Odebrecht: delação comprada com “contrato de gaveta”

Renée Pereira, Cynthia Decloedt e Mônica Scaramuzzo, no Estadão,, revelam, com provas materiais indiscutíveis, que a delação de Marcelo Odebrecht era condição para a tentativa de acordos de leniência da empresa no Brasil e nos Estados Unidos e foi mesmo comprada, com contrato e pagamento antecipado. E não foi pouco: pelo menos R$ 143 milhões e o pagamento da multa de indenização a que foi condenado pela Justiça, R$ 73,4 milhões, além de outros benefícios pecuniários.

O jornal reproduz o documento, que está aí em cima.

Para esconder o pagamento, os depósitos foram feitos à contada mulher e filhas de Marcelo, como se isso não o tornasse o real possuidor destes valores, ocultos à Justiça. Por isso, o contrato de “compra da delação” prevê que as partes mantenham o acordo em sigilo por 20 anos, o que faria prescrever judicialmente qualquer efeito da “mutreta” milionária.

Porque, exlica a reportagem, “caso seja provada a violação, o acordo de delação premiada poderá ser rescindido. Na prática, isso significa que o delator perde sua imunidade frente aos crimes praticados. Conforme estabelecem os termos da delação, os depoimentos, documentos e provas apresentados à Justiça são mantidos.

Se uma delação é comprada como condição para firmar o acordo de salvação de uma empresa – e da fortuna que ela representa para seus acionistas – é evidente que igualmente seu conteúdo passa a ser suspeito de ter sido usado como moeda de troca.

Moeda milionária.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

11 respostas

  1. Os mais de 70 diretores da Odebrecht receberam somas milionárias para delatar. E foi tudo divulgado na época como normal.

  2. A lava jato conseguiu trazer mais prejuízos para o Brasil do que 520 anos de corrupção.
    Afinal, mesmo tropeçando na corrupção, o Brasil caminhava para a frente. Agora é um retrocesso aparentemente sem fim…

  3. Enquanto a QUADRILHA que promoveu essa bandalheira não estiver na CADEIA, o Brasil não voltará a ser uma nação democrática e civilizada.

  4. Não é novidade nenhuma.
    Todos sabem disso desde o início, inclusive o judiciário, de cabo a rabo.
    Não vai mudar nada, enquanto o poder real não quiser que mude.

  5. Se Marcelo Odebrecht vier a ser considerado infiel aos termos da legislação da Delação Premiada e chegar a perder seus privilégios por ser corrupto, o que dizer dos corruptores? Não serão responsabilizados? Quem será responsabilizado pelo enorme prejuízo causado ao nome do Brasil, à sua política interna, à todos os indivíduos que foram prejudicados e até com uma eleição fraudada por fascistas que fizeram parte do circo da lava-jato? Sérgio Moro, os EUA e os meliantes da força tarefa da lava-jato tem que ser responsabilizados antes que o ex-juiz corrupto tenha a pretensão de disputar o governo do país e terminar de destruí-lo.

  6. O marcelo se revelou um menino fraco e foi por isso que foi “escolhido” por moro e sua turma. Traiu seu pai e sua empresa com facilidade e procurou se safar continuando a ser o que sempre foi, um menino riquinho e vazio.
    Mas como consequência do que veio agora fica claro que sua delação foi “a la carte”, falsa e sem validade. E os milhões que a lavajato “recuperou” foi só um roubo à oderbrecht.
    E seu “acerto” de delação perde o valor e ele não pode gozar de vantagens e volta a cadeia apar cumprir o total da pena.
    Que desgraça fizeram ao país, miriam, globo, generais que incrivelmente endossaram o bolsonaro, banda podre do judiciário, empresários golpistas, etc…
    Que desgraça.
    Vamos ser capitalistas: quanto estes senhores, esquecendo o desastre moral, custaram ao país? Nó mínimo os 20 anos que penaremos para voltar ao que era em 2014.

  7. Isso só demonstra que a instituição da delação premiada tornou-se um instrumento inverso de CORRUPÇÃO do Ministério Público uma espécie de superpoder maligno que lhe foi concedido.
    Quanto mais é utilizado, abusado e exercido o ente que tem o dever de impor a lei e defendê-la fascina-se pelo poder e por ele é corrompido até a medula, de fundos bilionários para exercer seus intentos até o de de forjar a “verdade” que criar e exercer seus intentos políticos e se afastar de definitivo das suas atribuições jurídicas que deixam de ser o seu fim e passam a mero meio para atingir riqueza e poder…
    Com grande poder se recebe grande responsabilidade…
    O Ministério Público, em larga escala, claramente falhou e deixou-se fascinar e corromper pelo seu próprio poder.

  8. #REVOGADELAÇAOJÁ. Esta mais do que provado que a Lava Jato é uma fraude só e sua relação com a CIA via DoJ dos Eua. Até qdo nós brasileiros aceitaremos os resultados nefastos e fascistas dessa #Vazajato.

  9. É isso aí. Tacla Duran falou e estava certíssimo. Todas as delações de Lava (suja) Jato têm que ser anuladas e os processos nelas baseados idem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.