O mundo viu o calvário de Lula. Por Olímpio Cruz

 

pagina12

O trabalho competente e amplo do amigo Olímpio Cruz sobre a repercussão no mundo da prisão de Lula:

A prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na noite de sábado, e seu discurso no ato político realizado em São Bernardo do Campo, onde anunciou que se renderia à Polícia Federal, receberam grande destaque na imprensa estrangeira. O assunto está nas primeiras páginas de diversas publicações em todo o mundo e é um dos principais temas das agências internacionais de notícias. A foto de Lula, cercado por uma multidão em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, tirada por Francisco Proner, foi distribuída pela Reuters para todo o mundo e reproduzida em jornais influentes, como o inglês The Guardian e o canadense The Globe and Mail.

As palavras-chave são a rendição do maior líder da esquerda brasileira, que está à frente na corrida presidencial, a transformação de Lula em preso político e a desconfiança sobre o sistema judiciário do país. O material produzido pelas principais agências de notícia – AP, Reuters, Bloomberg, AFP, EFE, DW e Prensa Latina – ganhou o mundo. Vários despachos foram sendo atualizados ao longo do dia.

O americano The New York Times traz longa reportagem assinada pelos correspondentes Manuel Androni, Ernesto Landoño e Shasta Darlington, com foto de Lalo de Almeida, destacando que Lula se rendeu para cumprir pena de 12 anos de prisão. “Sua prisão é uma reviravolta ignominiosa na notável carreira política de Lula, filho de trabalhadores rurais analfabetos que enfrentou os ditadores militares do Brasil como líder sindical e ajudou a construir um partido reformista de esquerda que governou o Brasil por mais de 13 anos”, diz a reportagem.

Os correspondentes do NYT relatam que antes de se render às autoridades policiais federais, Lula, 72 anos, acusou promotores e juízes de intencionalmente persegui-lo com um caso infundado. “Eu não os perdoo por criar a impressão de que sou um ladrão”, disse um indignado Lula, rouco, diante de uma multidão reunida do lado de fora do sindicato de metalúrgicos. A reportagem destaca que, durante horas no sábado, em um impasse tenso, seus fervorosos defensores haviam bloqueado fisicamente sua rendição, antes de finalmente permitir que ele partisse.

O americano Washington Post informa que Lula se entregou à Polícia Federal, mas disse que, mesmo encarcerado, vai fazer campanha política. Segundo o jornal, que destaca em foto Lula sendo levado nos braços do povo no berço do sindicalismo brasileiro, que a prisão “intensificou o drama político na maior nação da América Latina”. De acordo com o texto dos correspondentes Marina Lopes e Anthony Faiola, a cadeia transformou um homem que o presidente Barack Obama chamou de “o político mais popular da Terra” no prisioneiro mais famoso da região.

O inglês The Guardian reproduz a foto distribuída pela Reuters com Lula cercado pela multidão e destaca em manchete: “Lula inicia sentença de prisão no Brasil depois de se entregar à polícia”. Segundo o diário, o ex-presidente promete provar sua inocência da corrupção depois de encerrar um impasse de dois dias com as autoridades. “Faça o que quiser, o poderoso pode matar uma, duas ou 100 rosas. Mas eles nunca conseguirão impedir a chegada da primavera”, discursou o líder político.

O jornal canadense The Globe and Mail destaca em primeira página que Lula foi para a cadeia, “mas aqueles que ele defendeu lamentam o fim de uma era”, publicando também a foto de Francisco Proner, distribuída pela Reuters. O texto é da correspondente Stephanie Nolen, que abre a reportagem falando que Lula se entregou à Polícia Federal no sábado de noite, tendo feito antes um inflamado discurso de 55 minutos a apoiadores reunidos na frente do sindicato. “Foi o fim de uma dramática jornada de 48 horas que uniu o Brasil e forneceu suporte a uma extraordinária história política”, relata.

