Órfãos na passarela, uma monstruosidade com patrocínio judicial

Viramos monstros?

Ontem, no Pantanal Shopping, de Cuiabá, com o apoio do Poder Judiciário de Mato Grosso, a Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso (OAB-MT), Governo do Estado e do próprio shopping, realizou-se o “evento” Adoção na Passarela.

Vinte crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos, órfãs ou abandonados,  acolhidos em instituições de Cuiabá e Várzea Grande  desfilaram ante uma plateia de classe média, encantada como quem vai a um pet shop, para ver se alguém se interessava em adotá-las.

Os promotores festejam a cena maravilhosa: as crianças ganham “roupas novas, um dia de beleza, incluindo penteados e maquiagem, tudo isso para se divertirem no desfile que pode resultar no encontro de uma família”.

Adoção, algo personalíssimo, decisão íntima da família, aceitação emocional da criança, vira, assim, um desfile como o de Kennel Club, onde a beleza das carinhas, o estilo do penteado e o andar gracioso passam a ser os critérios de “pegar ou largar”. Ajudados, claro, pela “roupinha gourmet’.

São, certamente, “homens de bem” e “senhoras virtuosas” os que estavam na plateia, prontos a escolher um menino ou menina como se fossem um cocker spaniel ou um bichon frisé. Tão imbuídos do bem que até poderiam escolher uma criança mulatinha, para provarem que não têm preconceito.

Aproveitam, também, para se promoverem na high society cuiabana – “high society’ de shopping, vê-se – como bons cristãos, generosos e, claro, com um “projeto social” de levarem para casa um dos “bichinhos”.

Onde estão a Justiça, a OAB e o Ministério Público, que deveriam estar proibindo esta exposição desumana de pequenos seres humanos, indefesos e dependentes de alguém que os cuide com proteção e carinho?

Ah, sim, estão promovendo o “evento”…

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

82 respostas

  1. Essa é nova moralidade brasileira. Que mal pode haver em “atualizar” a forma de sensibilizar as pessoas para que adotem órfãos? É mesmo princípio de considerar que deus não é contra as pessoas ganharem dinheiro na especulação financeira. Tudo é igual, nada é melhor, um burro ou um grande professor…

  2. Qualquer semelhança com aquelas práticas do séculos XVI, XVII, XVIII e XIX, quando invasores/saqueadores/assassinos europeus levavam nativos do continente americano e africano para serem expostos em jaulas, no chamado velho continente, não é mera coincidência. O Brasil pós-golpe retrocedeu a essa era escravista, em que seres humanos eram tratados como coisas.

  3. Perante o mundo civilizado, apenas confirmamos seguidamente que não pertencemos ao 3º mundo; os países que fazem parte desse bloco “não aceitariam o Brasil” junto a eles. Estamos mais baixo ainda no critério moral e cristão. Quando a gente acha que já viu tudo…….vem essa coisa absurda.

  4. É só mais uma amostra de como a elite brasileira nos enxerga .Nada que me sorpreenda ,lamentavelmente,deles ,eu espero tudo.
    Assim como eles me vêm ,assim como eu vejo eles .A luta de classes tão desprezada (malandramente) por eles ,é atual e continuará a ser ,enquanto não for atingida a igualdade ,o respeito ,e a visão humana tão negada ao longo da história.
    Burros ,absolutamente burros,são os que acreditam (bombardeados pela mídia como são) que isso é coisa de “comunista” ,”baderneiro” e “anti-social” .
    Sobre as organizações GOLPISTAS que apoiaram esta aberração ,são coerentes com seu comportamento histórico,aliás ,só faltou a CNBB.

  5. O que é ruim sempre pode piorar. Que vergonha. Ja sao sem sentido os concursos de animais para serem vendidos em feiras. Expor crianças já maltratadas pela vida a um espetáculo desses deveria ser crime hediondo e os responsáveis punidos. Alguma corregedoria tem que atuar logo. Que humilhação, que vergonha, que tristeza.

