Juízes vão lutar “até o fim” por privilégio. Já é o fim, excelências

mendicanciajudicial

O espírito mais bélico baixou nos juízes brasileiros.

Lê-se, no Estadão, que suas excelências anunciam que não aceitarão “a perda de qualquer direito sem a luta necessária”.

O direito, entre outros, é o de receber o “auxílio-moradia” mesmo vivendo em sua própria cidade, em imóvel próprio.

“Lutaremos até o fim!”, exclamou dramaticamente, em mensagem a seus colegas, o presidente da Associação dos Juízes Federais, Roberto Veloso.

É impressionante o rebaixamento moral da magistratura brasileira.

Qualquer sujeito, mais ainda um juiz, sabe que receber auxílio-moradia que não se destine a custear moradia – admissível quando se é mandado servir em outra cidade, distante –  é um evidente desfio de finalidade de verba, e verba pública.

É como receber uma diária de viagem sem viajar, uma fraude.

O concurso público que prestaram não lhes dá direito a terem privilégios imorais e seu poder de decidir sobre a vida do homem comum deslegitima-se quando passam a se considerar acima dele em direitos e recompensas.

Não é, como diz o juiz Veloso, uma “difamatória campanha lançada por alguns setores da imprensa”.

Ninguém está contestando que um juiz, levado a trabalhar em uma Pequenolândia do Norte possa ter ali uma casa digna para si e para sua família, naturalmente que comprovando o custo de aluguel.

Mas sua excelência financiar o seu apartamento próprio na Lagoa ou em Ipanema como se estivesse recebendo para morar num lugar remoto é indecente.

Embora a decência não esteja muito em voga entre as togas, vai ser inevitável que lhes seja, então, imposta como, para ficar no espírito de uma véspera de Natal, aos fariseus que mercadejavam no templo.

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

24 respostas

  1. enquanto isso o país discute a tal anitta, porque não temos uma Ahed Tamimi (17 anos, agora presa pelos sionistas). mas temos sim, várias, no dia a dia. uma mostra a bunda, as outras, os punhos.

    1. A desobediência civil passa pelo consumo mínimo. Essa gente só sente o aperto quando é no bolso.

  2. Bom dia,

    continua achando que tem tava certo a tempos atrás era Pablo Escobar que matava esses vagabundo que se traveste em Deuses e se acham dono do poder. Se eles continuarem assim vão pagar no futuro e eles não irão gosta. Lembre-se da França!

  3. O judiciário é o PIOR dos poderes da república. Com um congresso como o atual e com o executivo chefiado por um punguista, é um grande feito para uma grande quadrilha togada.

    1. As faculdades de direito não estão formando cidadãos conscientes. Muitos vêm de uma casta q encontram no direito um meio para manutenção de privilégios e status quo. A maioria oriunda da classe média pervertida q foi as ruas defender o golpe. Não têm formação humanista. Sequer tem empatia. Se sentem superiores aos demais operadores do direito. E em relação ao jurisdicionado são algozes. Duros quando sentenciam. Uma reforma na grade curricular urge. Uma reforma no judiciario e MP para q aqueles q entram na carreira não passem a sabotar o estado democrático do direito com golpes.

  4. ESTÁ MAIS DE QUE NA HORA DE COMEÇAR A DERRUBAR DESSES deuses DE ARAQUE.
    A REALIDADE TEM QUE BATER NA PORTA DESSA CAMBADA.
    Se é possível (e o esforço é grande) encontrar uma consequência positiva desta crise que os LADRÕES nos obrigam a sofrer ,É QUE A FALSA IMAGEM “IMACULADA” DESSA CORJA JUDICIÁRIA ACABOU.
    Hoje eles são vistos como realmente são,UMA CASTA QUE AGE EM BENEFÍCIO PRÓPRIO E NÃO DUVIDA EM ATROPELAR A LEI E SE ALIAR AOS MAIS SUJOS INTERESSES ,COM O PROPÓSITO DE MANTER SUS PRIVILÉGIOS.
    Será que conseguiremos ver um dia, estes “deuses” ser tratados como lo que realmente são?? EMPREGADOS DO DONO DO PODER,…O POVO.