“Muitos brasileiros anunciaram a visão de um líder supremamente poderoso em custódia da polícia como um ponto de virada para o país, um golpe contra a impunidade dos poderosos”, escreve a correspondente. Mas para outros, a prisão de Lula é um fim devastador para uma era de um tipo diferente de política. “Lula trouxe um poder para os pobres brasileiros – as pessoas foram viver acima da linha da pobreza, pessoas que nunca tinham estudado começaram a estudar, trabalhadores domésticos tiveram direitos quando antes eram todos escravizados”, disse Elisa Lucinda, uma proeminente atriz, poeta e cantora. “Era um Brasil que nunca havia sido visto antes e agora vai desaparecer novamente”.

O site russo Sputnik reporta que Lula se entregou à polícia. Os muitos despachos ao longo do dia foram reproduzidos em outras línguas, inclusive nos serviços em espanhol e português. Em um dos destaques no site, reportagem relata que embora tenha sido condenado por subornos, a Justiça não apresentou provas e que o ex-presidente é líder inconteste nas pesquisas de opinião para voltar ao poder nas eleições previstas para este ano. “A direita brasileira joga com fogo”, destaca.

A emissora de TV Russia Today destacou no final da noite que Lula acabou com o impasse e se entregou à polícia. A reportagem aponta que, antes de se entregar, Lula se dirigiu a uma audiência de milhares de pessoas que estavam nas ruas de São Bernardo do Campo e discursou: “Quanto mais dias eles me deixarem (na cadeia), mais Lulas nascerão neste país”. A multidão gritou: “Libertem Lula!”.

Na Argentina, o jornal Clarín destacou em manchete de primeira página, que Lula já está preso em Curitiba para cumprir sua pena por corrupção. Outro jornal argentino, o Página 12, aponta que a detenção de Lula é um segundo golpe que o país vive, e que, durante todo o dia, o líder do PT recebeu o apoio e solidariedade de milhares de militantes e simpatizantes. Ele falou à multidão, onde disse que o único crime que cometeu “foi tirar milhões da pobreza” e que o golpe que começou com a deposição de Dilma Rousseff terminou com a decisão de impedi-lo de ser candidato à Presidência. Também o La Nación destacou em primeira página que Lula já está na sede da PF em Curitiba, onde cumprirá sua pena.

AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Matéria da AP, reproduzida em 10,6 mil sites noticiosos, relatou que Lula foi levado no início da noite sob custódia policial, depois de um confronto tenso com seus próprios partidários e três intensos dias que de fortes emoções por causa do seu encarceramento. “Apenas algumas horas antes, Lula disse a milhares de partidários que se entregaria à polícia, mas alegou inocência e disse que sua condenação por corrupção era simplesmente uma maneira de os inimigos garantirem que ele não fugisse – e possivelmente vencesse – as eleições presidenciais de outubro”, diz o texto assinado por Maurício Savarese e Peter Prengaman.

Reportagem da AFP relata a tensão no final de sábado da saída de Lula da sede do sindicato dos metalúrgicos de São Bernardo do Campo, apontando-o como favorito da eleição presidencial de outubro. O despacho destaca que “Lula se considera vítima de uma trama da elite para impedir que concorra a um terceiro mandato”. O jornal traz declaração forte do ex-presidente: “A obsessão deles é ter uma foto do Lula prisioneiro”, disse. O material foi replicado por 3,7 mil veículos de imprensa no mundo.

A agência espanhola EFE, em despacho divulgado no final de sábado, relatou que Lula pôs fim à sua resistência e já estava nas mãos da Polícia Federal, destacando trecho do seu discurso em que confessou ter cometido um delito. “Eu cometi um crime: trazer os pobres para a faculdade, o que lhes permite comprar carros, eles têm alimentos”. “Serei um criminoso pelo resto da minha vida”. Texto, vídeo e fotos foram reproduzidos em 2.590 sites e veículos noticiosos em todo o mundo.

Texto da Reuters, com a foto de Lula cercado pela multidão de simpatizantes e militantes de esquerda no pátio do sindicato onde começou sua vida política, foi reproduzido em dezenas de sites de notícias. A reportagem aponta que Lula se entregou à polícia, acabando com o impasse, no início da noite de sábado. Segundo a agência, “a prisão de Lula remove a figura política mais influente do Brasil, líder da campanha presidencial deste ano”. O texto especula que isso poderia aumentar as chances de um candidato centrista prevalecer. O despacho da agência foi reproduzido por 2.480 sites e jornais, inclusive o The New York Times.