  6. Nunca sequer imaginei que eu veria uma coisa hedionda dessas patrocinada pelo judiciário brasileiro!…

    1. A sociedade, o quase total da sociedade daqueles ermos, é um amontoado de fascistas que não sabem o que é isto, mas que exercem a função com brilhantismo. Gente tosca, ignorante, pobre de espírito. É um Brasil doente, abjeto, desumano, não à toa um dos maiores currais (e é o que são, animais, alguns de pedigree, mas animais) do bolsonarismo e da UDR. Cadeia é pouco para as “otoridades” que se prestaram a esse serviço imundo. Para os demais não há muito o que dizer. Ali a boçalidade campeia e pouco ou nada se espera, além de grandes safras de grãos e de gado e camionetes de trezentos mil. O que será da vida dessas crianças nas mãos de gente desse quilate, os que as vendem e os que as compram, como se gado fossem?

    2. Não existe mais judiciário e ministério público no Brasil. Eleições gerais, Constituinte, e reconstruir o Judiciário e Ministério Público a partir do zero. Essa monstruosidade mostra que temos que ir a luta para mandarmos esses neo-nazifascistas para longe do Brasil.

  7. Um país sem justiça é um cavalo para idiotas, de quem foi essa ideia, quem autorizou uma monstruosidade dessas? Deveriam todos estarem na cadeia, essa sede da OAB fechada. Se esse país tivesse vergonha na cara esses monstros não estavam onde estão, multa, indenização contra essas entidades que participaram dessa bandalheira desumana, transformar crianças em mercadorias e escravos expostos para serem tipo vendidos ao gosto de clientes, clientes sujos de moral e de ética humana, que nesse caso não seriam pais adotantes, seriam meros compradores de belezas e não alguém com o sonho de serem pais. Algo tem que ser feito para conter o fascismo neste país, o STF não precisa ser incomodado, cadê a PF, o MP, cadê? Tudo bonitinhos de ternos vendo pessoas asquerosas transformar essa nação em uma nação de canalhas. Nossas instituições parecem ou são os que trocam a dignidade humana de um povo por altos salários, auxílios e jabás. VERGONHA. Só faltou olhar os dentes, se é que não fizeram.

  8. Ai que gracinha, eu quero essa, eu quero, compra pra mim bem, compra…..Que vergonha.. O Brasil virou asilo de canalhas..Nossa, hein, até a OAB, acho que vão ter retrato no “PUTEIRO BAHAMAS” também. Será que tinha o quinhão da OAB nesse negócio com os advogados recebendo para legalizar documentos da NEW ESCRAVATURA? Será? A OAB deveria publicar uma nota imediatamente, isso foi feio, desumano e malandro com as crianças sem pais. Imaginem os conselhos tomando crianças e essas desfilando num negocião, imaginem? Acorda STF, FFAA, acordem, estão em todo lugar destruindo essa nação.

  9. Esse shoping, esse ministério público, essa OAB, essa sociedade…, onde vamos parar? Só tragédia, tragédia, tragédia. Isso tudo acontecendo e nós aqui na praça dando milho aos pombos….

  10. aquela sociedade da acostumada a selecionar GADO, ..vai ver pensam que seres humanos são idênticos

    IMAGINE-se vc, uma criança sofrida, insegura, sozinha, marcada, abandonada ..e depois num ambiente aonde PORCOS te apontam o dedo e te selecionam como que a um objeto, um brinquedo ? ..pior, sabendo vc do risco de não a escolherem ?!

    o que dizer disso ? tempos tirânicos e sombrios estes em que vivemos.

  11. Até poderiam escolher uma criança mulatinha, para provarem que não têm preconceito“…desde que tenha boa dentição, é claro.

    1. O Cais do Valongo no século XXI. Examinaram os dentes, os cabelos (para ver se não tem piolho) e os dedos (procurando micoses)? ????????????

    2. O nosso retrocesso civilizatório é real, seguindo o vosso acertado raciocínio, como também era comum nos jornais do século XIX, poderia completar ao “boa dentição, óptimas em quaisquer afazeres, podem ser adestrados tanto para trabalhos domésticos quanto para os trabalhos da lavoura” etc…E tudo pelo custo de algumas refeições diárias. Creio que nem tudo estará perdido enquanto houver pessoas com a capacidade de indignar-se.

