O “pum da ditadura” da Veja na semana do rombo estrondoso.

zh

A revista Veja soltou, como dizia a minha avó, “um traque”.

Caprichosamente costurada diante meses, uma sindicância da Previdência –  aquela a qual se culpa pelo rombo imenso R$ 159 bilhões nas contas públicas- apurou, vejam que notícia estrondosa,  a “gravíssima” irregularidade de  que a aposentadoria R$ 5 mil  e poucos reais de Dilma Rousseff, concedida aos 68 anos de idade, foi paga um mês antes do que a burocracia deveria indicar. Isso depois de quase 37 anos  de serviço e de, mesmo tendo sodo barbaramente torturada, jamais ter pedido pensão ou indenização de anistiada política.

Uau! No país onde o atual presidente, desde os 55 anos,  ganha uma aposentadoria de R$43 mil que, depois da retenção do teto constitucional fica acima de R$ 30 mil brutos e a acumula com a remuneração idêntica do cargo e e apanhado com seus auxiliares carregando malas de R$ 500 mil, finalmente descobriu-se o grande crime da presidenta deposta: ter recebido, por erro de uma servidora, essa “bolada” um mês antes dos prazos burocráticos!

Detalhe: o ato do ministro do Desenvolvimento Social – a Previdência é da Fazenda, mas o INSS é do MDS, pode? – punindo ridiculamente funcionários que desembaraçaram – sem nenhuma fraude –  a aposentadoria de Dilma foi preparado especialmente para a edição da Veja: não foi ainda sequer publicado no boletim do Instituto.

Armação da pior espécie, para criar mais um factóide digno da mesquinharia do governo e da revista.

Transcrevo dois parágrafos da nota emitida ontem pela ex-presdenta:

Inicialmente, o governo golpista se recusara a reconhecer o tempo de serviço dela, com base nos efeitos da anistia. É que, além de ter sido encarcerada pela ditadura no início de 1970, Dilma Rousseff foi obrigada, a partir de 1977, a se afastar de seu trabalho, na Fundação de Economia e Estatística, por integrar a chamada lista do General (Sílvio)Frota.  Só no final dos anos 1980, foi anistiada.

Por isso, Dilma Rousseff pleiteou para a sua aposentadoria o reconhecimento pelo INSS do período de anistia de aproximadamente dez anos. O governo golpista negou-lhe os efeitos da anistia com o evidente objetivo de prejudicá-la. Alegou que tentava fraudar a previdência, procurando se aposentar antes da hora. A ação foi frustrada porque Dilma Rousseff havia trabalhado por todo esse período e podia facilmente comprová-lo. Como o fez.

Silvio Frota, para os mais jovens, era um general, Ministro do Exército, que queria deter a abertura promovida por Ernesto Geisel e foi por ele demitido, em 1977. Antes, para criar motivos para seu movimento, mandou espalhar pelo Estadão uma “lista de comunistas infiltrados do serviço público”.

Por conta disso, Dilma foi demitida, naquele ano, como registra a imagem do jornal gaúcho, naqueles dias. É só fazer as contas e ver que ela tem muito, muito mais tempo que o necessário para aposentar-se.

Quem quiser conhecer o episódio, veja a matéria do Zero Hora, em 2012.

O Governo Temer e a Revista Veja, portanto, repetem o que fazia Sílvio Frota. Equiparam-se a ele em pequenez.

Ratos vivem na imundície.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

25 respostas

  1. EGRÉGIO E INTRÉPIDO JORNALISTA E ESCRITOR ERIC NEPOMUCENO: ESTÁ DIFÍCIL CALCULAR O PREÇO DE TEMER

    “Não estou me referindo a mala de 500 mil reais, nem o que ele combinou com o Joesley Batista. Não, não. O preço outro. Quanto custa para cada um de nós ter esse salafrário na presidência”, explica o escritor; ele enumera os prejuízos: “corte de gastos, anulação do Estado brasileiro e venda do patrimônio”

    20 DE AGOSTO DE 2017

    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.nocaute.blog.br/brasil/esta-dificil-calcular-o-preco-de-michel-temer.html

  2. E MAIS MALDADES ESTÃO SENDO GESTADAS PELA MÁFIA QUE TOMOU DE ASSALTO O BRASIL!
    Com a ajuda do ‘mor(T)o’ &$ do restante da infame PORCA-tarefa da ‘Farsa a Jato’!
    Ah, e com a ajuda lastimosa também do STFede!
    É o vil $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$, estúpido!