A Deutsche Welle deu em manchete que “o ex-presidente brasileiro Lula está na prisão”, que o primeiro prazo ele havia deixado passar, no sábado os seus seguidores impediram a sua detenção, mas o líder condenado por corrupção foi levado afinal por policiais. “Vários pedidos para permanecer em liberdade até o final do apelo foram negados”, relata a agência alemã. “Lula também pediu ao Comitê de Direitos Humanos da ONU em Genebra uma liminar para evitar a detenção”.

EUROPA

O diário espanhol El País deu manchete de primeira página para a prisão de Lula, destacando no título trecho do discurso do ex-presidente: “A morte de um combatente não para a revolução”. Segundo o jornal, o líder petista foi para a prisão no final da noite de sábado, condenado a 12 anos de prisão, mas que falou antes a uma multidão: “Não sou um ser humano mais. Eu sou uma ideia. E as ideias não se encerram”.

O jornal francês Le Monde, por exemplo, em editorial na edição de sábado avalia que, mesmo Lula tendo caída em “desgraça” a Justiça brasileira terá que provar ao mundo que sua mobilização contra a corrupção é capaz de atingir também a outros grupos políticos. “A Operação Lava Jato deve demonstrar ao país que a prisão de Lula não é um ato político”, aponta o editorial.

“A prisão daquele que continuará sendo um dos dirigentes mais marcantes da história do país não significa o fim dos processos. (…) A Lava Jato precisa ter a mesma severidade com outros caciques de partidos do centro e da direita”. E cita o ex-presidenciável tucano Aécio Neves, “suspeito de corrupção passiva e obstrução da justiça”, estranhando que “seu caso ainda não foi examinado pela Suprema Corte”.

Em reportagem da correspondente Claire Gatinois, o Le Monde destacou que Lula se rendeu à polícia, abrindo a notícia com a declaração do ex-presidente para “uma multidão em lágrimas” de que “podem matar um combatente, mas a revolução continua”. “Ofegante e animado”, descreve a jornalista, “o velho confirmou a sua rendição”.

O tradicional jornal Liberation questionou em sua edição de domingo se a ida de Lula para prisão poderia ser interpretado como “um golpe de misericórdia na esquerda latina”. Ouvindo especialistas, o jornal relata que Lula é o candidato da esquerda reformista – “não revolucionária” – a mais amigável em relação aos mercados.

“O resultado é que ele vai tornar-se radical”, analisa Patricio Navia, orientador acadêmico do Centro de abertura e desenvolvimento da América Latina (Cadal). Fontes ouvidas pelo jornal avaliam que a esquerda terá grandes dificuldades em voltar, mas que “enquanto as sociedades da região da América Latina forem marcadas pela pobreza, desigualdade e exclusão social, sempre haverá um desafio para mudar o status quo”.

O jornal L’Humanité aponta um “golpe judicial e militar contra Lula”, reforçando o argumento da esquerda brasileira de que o ex-presidente está sendo perseguido. “O Supremo Tribunal do Brasil rejeitou na quarta-feira a libertação do ex-presidente Lula, que é o candidato presidencial em outubro. Contra o pano de fundo das ameaças do exército”, resume. O também francês Le Fígaro destacou que Lula anunciou que aceitava a sua prisão, mas a matéria ressalta que ele contestou as acusações que pesam contra si e disse que vai provar que seu julgamento é um “crime político”.

Em outro despacho no mesmo jornal, o destaque foi a reportagem da agência France Press, também reproduzida no diário Le Progress, noticiando que, no final da tarde de sábado, Lula foi impedido de se entregar pelos simpatizantes que cercavam o sindicato dos metalúrgicos, onde ele despontou sua liderança, na região de São Bernardo do Campo. O material também foi reproduzido no canal France24, nos jornais La Provence e La Croix, no canadense Le Journal de Montreal, as emissoras de rádio DH, da Bélgica, e Radio Canada.