    1. O pior é que não. O fundo do poço ainda está a alguma distância, e isto foi apenas aperitivo do que pode vir a acontecer caso o tecido social, já roto, se esfrangalhar de vez. Estamos só começando a ver o preço a pagar por permitir à extrema-direita empalmar o poder, isto não é algo que se faça impunemente. Tempos mais sombrios virão. Aguardem…

  12. Dá tristeza profunda imaginar a esperança que as crianças devem ter sentido durante o desfile apenas para a consequente decepção e tristeza ao não serem adotadas.

  13. Essa é nova moralidade brasileira. Que mal pode haver em “atualizar” a forma de sensibilizar as pessoas para que adotem órfãos? É mesmo princípio de considerar que deus não é contra as pessoas ganharem dinheiro na especulação financeira. Tudo é igual, nada é melhor, um burro ou um grande professor…

  14. A OAB deveria ter interferido no ato criminoso em defesa das crianças órfãs, jamais patrocinando um crime desta envergadura.

  15. PQP! É a coisificação do ser humano ,definitiva, promovida por aqueles que deveriam enaltecer e respeitar a natureza humana. A que nível desceremos mais ainda?

  16. As autoridades que liberaram esse leilão de menores deveriam de ser banidas de qualquer atividade ou pública, além de responderem criminalmente. Imagino o que ainda vem por aí nesses tempos de neo-nazifascismo.

  17. Acho super válida a iniciativa! PARABÉNS aos organizadores por darem vusibilidade a estas crianças. Sou habilitada á adoção e absurdo é as crianças crescerem nos abrigos enquanto os pretendentes não sabem nem que elas existem, pois é proibido o contato com o abrigo. Esse tipo de evento da a chance delas serem vistas e adotadas!!!

    1. As pessoas que estão interessadas em adotar um filho, não vão
      ver desfile de espécimes em shopping. Caso você são saiba, oh, estúpida ignorante, adoção é um ato de amor e não de exibicionismo.

    2. …suponho que a Senhora seja Brasileira e, assim, conheça as leis que regem o Brasil, o seu país…pouco importa se assim não for…tem ideia de que este desfile viola algumas dessas leis ?!? Aconselho-a a ler o texto da lei N° 8.069 de 13 de Julho de 1990, lei essa decretada pelo seu então Congresso Nacional e sancionada pelo seu Presidente Fernando Collor, e que dispõe sobre o ECA, o Estatuto da Criança e do Adolescente…encontra-a no Google, como eu encontrei em 3 segundos…no Título II, Capítulo II “do direito à Liberdade, ao Respeito e à Dignidade”, artigos 15 a 18, encontrará aquilo a que me refiro e que fará qualquer juiz competente tratar os promotores deste evento ilegal, para além de degradante, com a máxima das severidades…se a Senhora quiser ter a gentileza de aparecer no julgamento como testemunha abonatória desta canalha, estou certo de que o juiz encontrará uns minutos para lhe fazer umas perguntas difíceis…entretanto deixo-lhe um conselho – trabalhe a sua interpretação – antes que a comunidade aqui leia a sua reflexão e a trate pior do que estas crianças e jovens foram tratados…o seu nome do meio não será por acaso ‘Frivolidade’, será ?-(

      1. O Senhor acha mesmo que lá no “abrigo” onde vivem esses crianças está garantido o direito à Liberdade, ao Respeito e à Dignidade”, conforme os artigos 15 a 18 do ECA?
        Não sei se Senhor percebeu em sua vaga leitura que fez dessa Lei, que ela tem por Princípio o MELHOR INTERESSE DAS CRIANÇAS, e, creia: O melhor interesse delas não é continuarem abrigadas, enquanto idealistas como o Senhor se limitam a criticar ações efetivas que podem alterar de forma significativa as perspectivas dessas crianças.
        #pronto.falei

    3. Ora ora… Uma sinhá comentando no Tijolaço! Conta pra gente se você já escolheu sua criancinha de estimação hoje. Ela tem todos os dentes? Cabelos penteados? Gosta de tomar banho? Conta pra gente, vai! Ponha fotos também! Quem sabe a gente se anima e escolhe nosso pet hoje mesmo!!!