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    No discurso que Marcos Lisboa fez no evento do Jota-Insper, na sexta passada, há todas as impressões digitais das principais maldades em tramitação na Câmara, inclusive a que obriga o devedor inadimplente que devolve o bem a continuar devedor. Para Lisboa, economia saudável é que a permite ao banco tirar a a máquina do empresário inadimplente, ainda que uma máquina parada seja menos eficaz para a economia que uma empresa produzindo; que permite ao banco punir o mutuário inadimplente. Para ele, a inadimplência é um ato de vontade do devedor, não contingências da economia. É um autêntico defensor da eugenia social e corporativa.
    Todo o estoque de projetos, a começar da PEC do Teto e, a partir dela, o desmonte de todas as políticas sociais e a ocupação de todos os territórios do Estado, do aparelhamento da Funai à Eletronuclear, do Inmetro ao TSE (Tribunal Superior eleitoral) .Simultaneamente, lança um conjunto de medidas estruturais, que destroem o modelo anterior de Estado, para que a Nova Ordem possa ser a única alternativa visível.
    A contribuição externa se deu no aconselhamento da estratégia da Ponte para o Futuro e do conjunto de leis atuais.
    (…)

    Em
    ‘Xadrez da influência dos EUA no golpe’
    Por Luís Nassif
    20/08/2017

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://jornalggn.com.br/noticia/xadrez-da-influencia-dos-eua-no-golpe-por-luis-nassif

    1. Temer deixa herança maldita, aponta economista do Credit Suisse

      Sucessor de Michel Temer na presidência viverá quatro anos de déficit primário, prevê Nilson Teixeira, economista-chefe do banco de investimento Credit Suisse; segundo ele, nem sociedade, nem Congresso percebem as consequências de rombos duradouros; “Chamamos os anos 1980 de década perdida, mas esta é ainda pior”, avalia

      https://www.brasil247.com/pt/247/economia/312733/Temer-deixa-heran%C3%A7a-maldita-aponta-economista-do-Credit-Suisse.htm

      1. TEMER QUEBRA O PAÍS E DÁ PERDÃO DE R$ 78 BILHÕES A EMPRESÁRIOS

        Programas criados pelo governo Temer podem perdoar dívidas tributárias de R$ 78 bilhões do empresariado, enquanto outras medidas restringem acesso a benefícios da população como auxílio-doença, o programa Bolsa Família e até a redução do salário mínimo; o montante perdoado corresponde a uma arrecadação potencial que une pagamentos de juros, multas e encargos de dívidas de empresas, Estados e municípios; benefícios foram concedidos aos devedores poucos meses antes de a equipe econômica de Temer anunciar a revisão da meta fiscal para um rombo de R$ 159 bilhões

        20/08/2017

        (…)

        FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.brasil247.com/pt/247/economia/312738/Temer-quebra-o-Pa%C3%ADs-e-d%C3%A1-perd%C3%A3o-de-R$-78-bilh%C3%B5es-a-empres%C3%A1rios.htm

        1. (…)
          as bases do acordo com os coronéis do PMDB, em torno da tal Ponte Para o Futuro. (…)
          É evidente que havia um documento, que foi entregue pessoalmente aos líderes do PMDB por representantes do tal do mercado.
          Provavelmente, a cabeça por trás da Ponte para o Futuro, e do trabalho de demolição do orçamento, foi Marcos Lisboa, espécie de menino de ouro do liberalismo pátrio.
          Nas eleições de 2002, foi indicado para Jorge Paulo Lehman pelo economista brasileiro, Scheinkman, diretor do prestigioso departamento de macroeconomia da Universidade de Chicago.

          Em
          ‘Xadrez da influência dos EUA no golpe’
          Por Luís Nassif
          20/08/2017

          FONTE [LÍMPIDA!]: http://jornalggn.com.br/noticia/xadrez-da-influencia-dos-eua-no-golpe-por-luis-nassif

  3. Luis Nassif: Lava Jato serviu a interesses dos Estados Unidos

    Jornalista destaca que “a atuação da Lava Jato visou três objetivos centrais, todos diretamente relacionados com os interesses norte-americanos: inviabilizar rapidamente as multinacionais brasileiras que competiam com grupos norte-americanos no exterior; derrubar o governo Dilma e, com ele, a legislação do pré-sal; inabilitar Lula politicamente”

    20/08/2017

    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://jornalggn.com.br/noticia/xadrez-da-influencia-dos-eua-no-golpe-por-luis-nassif

    1. ESCRACHA ESTES VIGARISTAS IMUNDOS, MATUTO!

      … Falta agora a dupla mafiosa MT/gilMAU soltar o CU(nha)!

      Passa a régua!

  4. EGRÉGIO E INTRÉPIDO JORNALISTA E ESCRITOR ERIC NEPOMUCENO: ESTÁ DIFÍCIL CALCULAR O PREÇO DE TEMER

    “Não estou me referindo a mala de 500 mil reais, nem o que ele combinou com o Joesley Batista. Não, não. O preço outro. Quanto custa para cada um de nós ter esse salafrário na presidência”, explica o escritor; ele enumera os prejuízos: “corte de gastos, anulação do Estado brasileiro e venda do patrimônio”

    20 DE AGOSTO DE 2017

    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.nocaute.blog.br/brasil/esta-dificil-calcular-o-preco-de-michel-temer.html

    1. Conseguiram: submarino nuclear afundou

      Moro e Temer completaram a obra do FHC Brasif

      20/08/2017

      Reportagem de Jefferson Ribeiro, no Globo Overseas mostra que a Marinha brasileira não lançará ao mar, como previsto, em 2018, o seu primeiro submarino.