O português Diário de Notícias, em reportagem do correspondente João Almeida Moreira, destacou que o último dia de liberdade de Lula, poderia ser de tristeza, com sua despedida e a missa em memória da sua falecida mulher como panos de fundo. Mas se tornou uma festa, com direito a set list escolhida pelo ex-presidente: “Asa Branca” e “O que é, o que é”, de Gonzaguinha, “Apesar de Você”, de Chico Buarque, e o samba “Deixa a Vida me Levar”, de Zeca Pagodinho. A matéria reproduz trechos do discurso de Lula – “Eu não sou um ser humano, eu sou uma ideia, todos vocês agora vão virar Lula, eles acham que tudo o que acontece nesse país é responsabilidade do Lula, agora eu responsabilizo vocês” – e diz que o petista também citou Martin Luther King.

Na Bélgica, a RTBF manteve flashes sobre Lula e a sua iminente prisão, durante a programação de sábado. Foram quatro destaques sobre o líder brasileiro, a última reportagem apontando que o petista foi impedido de se entregar à polícia pelos simpatizantes.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

39 respostas

  1. Manifestantes pró-Lula passaram a noite acampado uma quadra abaixo da sede da PF. O local continua cercado por policiais militares e o acesso restrito a moradores e jornalistas. A mobilização já reúne pessoas de várias regiões do país e 40 caravanas devem desembarcar na cidade nos próximos dias.
    Vídeo: Alex Sander Magdyel.
    https://pt-br.facebook.com/MidiaNINJA/videos/1122448854579925/

  2. Se Lula for considerado oficialmente pela ONU como preso político, o que é provável. aí a “história” do golpe será outra, pois a pressão internacional será intensa e sistemática.

  3. Lula no banco dos réus de Curitiba, o Judiciário brasileiro, Sérgio Moro à frente, no banco dos réus do mundo. Prende-se o corpo, nunca sonhos e idéias.

  4. A rendição foi a pior coisa que o Lula fez. Devia ter se refugiado numa embaixada para fazer a campanha do seu candidato. O mundo inteiro o ouviria. Preso, ninguém o verá e tampouco tomara conhecimento do que está pensando. Esquerda burra e sem culhoes.

    1. … E estes “conselheiros” do presidente Lula sabe também o risco de as manifestações arrefecerem ao longo dos próximos dias!
      “A esquerda que a direitona adora”!

        1. Concordo com voce. Com sua prisão Lula coloca a direita, a mídia, o judiciário e a própria operação Lava Jato debaixo dos holofotes internacionais. Como bem citou o Le Monde francês e vários comentaristas americanos, a direita precisa comprovar seu “combate à corrupção”, ou seja, se com os passar dos dias apenas o LULA e o pessoal da esquerda estiver em cana, e corruptos notórios livres e soltos, como até agora, a desmoralização será total. Outro problema será a substituição do bode expiatório: até agora todos os problemas da nação foram direcionados para a ex presidente Dilma, Lula e o PT. Com Dilma deposta, o PT fora do poder há 2 anos, e agora com LULA na cadeia, em quem a rede GLOBO (e o resto da mídia) vai jogar a culpa do desastre economico??? Como diz um amigo meu (frequentador de baladas…), quanto mais turbinada a balada, maior a ressaca.

  5. IMPORTANTE:
    se a ONU considerar o eterno e honrado presidente Lula inocente e vítima de perseguição política, todos os países associados/signatários deverão suspender, imediatamente, as relações diplomáticas e comerciais com o Brasil sob pena de sofrerem pesadíssimas sanções, caso não acatem tal Resolução.
    Aí eu quero ver se os casuísmos criminosos e as chicanas irresponsáveis perpetrados pela bruxa do STFede irão prosperar!

      1. … Dileto(a) leitor(a), se a última instância desta ‘republiqueta do CU(nha) do mundo’ é esta pocilga, imagine a qualificação moral destes(as) magarefes das primeiras!…

  6. O presidente Lula dominou a pauta da imprensa internacional. Sérgio Moro sumiu do mapa, e se quiser ser alguma coisa, que vá para o exterior contar sua falsa narrativa. Lá como aqui tem muitos idiotas que gostam de falsos juízes, melhor, de marketeiros de toga. Nós continuaremos a lutar por Lula e seus ideais. Lula livre já!