      Classe média, que “gentRalha” patética!

    4. Eu também vi uma iniciativa importante sendo colocada como se fosse um espetáculo circense.
      E nos comentários, vi um rebanho de “vai com as outras”, ajudando a denegrir algo que elas sequer passam perto de conseguirem entender.

      Só quem já teve a oportunidade de tentar entender a alma de uma criança “abrigada”, pode entender a importância de se criar, ainda que seja uma mera probabilidade de alteração nas perspectivas de futuro dessas pessoinhas.

      É incrível perceber, que quando o olhar do observador é negro, o horizonte é negro.

      É terrível perceber que nada vale a pena, quando se tem alma pequena.

  18. Não me surpreende em nada , tratando-se do cinturão agrícola ( roça ) do Mato-Grosso, podemos concluir que é daí pra pior. Esperar algo de bom senso desses trastes rurais é como aguardar chuva em Lima.

    Mas e os órgãos da União ??

    Cadê o CNMP ? Cadê o CNJ ??

    Cadê o Conselho Federal da OAB ??

    E o twite do Vilas-Boas ?? As caras e bocas do Gilmar ? A indignação seletivíssima da Grobo ??

    Onde está o jejum do canalha …..ops….cristão , Dalagnol ??

    LIXOS…..

  19. Esse judiciário precisa ser EXTINTO.
    E essa corja do ministério público também.
    PELAMORDEDEUS…!!
    ” Marketingui ” pra órfão, só faltava essa.

  20. Falta ainda levantar se essa monstruosidade não teve tb o patrocínio daquele tal de Ministério da Família,. Direitos Humanos…. Chamou-me atenção da garota da foto com um sainha “rosa”! Afinal o que essa Dantes tem a dizer sobre essa aberração? Se meninas forem de rosa e meninos de azul pode!
    Parafraseando um famoso livro sobre o massacre dos indígenas americanos: ” enterrem meu coração na curva do rio”.

  21. É o mesmo Judiciário do século XIX, sujeitos formados na Europa,, filhos de coronéis e que acham a escravidão uma coisa muito normal. Não falta muito para começarem a vender crianças para adoção. Só muda o estilo dos srs. advogados, juízes e promotores mas a essência está lá, intacta desde o Império.

    1. Mais precisamente no discurso da “vitória” de Dilma Rousseff……e ratificado poucos dias depois com a escolha de Joaquim Levy para a Fazenda.

  22. Nos antigos entrepostos de compra e venda de escravos era assim que os “fregueses” escolhiam os que suprissem as suas necessidades. Estamos voltando rapidamente ao seculo XIX.

  23. Alguém assistiu a série da globo “LIBERDADE”?
    Assim os Senhores ou Capitães do Mato compravam escravos.
    A única diferença é que os escravos acorrentados uns aos outros não podiam andar, então o comprador era quem andava.

  24. Alguém assistiu a série na globo “LIBERDADE”.

    Assim os Senhores e Capitães do Mato compravam escravos.
    A única diferença é que os escravos acorrentados uns aos outros não podiam andar, então os compradores caminhavam para a escolha! DESUMANO.

  25. como tinha no passado é a nova venda de escravos, século 21!!! lembra muito como era feito no passado…tomara que nenhuma dessas crianças tenha sido adotados por esses psicopatas…se alguma foi como vai sofrer nas mãos desses loucos!!!

  26. Ue, mas não é crime ainda exposição de crianças em evento público, sem a permissão dos tutores ou pais responsáveis ? A lei mudou ?

  27. O que essa “gente de bem” quer é um bichinho de estimação, o qual lançarão na rua quando se passarem os dias de encanto.
    Elea vêem essas crianças conforme um velho e desusado dizer popular aqui destas bandas: “Balaio novo, três dias de torno!”

