O “perdido” de Alckmin

Levar um perdido,  gíria do pessoal mais novo. parece ser cada vez mais a descrição da situação de Geraldo Alckmin com a parcela mais xucra do empresariado brasileiro – que, há 40 anos, vem num processo de decadência atroz, trocando os “capitães de indústria” por capitães do mato – quando se lê a descrição do encontro entre 62 endinheirados com Jair Bolsonaro, narrada por Igor Gielow, na Folha.

O candidato a presidente Jair Bolsonaro iniciou uma ofensiva de busca por apoio entre o PIB brasileiro em café da manhã conduzido de forma quase secreta com 62 empresários paulistas, na sexta-feira (…).A aproximação do deputado dos donos do dinheiro, francamente favoráveis a Alckmin, vinha ocorrendo principalmente por meio de eventos no mercado financeiro –muito mais receptivos a Bolsonaro pela presença de [Paulo] Guedes [ seu ‘guru” econômico], que fala a língua do meio, em seu time.

Mas é fato que corre, cada vez mais sem pudores, a opção pelo candidato da extrema direita na geração de herdeiros e aventureiros que têm Miami como Meca e a ostentação material – a única que pode ter, pois intelectualmente são de uma pobreza constrangedora – como expressão do Éden.

Não são os reis, mas são a subnobreza brasileira, mais propensa a decorar suas paredes com Romero Britto que com um Portinari, mais perto do “Rei do Camarote” que de um Walter Moreira Salles, mais chegada a uma farra do guardanapo do que a uma visita ao Louvre quando está em Paris…

Essa turma, que levou seu séquito mental à Avenida Paulista parece ter mesmo “dado um perdido” no candidato do PSDB que, ademais, com o seu temperamento conservador, não está “causando” na corrida sucessória.

Não que se tenha tomado de amores pelo ex-capitão, porque esta turma não é de amores mas de “agregar valor” e pode “deixá-lo na pista” se Alckmin conseguir alguns colares e pulseiras brilhantes com seu casamento com o centrão.

Mas que Bolsonaro lhes corresponde, depois de todas as cenas que fez, jurando que não está interessado em seu dinheiro, mas em seu amor sincero, isso é um fato.

“O que mais impressionou foi quando perguntamos como poderíamos ajudar com a campanha”, relatou Bomfim [dono da. É rede de lojas Centauro, que não se perca pela marca]. “Ele disse: Não quero doação, se vocês puderem gastar sola de sapato para divulgar meu nome, ótimo.”

Escolhem candidatos como que escolhe cães de guarda e, assim, pensam nas vantagens de um dobbermann, esquecidos talvez que estes pobres animais, por uma falha mental, tornam-se mais donos da casa do que eles e, não raro, o amor canino vira mordida.

PS: Na frase final do texto, o repórter diz que a ofensiva de Bolsonaro sobre os empresários ocorre “justamente no momento em que o tucano recupera espaço em seu quintal político segundo pesquisas.” É? Em que pesquisas isso acontece? Como isso não ocorre nas que foram divulgadas, só se for nas que estão encomendadas…

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

18 respostas

  1. Nossa elite-ralé se mostrou por inteiro com o golpe. Finalmente saíram do armário!
    Sempre foram escravistas e traidores do país que os enriqueceu (inclusive estrangeiros que vieram e criaram família).
    A elite-ralé sabe que hoje está nas Esquerdas a elite intelectual. E Lula é seu maior nome.
    Os mi e bilionários sabem que somos comprometidos com nosso país e nossa civilização, muito que com o dinheiro.

  2. Deixa esses babacas pra lá. Todos esses empresários estão mais perdidos do que o povão. De qualquer forma, irão perder dinheiro e poder. Estamos com Lula.

  3. O Brasil herdou a cultura de privilégios dos ibéricos, a indolência das madames e a malandragem dos filhos de ricos.

  4. Se eu hoje fosse funcionária da renner ou centauros, morreria de vergonha. Comprar tênis ? Vou em outra loja. É assim que devemos fazer, colocar a fascistada contra o muro. Não dá para ter respeito com idéias que matam seres humanos.

  5. O PSDB com o Sr Ressentido Aécio e o Centrão, também ressentido com Dilma, abriram as portas do armário para os fascistas se declararem, a partir de 2013, com mais fervor em 2014, e gradativamente a cada ano, com o auge em 2016, no RIDÍCULO dia do SIM. E depois perderam o controle (se é que tiveram algum) do incêndio, botando mais gasolina e hoje encontram-se perdidos. Deram um GOLPE e tiveram a cara de pau de clamar por paz e governabilidade. Estão enfiando a cabeça cada vez mais no buraco, pois ainda são parte do (des)governo golpista que está a vender nossas riquezas.