  5. Receber auxilio moradia de mais de 4.000,00 reais não só é imoral, é criminoso, é um roubo aos cofres públicos nos quais estão embutidos vários penduricalhos que fazem com aproximadamente 80% da magistratura perceba salários acima do teto ( o que é uma violação da lei). O vencimento da justiça no Brasil caracteriza assédio Moral sobre o contribuinte brasileiro. Essa justiça no Brasil é inaceitável, não concordo que meus impostos sejam desviados para dar auxílio moradia para privilegiados, considero tal atitude um assalto ao meu bolso e de pessoas que julgam políticos baseado em moralidade que não possuem.

    1. Vocês estão esquecendo do bolsa-educacao, para filhos de juízes, de 7 mil reais, até os 24 anos.NAO ESQUEÇAM, SE O CASAL
      FOR JUIZ, RECEBE O DOBRO.

  6. O mais revoltante é que o tal povo só fala nos politicos.

    Como quebrar essa cultura de quase 100 anos em 6 meses?

    Não dá.É impossível.

    Como já disse,um dos graves problemas estruturais na poderosa América do Sul,sem dúvida,é a falta de uma BBC,Página 12 e etc,se isso não for resolvido algum dia,já que nunca vai acontecer uma revolução francesa no Brasil dos analfabetos politicos,do pessoal do farinha pouca meu pirão primeiro,do dizimo do auxílio moradia para os sofridos “juízes”,iremos assistir sempre essas modas como Bolsonaro,Dória,Farsa Jato,Caçador de Marajás,heroínos da marca de Datena e o fim dá picada.

    A solução que vejo seria,um novo congresso com oposição forte aos golpistas dá mídia,mercado e judiciário e uma constituinte para mudar alguma coisa.

    No mais,não vejo saída.

  7. Pior são 2 juízes casados receberem 2 auxílios moradia, um pra cada um. E o bolsa livro do ministério público, outra aberração.
    E tem gente que aprova isso pq o cara é juiz. Como tem otário nesse mundo.

  8. Uma pouca-vergonha. Uma completa indecência.

    E não se escutarão panelas sendo batidas pra isso. Revoltante.

  9. Se os alunos universitários de direito fossem, elaborar uma monografia sobre tema que envolve os juízes da lava-jato, só o caso Tacla Duran, e os meandros que envolve os juízes alugando hotéis cinco estrelas para se hospedar, afora o pedágio pago com dinheiro do povo, no outro extremo está os tribunais que sem nenhum nexo que arquivar casos escabrosos envolvendo o dinheiro público.

  10. estão tendo uma leitura completamente errada. Imagine um jovem ingressando em curso de direito condicionado em que não terminará enquanto não aprender as piores porcaria e escatologias como se fosse a coisa mais linda do mundo. Pois depois irá operar dentro dessa imundice cujo produto todos sabemos: cadeias lotadas de ladrão de galinha e ladrões de bilhões mais do que solto, rindo na cara do povo. Ante isso, até a DNA pode se contaminar com tanta porcaria e passar para os filhos, portanto merecedores das melhores pagas tanto no oficial quanto no paralelo

  11. Quanta desfaçatez desta classe. Se ao menos eles fossem eficientes e honestos! Se eles vão mandar um grupo de juízes para protestar, é necessário que uma parte da sociedade indignada também se desloque para lá no mesmo dia, portando cartazes, para fazer contraponto. Se agirmos desta forma, cada ação uma reação eficiente, poderíamos ganhar várias batalhas dentro da guerra contra o golpe. Cadê o legislativo que não vota logo, a questão dos super salários e a lei de abuso de autoridade? Infelizmente temos um @#%&@^#% chamado Rodrigo Maia na presidência da câmara que tem rabo preso com o judiciário e não quer se comprometer. Tudo visando seus próprios interesses. É necessário varrer esta gente do congresso em 2018.

  12. Fernando, ficaria mais autêntico se a chamada da matéria terminasse assim “.. já é o fim, excrescências”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.