  7. Isso sim é que é política. Agora o mundo inteiro sabe o que está acontecendo aqui. Fazer “memes”, como os coxinhas fazem, só para degradar os petistas é uma besteira imensa.

    1. RENATO ROVAI: PODEM TENTAR MATAR LULA NA CADEIA
      Editor da revista Fórum, o jornalista Renato Rovai falou à TV 247 e revelou seu receio de que o ex-presidente Lula seja assassinado na cadeia; “podem até tentar matá-lo”, afirma; na visão do jornalista, o golpe de 2016, iniciado com a derrubada da presidente Dilma Rousseff, entra agora numa terceira fase, mais violenta e radical; segundo ele, a esquerda deve redobrar seus cuidados para não promover atos violentos, que possam ser usados pelo regime como pretexto para uma ditadura aberta; sobre a sucessão presidencial, Rovai, que esteve em São Bernardo do Campo, nas horas que antecederam a prisão, destaca os elogios a Guilherme Boulos e Manuela D’Ávila e também ao ex-prefeito Fernando Haddad, que, na sua opinião, é o petista melhor posicionado para se tornar candidato, caso Lula seja impedido

      8 DE ABRIL DE 2018

      (…)

      FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/350384/Renato-Rovai-podem-tentar-matar-Lula-na-cadeia.htm

      1. … E o “suicídio” do presidente Lula terá o mesmo desfecho do assassinato brutal da guerreira Marielle Franco:
        mais um caso insolúvel nos anais do nazistas e sanguinários covardes lavajateiros!

        1. URGENTE URGENTÍSSIMO

          Lula ficará numa “tranca” em Curitiba, quase uma solitária, e não no que Moro chamou de “Sala de Estado Maior”
          O chefe da equipe de custódia e escolta da PF, Jorge Chastalo Filho mentiu sobre as condições da cela.
          A ‘tranca’ é feita para maltratar a pessoa, tudo precário.
          Moro escreveu que “o ex-Presidente ficará separado dos demais presos, sem qualquer risco para a integridade moral ou física”.
          É o oposto.
          A “tranca” é isolada do resto do edifício. Os elevadores vão apenas até o terceiro andar e é preciso subir um lance de escada para chegar até lá.
          Seria melhor que ele ficasse com mais gente porque isso, sim, garantiria sua segurança.
          “A ‘tranca’ deixa o cara muito mais vulnerável”, diz uma fonte. “Ele corre muitos riscos”.

  8. Isso não adianta nada. A única saída seria o povo nas ruas. Mas hoje é domingo, tem praia, tem jogo. Amanhã já tem outro assunto pra pensar, nem lembra mais.

    1. E Para completar sua fala , O caso do temer que andava circulando como uma terceira denúncia , foi deletado mais uma vez e será arquivado , com toda certeza…

  9. Que vergonha para moro dallagnol milicos Villas boas.rede Globo.rosa sebes e Carminha.

  10. Em 22/08/2016 Moro suspendeu a Delação premiada de Léo Pinheiro, por falar que Lula não estava envolvido.
    PF investiga fraudes nos quatro maiores fundos de pensão do país
    Entre os que tiveram de prestar esclarecimentos está o ex-presidente da construtora OAS, Léo Pinheiro. Em agosto do ano passado, o empresário foi condenado pelo juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba, Sérgio Moro, em um processo da Operação Lava Jato, a 16 anos e 4 meses de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro, corrupção e por pertencer a organização criminosa. Pinheiro ainda é réu em outras duas ações na Operação Lava Jato. Em agosto, a Procuradoria-Geral da República (PGR) suspendeu a negociação para um possível acordo de delação premiada com o ex-presidente da construtora OAS, Léo Pinheiro. … POR dizer Não Lula não está envolvido.
    A Procuradoria-Geral da República (PGR) suspendeu a negociação para que um possível acordo de delação premiada fosse feito com o ex-presidente da construtora OAS, Léo Pinheiro. A informação foi confirmada pela procuradoria, mas os motivos que levaram ao encerramento da negociação para o acordo não foram informados. ????????????
    APÒS UM ANO DE PRISÃO AMEAÇAS E AUMENTO DE PENA, OFERECEM REDUÇÃO DRASTICA DA PENA, E FOI INSTRUIDO SÓ RECEBERA O BENEFÍCIO SOMENTE SE ENVOLVER LULA EM SUA DELAÇÃO.
    20/09/2017
    SÃO PAULO — O juiz Sergio Moro determinou a prisão do empreiteiro Léo Pinheiro, sócio da OAS, e de Agenor Franklin Magalhães Medeiros, diretor da empresa, para cumprimento da pena de 26 anos e sete meses de prisão, confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região. No despacho, Moro ressaltou que ambos foram condenados por corrupção e lavagem de R$ 29,2 milhões e que a execução da pena, após a condenação em segunda instância, é necessária para evitar “processos sem fim e a, na prática, impunidade de sérias condutas criminais”.
    O ex-presidente da OAS Léo Pinheiro prestou depoimento por mais de três horas ao juiz federal Sérgio Moro em processo que tem como principal réu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na tarde desta quinta-feira (20). Ele afirmou que o triplex no Edificio Solaris é parte de um total de R$ 3,7 milhões em propinas pagas ao ex-presidente Lula em três contratos da OAS.
    O advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin Martins, nega as acusações e diz que o depoimento prestado por Leo Pinheiro foi uma encenação. Para o advogado, Léo Pinheiro não tem provas das declarações dadas em audiência e ressaltou que as informações servem apenas para que ele consiga finalizar a delação premiada.
    A defesa do ex-presidente garante que o petista tem documentos e provas suficientes para sustentar que nunca foi o dono do apartamento.
    Advogados deixam defesa de Léo Pinheiro em favor de um novo “ADVOGADO”
    Depois da audiência desta quinta-feira, as equipes dos advogados Edward de Carvalho, Roberto Telhada e Jacinto Coutinho anunciaram que deixam a defesa de Léo Pinheiro. Confirmada a retomada da colaboração premiada com a Lava Jato, as defesas do ex-executivo e da empreiteira OAS ficam nas mãos do advogado” José Luís de Oliveira Lima, que negocia a delação”.
    ISSO PRECISA SER DESENHADO?

  11. O resumo de tudo poderia ser a frase do Cazuza. ” Transformaram o país inteiro em um puteiro pois assim se ganha mais dinheiro”.
    O povo brasileiro não cabe no programa neoliberal desses fdp. Por isso Lula foi preso.

  12. O fato de colocarem o Presidente Lula numa solitária mal esconde a intenção de envenená-lo, já que suas refeições serão entregues separadamente.

    1. É isso aí! Ele está isolado, sozinho e vulnerável quanto à sua segurança. Se fizerem algo com ele não haverá testemunhas.

      1. … E o “suicídio” do presidente Lula terá o mesmo desfecho do assassinato brutal da guerreira Marielle Franco:
        mais um caso insolúvel nos anais do nazistas e sanguinários covardes lavajateiros!

  13. Essa imagem histórica do maior líder político da história do Brasil e um dos maiores da história nos braços do povo,deveria ter sido feita por Getúlio Vargas em 1954.O grande Vargas com aquele gesto extremo não conseguiu evitar a vergonha mundial na história do Brasil que foi o golpe de 64,só adiou.Mas o que quero dizer agora é que precisamos nos preocupar com a vida de Lula no momento.Temos que fazer barulho no mundo.Estados Unidos,Inglaterra e sua quadrilha na América do Sul não se brinca.

  14. Eu fiz o seguinte: fui em cada um desses jornais e agências estrangeiras e mandei tudo pra minha página do Face. Nem fiz comentários, apenas postei cada um.

  15. Abrindo hoje o Youtube, vi umas chamadas de vídeos que antes não aparecia. Por exemplo, depoimento de um filho de sueco a um juiz sobre a compra dos caças, envolvendo Dilma, entre outros, incluindo o filho de Lula. Outro, de um milico idoso, que traz depoimentos contra Lula. Não quis assistir a nenhum, apenas fiquei matutando sobre probabilidades de mais chumbo grosso.
    Dilma terá a sua vez de ser incriminada pela compra desses caças em seu governo? O filho de Lula vai ser bola da vez de novo, só pra aumentar as expectativas e maldades contra Lula? Moro sabe que mexer com o filho do hoje preso foi razão forte da morte de Dona Marisa, e como Lula acha que ele é meio psicopata, pode ser que isso venha a acontecer. Tomemos, ainda, o outro processo contra Lula, relacionado ao tal sítio de Atibaia, e aquele prédio inacabado que seria pra uma sede do Instituto Lula.
    Não faltarão motivos para antes mesmo das eleições muitas outras maldades virem à tona.
    Quanto a Gleisi, que já teve polícia na sua casa, ter discursado ontem contra a Globo com mais veemência pode ter sido o gás que faltava pra ela ter o seu dia de fama na Globo.
    Por enquanto tá rui de se enxergar alguma luz. Vivemos momentos de trevas.

  16. O Le Monde como sempre equivocado. Ele exige que a Lavajato prenda “outros lideres de outros partidos” para provar que não age politicamente. Assim, o Le Monde tenta fingir que está fazendo uma reportagem justa e ao mesmo tempo dá uma sugestão para que a finada Lavajato ainda possa ser encarada com seriedade, enquanto que por outro lado admite tacitamente que Lula é corrupto. Coisa que se seus jornalistas tivessem a liberdade de se aprofundar um pouco mais na matéria, veriam que é um completo absurdo.

    Erra redondamente o Le Monde, porque talvez os golpistas até venham a cortar (ou fingir cortar, como é o caso do Cunha) uma ou duas cabeças que nada pesarão do lado de lá da balança viciada, mas os golpistas corruptos não sofrerão nada, essa impunidade garantida fez parte de um grande e conhecido acordo feito para que se deflagrasse o golpe contra Dilma. E a Lava jato já está fazendo as malas para retornar aos EUA. Depois de cumprida a missão Lula, seus funcionários brasileiros já estão cansados e esgotados, vendo crescer contra eles sinais institucionais de grande perigo, como os vindos de um tal Tacla Duran.

    O escândalo disso tudo não é a prisão de Lula, é a atuação da “Justiça Brasileira”, que, não encontrado nada de errado que pudesse comprometer Lula, e tendo a missão extra-terrena de impedir sua candidatura a presidente em 2018, inventou contra ele um processo ridículo, sem pé e sem cabeça, uma farsa que até uma criança inocente é capaz de desvendar. O que está em jogo e orientou todo este processo extraordinariamente longo e propositalmente confuso de intervenção na democracia nacional, não é pouca coisa. São interesses de centenas de bilhões de dólares, espalhados pelos mais diversos campos da atividade econômica, que compõem os despojos do esquartejamento do país que já está em plena execução, com gordos nacos da Nação sendo trinchados e devorados com gula pelos abutres que custearam o Golpe de Estado de 2016.

    1. Erra sim o Le Monde
      Teria que analisar o impacto geopolítica do golpe, entre um monte de outras coisas

  17. Meu amigo, a ONU é lderada pelos chefes do golpe, tem a CIA como instrumento. Defende a direita mindual, defende Israel contra os palestinos, braço criado e manipulado pelo imperialismo. O povo não ganha uma lá. Vá sonhando, Lula é Luta.

  18. Lula fez muito bem em mostrar o respeito que tem pela democracia
    Mostrou também que não tem respeito pelos canalhas alocados no judiciário, uma coisa é a instituição, outra são criminosos concursados. Reforma do judiciário deve ser a bandeira dessa eleição, se a CIA permitir.

  19. Lula pode dizer, em alto e bom som, usando as palavras de Dom Quixote, para esses cães raivosos da Justiça que o perseguem: “LADRAM, SANCHO, SINAL DE QUE CAVALGAMOS”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.