    1. O Integralismo arrebanhava intelectuais de alto nível, como Gustavo Barroso e Plínio Salgado. O Bolsonarismo arrebanha empresários obtusos que acreditam que todo o Mal deriva da Ursal e pode ser debelado com um homem mau e um pedaço de pau. Mas ninguém pode negar que o Rodrigo Maia é hoje um dos mais proeminentes líderes do Balcãozão, ou Centrão. E se o Rodrigo quer ardentemente que volte a velha farra das doações empresariais, então é porque a turma do Centrão foi até ele pedir por isso. Esta turma deve estar com os bolsos em carne viva.

    2. Bozzonaro é Alckmin

      Não tenha dúvida de que tanto faz um pelo outro. Só que com Alckmin fica mais fácil controlar, fica tudo em casa. Com Bozzonaro terá que abrir a porta da frente para o serviçal entrar.

  6. Os tucanos, enquanto esculhambavam com o país desde 2015, ficavam pregando as mesmas baboseiras do tal do “Estado Mínimo”, dizendo que o Mercado – entendido como Deus ou como Natureza -, por si só, organizaria tudo sozinho. Será que os psdbistas não perceberam que, dessa forma, eles mesmos se tornariam dispensáveis? Será que eles acharam que os milhões de besta-feras que eles colocaram no mundo, com toda ignorância que lhes é cabível, não conseguiriam chegar a esse simples raciocínio?

  7. TINHA QUE SER NA REPÚBLICA DO PARANÁ.

    Onde impera o Código Penal de Curitiba,

    Era uma vez…

    “O edital de concurso para cadetes da Polícia Militar do Paraná (PR) tem causado indignação devido à uma cláusula que exige ‘masculinidade’ dos candidatos. O anexo 2 traz o perfil profissiográfico esperado para atuar na função e prevê que, na característica de masculinidade, a pessoa tenha capacidade de ‘não se impressionar com cenas violentas, suportar vulgaridades, não emocionar-se facilmente, tampouco demonstrar interesse em histórias românticas e de amor'”

    https://www.metropoles.com/concursos-e-empregos/concurso/concurso-da-pm-do-parana-exige-masculinidade-e-causa-indignacao

  8. A elite escravocrata dará total apoio à estratosférica ignorância de Bolsonaro. Empresários alemães e italianos apoiaram Hitler e Mussolini…

    1. Os que não terminaram julgados nos tribunais pós-guerra foram aniquilados tempos depois pela Fração do Exército Vermelho.

  9. É efetivamente uma INSANIDADE Econômica e Política o comportamento desses trogloditas endinheirados.

    Verdadeiros SUICIDAS ECONÔMICOS!

    Consumir produtos e serviços desses trogloditas, JAMAIS!

  10. “(…) ‘Ele disse: Não quero doação, se vocês puderem gastar sola de sapato para divulgar meu nome, ótimo.'(…)”

    Nas entrelinhas, vê-se que isso é um fator de conforto para os empresários. Menor probabilidade – em tese – de terminarem como um Joesley Batista.

    É fato que Boçal Nato cresceu muito nas redes sociais, o que em tese – apenas em tese – não precisaria de muito dinheiro.

    Porém, ninguém desvendou completamente a caixa-preta do MBL, que é uma verdadeira máquina de fake news, robôs e spam – e ninguém faz isso por caridade, rola muito dinheiro.

    O fato de colocar um economista “de mercado” na equipe (o tal posto Ipiranga) em nada garante sustentação no congresso. Também vai ter que rolar muita grana no futuro. Fosse tão simples assim, os próprios tucanos teriam convidado Paulo Guedes.

    A única coisa mais concreta que sê vê, é que ao invés de Ursal, caminhamos a passos largos para a Upronazibrás – União das províncias nazistas brasileiras – alô, Cabo Daciolo!

  11. Se eu hoje fosse funcionária da renner ou centauros, morreria de vergonha. Comprar tênis ? Vou em outra loja. É assim que devemos fazer, colocar a fascistada contra o muro. Não dá para ter respeito com idéias que matam seres humanos.

  12. Os eleitores de Bolsonaro sãos os eleitores do PSDB. Logicamente que eles vão assediar os jovens, principalmente nas escolas pra que votem em Bolsonaro onde nessas horas não há ESCOLA SEM PARTIDO. Uma eleitora(que inclusive era servidora dos Correios) do clã Magalhães e que votou em Aécio em 2014, disse: EU SEI QUE VOU VOTAR EM BOLSONARO. QUEM QUISER VOTAR, QUE VOTE, MAS EU VOU VOTAR EM BOLSONARO. SÓ ELE PRA BOTAR ORDEM NO BRASIL, E ELE JÁ DISSE QUE VAI PEGAR PESADO COM A GLOBO. ACABAR COM A ROUBALHEIRA DA ESQUERDA E DO COMUNISMO. Agora vá alguém da esquerda falar sobre a mídia, se eles não vão dizer que se trata de CERCEAMENTO. Ela teve conversando com um responsável do PROCON BAHIA(eleitor do clã Magalhães, e eleitor tucano), que disse QUE É CONTRA A EXTREMISMO DA ESQUERDA(segundo ele se refería ao PT) É EXTREMISMO DA DIREITA(que não citou, mas que por certo era Bolsonaro).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.