      Logo, afundarão antes de ir ao mar os submarinos movidos a propulsão nuclear, previstos num acordo dos presidentes Lula e Dilma, com a França, para vigiar o pré-sal e garantir a soberania nacional, como o heróico Guilherme Estrella imaginava.
      (…)
      Os quatro – Moro, MT, FHC e Jungmann – serão enterrados com honras de heróis da pátria, no cemitério de Arlington!

      FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.conversaafiada.com.br/brasil/conseguiram-submarino-nuclear-afundou

  5. Há 34 anos conheci um garoto em um sinal, quando tinha 12 anos e era arrimo de família. Nossas histórias se cruzaram naquele sinal.

    Sua mãe recebia uma aposentadoria de um salário mínimo. Um parente ficava com seu cartão e recebia por ela, que era analfabeta. Ela faleceu jovem, aparentando ser bem mais velha, marcas da vida. Era um dia 28 qualquer. O parente esperou a virada do mês, recebeu o dinheiro e só então devolveu o cartão ao INSS.

    Passado alguns anos, o jovem filho recebera uma intimação do INSS que lhe cobrava dois dias sobre o salário mínimo, com juros e correção monetária, recebidos indevidamente, após a morte da mãe.

    Comprei a briga. Reservei o dia e a paciência e fui ao INSS da Afonso Pena, centro de BH. Na época, Jorgina devia milhões ao INSS. Lembram-se da Jorgina? No INSS repeti o mesmo discurso para mais de sete funcionários, que diante de minha insistência me passavam para a próxima chefia e próximo andar. Cheguei ao topo: do prédio e da chefia.

    Meu discurso? Meu contentamento como cidadão com a competência do INSS em descobrir “fraude” (ainda que involuntária e por desconhecimento, no caso de alguns) e cobrar valores recebidos indevidamente. Estava alí para pagar a dívida daquele jovem que aos 12 anos sustentava sua família com o dinheiro que ganhava no sinal. Em troca pedia duas coisas. Também como cidadã.

    O recibo da quitação da dívida de Jorgina e uma declaração indicando quem pagaria a divida da união com aquele jovem, ao lhe negar infância, saúde, educação, moradia.

    Ninguém deve receber dinheiro público indevidamente. Mesmo não recebendo os documentos que solicitei paguei a “dívida” daquele jovem. Conheci sua honestidade, quando condicionei minha ajuda mensal à família à sua volta à escola e, todo ano, antes de me trazer a lista de material, conferia e riscava o que tinha sobrado do ano anterior.

    Certa ou errada, devolvendo ou recorrendo, é ridícula a cobertura de nossa imprensa sobre a aposentadoria de Dilma. Tão acostumados a gráficos e powerpoint’s poderiam comparar o quanto Dilma deve à união com, por exemplo, o perdão de Temer de 25 bilhões ao Itaú. Ou quanto gastou comprando votos para manter-se no cargo.

    A “dívida” daquele jovem correspondia a, aproximadamente, 0.0003% da dívida de Jorgina.

    1. Adriana parabéns pelo seu nobre gesto. Admiro pessoas iguais a você, que lutem, que defendem seres humanos desprovidos de um lar digno, seres humanos que são discriminados pela sua cor, sua condição de vulnerabilidade social. São pessoas iguais a você que ainda fazem eu acreditar no País mais justo, mais igual. Obrigado por você me proporcionar a leitura deste seu texto humano e social. Saiba que penso e também ajo igual a você. Estamos juntos nesta luta desigual e desleal

    1. E vão encerrar o programa do submarino nuclear e vender o satélite estacionário antes mesmo de ser lançado…

  6. A veja é ” detrito sólido de maré baixa”. Alguém ainda da credibilidade a essa revista? Inacreditável!

  7. Ja mencionado aqui que, se cada um dos milhoes de pessoas diretamente beneficiadas pela Dilma, numa coisa feita por pura Vontade Politica porque obrigaçao legal ou administrativa nao ela nao tinha de fazer isso. Refiro-me ao Luz para Todos.
    Se cada um dos beneficiados, por simples ato de gratidão, doasse a Dilma R$ 0,30 (trinta centavos ) por ano, ela teria uma aposentadoria aproximada de r$ 250 mil por mês.
    E quero ver se algum f*(&l#da &u5¨ta poderia dizer que era injusto.

  8. Estes idiotas (Ou se fazem) não conhecem nada da Previdência social, pois, mulher aposenta com contribuição de 30 anos.Como estão falando ai os idiotas que falam porque ouviram falar, A Dilma poderia ter aposentado com 30 anos. São um bando de jumentos mesmo

    1. Prezado Sr. Paulino, por favor não ofendam os jumentos (bichos) desta maneira. É muita covardia sua.

  9. E a “competente” repórter (?!), na matéria levada ao ar no JN, ainda se refere à ex-presidenta como “ex-terrorista”.
    O que não fazem para agradar aos patrões…
    Merecia uma ovada!

  10. A idéia é a contribuição voluntária de cada um que reconheça o governo da Dilma como sério, correto e irrepreensível administrativamente, fazendo essa doação sugerida ou a critério. Quem que ter a iniciativa? É só abrir uma conta bancária e informar o nome do banco, agencia, número da conta e o nome da Dilma como titular.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.