada de cair nas armadilhas dos golpistas que só visam qiebrar a moral da militância. Haddad-Lula neles.

  3. Se um fascista de carteirinha como o “coiso” ganhasse a presidência, liberaria imediatamente as armas de fogo para quem quiser comprar (talvez até as distribuísse de graça) e as ruas ficariam entregues a milícias armadas que começariam a executar friamente todas as minorias que sempre agredidas pelo Inominável. Daí para uma guerra civil seria um pequeno passo.

  4. Mais do q nunca é preciso q votemos em senadores e deputados compromissados com políticas de inclusão. No Rio voto Lindbergh…. A eleição p presidente ainda pode ir ao 2o. turno. A eleição de senadores e deputados se encerra esse fim de semana. Olho na eleição!

  5. Eu digo que se Bozó for eleito, ele fica no máximo dois anos. E vai ser que nem Aécio. A horda que votou nele vai do nada se esquecer em quem votou em 2018. Repetindo o que falei em outro site:

    Ele vai fazer o mesmo que o temeroso. Primeiro porque Paulo Guedes já disse que vai seguir com as reformas da previdência e trabalhista, tentar privatizar o máximo possível. Bolsonaro nunca teve um cargo executivo, e os jogos políticos são bem mais diferentes que o legislativo. Ele já está enfrentando divergências e embates com seu círculo íntimo, no executivo onde você tem que lidar com trocentos deputados e senadores e governadores pedindo cargos em troca de apoio, o jogo é mais embaixo. O coiso não tem projeto de nação, a candidatura dele é apenas egotrip. Já existe uma crise financeira mundial pronta pra estourar até 2020. Não vai ser Bolsonaro que vai conseguir lidar com ela. Só não estamos no mesmo caminho que a Argentina e Turquia hoje porque estão comendo as reservas que Lula e Dilma conseguiram acumular. Mas elas eventualmente vão acabar. Meu medo do Coiso ser eleito é que demoraremos 10 anos pra corrigir as merdas que ele vai fazer economicamente. A única coisa boa é que a surra no lombo dos imbecis que se deixaram levar pelo ódio vai ser boa.

  6. Passada a farra do mercado onde mais uma vez os espertinhos ganharam seus milhoezinhos sem precisar trabalhar, as pesquisas já restabelecem a ordem natural do pleito. Haddad 43x Bolsonaro 41. E vem mais ai. Bolsonaro chegou no limite do seu limite. No segundo turno iremos desmascarar este coiso dos infernos mesmo com toda a bancada BBB a seu favor. Será a bancada do povo que vai desbancar este coisa nenhuma. Simples. Será de barbada.

  7. O Brasil é o único lugar do mundo que estelionatário se ilude com a própria fraude.
    O mercado vendeu e a Imprensa comprou a ideia que bastava tirar a Dilma que a volta de investimentos seria ‘instantânea’.
    O mercado vendeu e a Imprensa comprou a ideia que a recuperação da economia seria questão de tempo.
    O mercado vendeu e a Imprensa comprou a ideia que o PT e Lula estavam liquidados politicamente
    O mercado vendeu e a Imprensa comprou a ideia que a eleição de 2018 seria uma disputa entre candidatos pro mercado, pro reformas
    O mercado vendeu e a Imprensa comprou a ideia que a reforma trabalhista aumentaria a oferta de empregos
    O mercado vendeu e a Imprensa comprou a ideia que o investimento externo voltaria ao Brasil depois da reforma do teto e da previdência
    O mercado vendeu e a Imprensa comprou a ideia que a Ponte para o futuro pavimentaria o caminho para o candidato do golpe
    O mercado vendeu e a Imprensa comprou a ideia que as instituições estavam funcionando normalmente mesmo “com Supremo com tudo”
    O mercado vendeu e a Imprensa comprou a ideia que um candidato limpinho e higiênico com cara de chuchu, playboy ou de bancário seria seu candidato…..Agora acreditam que estão galopando um puro sangue enquanto correm com o cavalo xucro. Ficam felizes que o Bolsonaro agora vai ter tempo para mostrar suas ideias e esquecem que o peixe morre pela boca.
    Só compram as ideias do mercado ou seus sócios ou gente muito crente….
    Vão levar uma bela surpresa na segunda.

  8. Tão importante quanto eleger o Presidente da República é eleger um congresso e assembleias nos estados que garantam a volta à normalidade no país. Não basta enxotar esse canalha nazista e burro (coisa que Hitler estava longe de ser). É necessário remover papai e filhinhos imbecis e garantir bancadas de peso, em todos os níveis. Chega de votar no amiguinho da tia, no irmão do vizinho. É tempo de adquirir responsabilidade para votar, e votar certo.

  9. Meu deus o que a os televisão está fazendo , os jornais , jogando uma nação inteira na escuridão, as pesquisas manipuladas , nos afastaram do sol , tenho uma grande esperança que o ódio se afaste das pessoas e que deus tire a gordura que os impedem de ver e ouvir e que a massa pastosa que colocaram em suas bocas ( lula ladrão , PT ladrão , ciro coronel do ceará , invasores de terras ) peço encarecidamente as pessoas que não deixem o 13 salário ir embora , mas desemprego , mas direitos tirados , eu não tenho poupança , desempregado já foi , estou vendendo o que resta e busco sempre bicos , tá feio , querem nos agonizar , somos trabalhadores em geral , uma mídia que estão conseguindo nos dividir , não é cada um por sí , estamos juntos , na mesma trincheira , tirem os sapatos , os chinelos pisem no chão , se vista de saco de açúcar e diga eu sou um lascado , NÃO VOTO NO BOLSONARO , SOU ESQUERDA.

  10. Como diz o Michael Moore em um de seus filmes: o capitalista selvagem pode até se matar se tiver a perspectiva de um bom lucro…
    Que não se perca de vista o que está em jogo nas próximas eleições. Para deter esse processo de deterioração do país, é fundamental votar nas próximas eleições em candidatos progressistas para todos os níveis, especialmente para a presidência. Essa direita fascista representa a continuidade do golpe, a barbárie e a destruição do país.

  11. Se eu fosse os argentinos colocaria minhas barbas de molho se Bolsonaro se elegesse! Por que? Então vamos aos motivos.
    .
    Uma das soluções de todos os governos fascistas em crise são intervenções militares nos países vizinhos. Como países como a Venezuela estão se armando com equipamentos russos modernos, a hipótese de um conflito contra ela é baixo. A Bolívia apesar de ser pequena, tem uma configuração geográfica desfavorável para intervenções, uma cordilheira muito alta e exatamente nesta que as forças do governo boliviano que são fortes.
    .
    A Argentina passou por um processo de desmoralização das forças armadas com a derrota humilhante contra a Inglaterra, e depois desta derrota o povo argentino não quis que houvesse grandes investimentos nestas, logo elas estão completamente desarmadas. Para a Argentina desde antes da segunda guerra há já planos para ações contra este país vizinho, e com qualquer desavença comercial entre Brasil e Argentina, com o governo Macri (atualmente muito enfraquecido) com divisões internas graves, seria um alvo para uma curta intervenção militar com alguma chance de êxito, logo é um provável alvo estratégico de uma agressão militar do nosso país contra ela.
    .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *