O exterminador do passado: ‘Ripa todo mundo’, diz Bolsonaro

O Brasil é governado por um energúmeno, criminoso e que ainda se orgulha de sua estupidez.

E não haveria lugar melhor para a exibição desta imodesta estupidez de Jair Bolsonaro do que a Fiep, a Casa do Pato Amarelo, de hoje ele narrou, como demonstração do “macho” que é que “ripou todo mundo” do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional, o Iphan, porque durante as escavações para a construção de um daqueles horrores que são as lojas da Havan, achou-se o que ele chama de “azulejo” de valor arqueológico”.

Provavelmente o “véio”papagaio telefonou e só demorou o tempo de explicarem ao presidente o que era patrimônio histórico – uma bobagem, naturalmente, e ele resolveu o “pobrema”. Nas suas palavras, “ripou” os funcionários que cumpriam seu dever: “Ripei todo mundo lá no Iphan”, bradou sob aplausos dos empresários que foram ao beija-mão presidencial.

É assim que se administra: vai lá e “ripa”.

Isto sim é um homem de atitude, não fica com estes “mimimis”, estas coisas sem lugar no mundo moderno: objetos históricos, ripa!; índio, ripa!; amazônia, ripa!

É por isso que todas as pessoas de bem, que amam seu país e a memória daqueles que o fizeram vamos dizer, daqui a 11 meses: Bolsonaro, rapa!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *