Os “parasitas”

O senhor Paulo Guedes chega ao Ministério com um parasita dirigindo seu carro. Entra e outro parasita abre-lhe o elevador privativo, pelo qual sobe ao quinto andar, para seu gabinete.

Uma parasita transmite-lhe as mensagens que o aguardavam, enquanto outro parasita serve-lhe o café fumegante.

O “homem” já não era dos mais simpáticos, carregado do autoritarismo próprio dos banqueiros , ramo no qual simpatia não é coisa que se ofereça a subalternos.

Mas agora ele cruzou o limite entre a humilhação privada e a ofensa pública.

Afinal, embora não sejam raros os maus tratos no trabalho diário, outros executivos, ao menos publicamente, os chamam agora de “colaboradores”.

Cada um daqueles parasitas e centenas de milhares de outros levaram ontem um desaforo para casa.

Tiveram que enfrentar a irritação de mulheres e maridos, que os veem sair cedo e chegar tarde da repartição, muitas vezes além do horário.

Já acostumados ao perigo de falar, nos tempos de hoje, ruminam a vergonha em silêncio.

Sabem que é deles que se fala, não dos “bacanas”, os do segundo e terceiro escalão – em geral, funcionários requisitados do Banco do Brasil, da Caixa, da Receita ou das carreiras jurídicas, porque ganham relativamente bem e aceitam trabalhar pelos cargos da DAS que, sem isso, não contratam profissionais “competitivos”.

Não a eles, que há anos aceitam de tudo esperando aquela gratificação mixuruca, mas que faz falta em seus parcos vencimentos.

Não vão mais se aposentar tão cedo e nem terão reajuste. É tocar a vida com o que se tem, porque veem em volta que muitos não têm mais.

Guedes pode soltar notas “oficiais” dizendo que não disse o que disse nem que pensa o que pensa.

Gravou em sua própria testa um estigma indelével.

A maldição dos humildes gruda mais que um parasita.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

43 respostas

  1. Quando sair deste governo vai ganhar algum cargo com uma remuneraçao ofensivamente alta em alguma organizaçao internacional

    1. Acho que não precisa, e talvez não tenha competência para isso. Vai ficar por aqui mesmo fazendo o que melhor sabe fazer. Mamando e sugando a sociedade, como bom parasita que é, sem dar nada de útil em troca.

  2. “De quem lhes tira os direitos , os chama de parasita” . Os servidores públicos federais que na sua maioria se encontra em Brasília , não parasitavam nos governos do PT , mesmo assim votaram em massa no partido . Do segundo governo Dilma em diante com as manifestações anti PT por Aécio Neves , Brasília que era um cidade/Estado solidário tornou se um antro de direita e da extrema direita .
    Guedes está certo atualmente , lhes tiram direitos e não se mexem , não reagem . Realmente são parasitas .

    1. Correto, foram as ruas derrubar um governo que valorizava o serviço público, tá pouco ainda, são covardes e na sua covardia vão afundar cada vez mais. Aliás somos um povo covarde que aceita calado, pois a globels não os chama às ruas, tudo sendo tirado e repassado ao maldito sistema financeiro.

    2. Parasitas e maus caracteres, se acham os escolhidos, os ….. Ai alguém vai dizer mas tem exceções, tem, estas exerções já se aposentaram.

  3. “A maldição dos humildes gruda mais que um parasita”
    Não foi Eduardo Gomes quem perdeu uma eleição para presidente por causa de uma marmita?
    Ou FHC que, até o fim da vida, vai amargar por ter chamado os aposentados de vagabundos?

  4. O ato de Paulo Guedes, Ministro de Estado, é um caso gravíssimo de assédio moral coletivo. A grande extensão do dano moral, por atingir milhões de cidadãos brasileiros, e a posição de agente do Estado o torna um ato ilícito de natureza política.

    É importante notar o comportamento do Cartel da Mídia neste caso, atuando como um amplificador e, ao mesmo tempo, trazendo um suposto fundamento justificador para a agressão: “oitenta e oito por cento das pessoas são a favor da demissão”. O objetivo era mobilizar o apoio dessa suposta “grande maioria” contra os servidores públicos. Logo em seguida, ao perceber a grande repercussão negativa do ato até entre parlamentares da direita, os veículos do Cartel tentavam apagar o incêndio com uma desculpa falsa e esfarrapada: “o contexto da fala”.

    Pergunte-se: em que contexto seria lícito tachar milhões de cidadãos brasileiros de parasitas?

    Toda fala pública de um agente político é ATO POLÍTICO e, como tal, gera consequências concretas no mundo real. Consequências que não podem ser apagadas por desculpas hipócritas de passa-panos.
    Um ministro de estado não pode ser inconsequente em nenhum de seus atos. E nem os semideuses da mídia poderão deletar, num passe de mágica, as consequências reais de uma agressão criminosa contra milhões de cidadãos. Porque aqueles setores que eles queriam mobilizar contra os servidores públicos já estão encarregados de produzir a OPRESSÃO desejada, nas redes e nas ruas de todo o país!

    Portanto, não se pode falar em mera retratação (hipócrita!) como meio para se aceitar e normalizar uma conduta política que agride e oprime milhões de brasileiros e que lhes trará consequências nefastas e irreparáveis em suas vidas. Tal conduta só encontra paralelo nas práticas do nazismo ou talvez na ditadura Pinochet.

    A LESÃO É IRREPARÁVEL!

    O único remédio para corrigir a gravíssima falta e estancar os danos causados é a DEMISSÃO desse “agente do mercado” que já provou sobejamente não se qualificar, nem técnica nem moralmente, para o cargo que ocupa.

    FORA, PAULO GUEDES!

  5. Com esse tipo de “LIXO “,inda que ache o contraditório,importante,ele foi guindado a onde se encontra,pelos LIXOS ELEITORES ,MAIORIA,QUE EXISTE NO PAÍS.Infortunadamente,os LIXOS,tirante bobágens,são os que lhe dão legitimidade.Pior que esse LIXO,somente os eleitores,milhões espalhados pelo país,somente esse POVONHO DE MERDA.

  6. Os piores parasitas da humanidade estão neste momento sobrevoando a China, sob a forma de urubus, torcendo para um desastre biológico frente ao atual surto viral na província de Wuhan. Os banqueiros e demais gangsteres que mantêm o 1% de parasitas escravizando o mundo estão no comando deste mal olhado contra o bravíssimo povo chinês:

    https://espanol.cgtn.com/n/2020-02-08/DCAGEA/economistas-descartan-reves-de-largo-plazo-a-economia-de-china-por-coronavirus/index.html

  7. Os bollsonaricos aceitam toda e qualquer humilhação, do ungido, entre os nazicatolicos e nazievangelicos, nazidelegados entre outros.

  8. Já está passando do hora dos parasitas cruzarem os braços, seja os federais, estaduais, distritais e municipais. Todos foram ofendidos, vamos ver se a máquina pública funciona sem eles.

  9. Imaginem um sujeito que nunca trabalhou, entrou para o exército e nunca deu certo, saiu pelas portas do fundo, vai ter que trabalhar, não, não, muito esperto entrou para política, gostou, nunca apresentou nada de importante, gostou muito mesmo e encaminhou todos os filhos nesta teta, salário não atendeu as expectativas da família e parte para as irrisória rachadinha, ( segundo Gal. Heleno), aí vem com um mais esperto ainda chamando os trabalhadores do estado no qual mamam de parasitas. Pelo amor de Deus, vamos derrubar essas pragas e anistia nunca mais.

    1. Os funcionarios de todos municipios exigirem de seus respectivos prefeitos e camara de vereadores vao a brasilia peitar esse bandido

  10. Parasitas são todos os banqueiros, não os bancários. O que de útil o sistema bancário faz hoje em dia pela sociedade,? Banqueiros tornaram-se parasitas que sugam a sociedade sem dar nada em troca. Então, parasita é o Sr Guedes, e sobre isso ele é especialista. Além disso o Sr Guedes está fazendo bullying com os servidores públicos. O Sr Guedes está praticando em público assédio moral contra uma classe de trabalhadores. Servidores públicos são médicos (a), enfermeiros(a), professores (as), policiais, etc. Qual o país, qual a sociedade moderna que pode funcionar sem o trabalho deles?

    1. Cabe um processo de difamação contra ele de todo o funcionalismo público, municipal, estadual e federal.

    2. O Guedes é um tipo raro de parasita. Esse tipo só aparece em condições excepcionais, quando os conservadores se desesperam com o sistema democrático e pedem ajuda aos fascistas para subirem ao poder. Surge então esse tipo de parasita, que vai ferrar e sugar todo o povo que foi vítimado pelo radicalismo cruel da propaganda fascista.

  11. Uma pergunta: Quando essa gente vai começar uma greve?
    Ou vão aceitar a ofensa e se colocarem como parasitas?

  12. Cabe um processo de difamação contra esse ignorante, movido pela classe dos funcionários públicos municipais, estaduais e federais.
    O que seria do Brasil sem o trabalho dos funcionários públicos, a maioria gente decente, dedicada e trabalhadora, que veste a camisa da instituição para a qual trabalha?
    Nivelar os funcionários públicos por baixo, como se todos fossem como o próprio Guedes que ganha do governo para defender seus próprios interesses, é simplesmente inaceitável.

  13. conclamo todo o funcionalismo público em todas as esferas…ou através de órgãos de classe representativos entrarem com ação contra Paulo Guedes

  14. O mais bizarro no Brasil, é que um monte desses “parasitas” votaram nesses excrementos que estão no poder.

  15. É melhor não esquecer que existem os bancos estatais, que agem exatamente como os banqueiros: digo isto por experiência própria: nem banco estatal escapa da ideollgia e do comportamento de banqueiros. Bancos estatais também são golpistas.

  16. