O pavor de eleição seduz ao golpe do golpe

parlaerte

No Painel, da Folha, sai a notícia de que o ministro Alexandre de Moraes pediu para colocar na pauta de julgamentos do Supremo Tribunal Federal uma velha ação, que dormitava nos escaninhos de Suas Excelências, que questiona a legalidade de o Congresso mudar o sistema de governo para  parlamentarista, mesmo ele tendo sido rejeitado  pelos brasileiros em 1993, por mais de dois para um.

É impressionante que queiram fazer de novo, agora sem plebiscito, a cassação do voto direto da população.

A frase teria de mudar: “eu sou golpista e não desisto nunca”.

Pergunte à pessoa mais simples que você conheça se ela concorda que em lugar de escolher quem governará  com o seu voto, ela prefere que os deputados escolham. Talvez ela não precise nem responder, é só ver como seus olhos vão se arregalar.

Aliás, basta pensar que esta mesmíssima Câmara dos Deputados que aí está elegeria, tranquilamente, Eduardo Cunha como Primeiro-Ministro, como o elegeu, com folga, para dirigir a Casa.

Alexandre de Morais, colocado por Michel Temer no STF e tucano de carteirinha, garimpou o “tesouro” judicial, herdado por ele do espólio de Teori Zavascki , que data de 1997. É que, naquele ano, o hoje ex-ministro Jaques Warner quis evitar uma manobra do agora ex-tucano Eduardo Jorge, que pretendia implantar a  mudança – sem voto popular – para eternizar o domínio tucano sobre o país.

Agora, o problema é a falta de candidato que represente, com chances, o conservadorismo em 2018.

O diligente ministro Morais soprou a poeira da ação judicial e pediu a Cármem Lúcia que marque a votação. Não é possível saber se chegarão ao descaramento de permitir que os deputados, literalmente, legislem em causa própria aquilo que foi rejeitado pelo voto popular – tinha uma história de “todo poder emana do povo e em seu nome será exercido”, lembra?

Como, deste Congresso e da Justiça tudo o que emana é fedor, sabe-se lá o risco que corremos.

 

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

27 respostas

  1. Boa Tarde,

    mas os golpista: STF, Exército Brasileiro, Congresso e demais classes escravagistas com o povo? Caso contrario pode esperar guerra… Aqui não tem otário!

  2. Os partidos da esquerda progressistas devem maximizar esforços em eleger deputados estaduais e federais.

    1. Quero saber se a PM é coisa de PRETO ou não ?

      Se sim, por que só mata pretos ? Se não , por que a maioria dos seus “quadros” são negros ?

      Não fuja, responda !!!

        1. Doida pelo tal do isra né ? Tadinha….arruma outro !!

          Mas não fuja da questão, nosso POVO quer saber, PM é coisa de preto ou não zoé ?

          1. Mal-amada sendo mal-amada….tadinha xonou mesmo, liga não, quem sabe ele volta zoé.

          1. Nulidade….ideia zero,ocupa-se de falar dos outros…

            ZZZZZzzzzzzzZZZZZZzzzzzzzZZZZZ

          2. Yes, Rafael, detectado como previsto rsrsrs
            Enfim, o importante é a comemoração da consciência negra amanhã. Vamos nessa! :-)

          3. Esse canalha de iSKRA-Borgas é um grande dissimulado. Esse machista passa o tempo perseguindo mulheres nos blogs. Nunca soube fazer algo diferente. Como foi dito ha um tempo atrás: esse cara é um STALKER e passa o tempo a xingar e a perseguir as mulheres. Vem aqui só para vomitar ódio e baixaria. Cara doente e mau caráter. Nível zero de cognição. Tirante os trolls, seus amigos, morre de medo de enfrentar os homens que tem argumentos aqui nesse blog. Vaza iSKRA-Borgas!

  3. Registro aqui a minha repulsa em relação a nomeação desse ministro(sic) pelo governo corrupto do Temer para legislar em defesa dos corruptos do planalto, do DEM e do PSDB.

  4. Meu pai votou pelo presidencialismo em 1963.eu votei pelo presidencialismo depois da constituição de 1988.vamos bater duro contra o golpe do parlamentarismo.pq a direita não tem candidato em 2018.

    1. +Candidatos a direita tem de sobra, só que não são nacionalistas e por isso não se elegem facilmente. Querem continuar a dar golpe no golpe. Canalhas em abundância é que domina nesse governo ilegítimo carente de óleo de peroba.

  5. E ainda temos que a coxinhada falar mal da Venezuela. Lá eles tem eleições, mas aqui querem acabar com elas.

  6. MÁRIO: os demais não tem massa cinzenta, muito menos branca. Eles tem (e seus eleitores também) massa fétida. Merda, caso você não tenja entendido.

  7. Há três medidas essenciais a conclusão de um eventual mandato de Lula A serem aprovadas por plebiscito:

    A) aprovação de cotas raciais e sociais para concursos ao ministério público e judiciário em geral, cotas regidas pelo IBGE;
    B) demissao, a bem do serviço publico, na forma da Lei de todo e qualquer servidor público fura teto e;
    C) convocação de concurso público para ministério público e judiciário a fim de suprir o esvaziamento dos cargos.

    seria milhares de cargos vagos e o judiciário oxigenada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.