  28. É a degradação da república,nossos juizes preferem lagostas e vinhos de primeira,só falta o último baile da ilha fiscal.Chegamos no fundo do poço nessa triste estória só faltou a exposição dos dentes dos adolescentes era assim na venda de escravos.

  29. Lembrei dos leilões de escravos que ocorriam no país durante o período colonial. O escravo passava, antes, pela casa de engorda onde era preparado para o evento. Será que voltaremos àquela época?

  30. O que essa “gente de bem” quer é um bichinho de estimação, o qual lançarão na rua quando se passarem os dias de encanto.
    Elea vêem essas crianças conforme um velho e desusado dizer popular aqui destas bandas: “Balaio novo, três dias de torno!”

  31. Vindo de onde vem isso me parece muito estranho. O mais certo no entanto seria obter a opinião dessas crianças que são expostas, mais uma vez, à seu destino muito próximo à execração pública dessa vez. Só mesmo em Goiás… ah, foi Mato Grosso? Dá pra entender.

  32. Inimaginável… Que coisa mais porca… O judiciário brasileiro, e seus apêndices, chegaram ao fundo do poço…

  33. A próxima grande “novidade” vai ser a volta da escravidão. Vai “resolver” o problema do desemprego e a reforma da previdência!

    1. Se a gente pensar que a Lei Áurea foi revogada quando a deforma trabalhista foi aprovada no Congresso, pode-se dizer que a escravidão já voltou, companheiro.

  34. Quer ver algo realmente surpreendente? Não, não falo do horror do pet shop humano da “aristocracia” cuiabana, isto não causa surpresa, só indignação. Surpreendeu-me foi ver que alguém que veio a este site, logo, alguém com um mínimo de informação, manifestar pelo voto (enquete “o que você acha disso?” após o texto) que achou isto engraçado. Engraçado!! E eu que pensava já ter visto tudo e seu contrário… A degradação de caráter ambicionada pelo anti-intelectualismo truculento começa a mostrar seus frutos. Talvez seja alguém que ache edificante combater a pobreza matando mendigos…

  35. Pq não fizeram isso dentro do orfanato? Tinham que expor tanto assim uma criança como se fosse um pedaço de carne comprada no açougue!????

  36. Vocês ficam chocados? Eu não. O txt faz alusão de seres humanos sendo tratado como bichos. Porém, as pessoas não respeitam os animais. Abandonam, maltratam sem um pingo de sentimento. Da mesma forma que estas crianças merecem respeito e cuidados, assim também um animal, ser senciente que não faz mal a ninguém, pelo contrário. Só tem amor p dar!!

  37. ué?? nesse País vc fica um zilhão de anos na fila de adoção sofrendo para conseguir e agora tem leilão pra conseguir na hora é? eita Brazel zel zel…. joga rivotril nesse povo que ta tudo louco e errado. socorro Gesuis

  38. Não sei vcs, mas eu vi uma iniciativa importante sendo colocada como se fosse um espetáculo circense.
    E nos comentários, vi um rebanho de “vai com as outras”, ajudando a denegrir algo que elas sequer passam perto de conseguirem entender.

    Só quem já teve a oportunidade de tentar entender a alma de uma criança “abrigada”, pode entender a importância de se criar, ainda que seja uma mera probabilidade de alteração nas perspectivas de futuro dessas pessoinhas.

    É incrível perceber, que quando o olhar do observador é negro, o horizonte é negro.

    É terrível perceber que nada vale a pena, quando se tem alma pequena.

  39. UMA AMIGA ME DISSE QUE ESSA NOTÍCIA É FAKE POIS SERIA UM DESFILE DE CRIANÇAS QUE JÁ TINHAM SIDO ADOTADAS E ESTAVAM DESFILANDO PARA INCENTIVAR AS PESSOAS A ADOTAREM MAIS NO BRASIL… É CORRETO ISTO?

    1. no texto há o link para a cobertura dos jornais locais e isso sequer é mencionado. Ainda que fosse, desfilar as crianças como animais de estimação – embora não abandonados – é algo impensável

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *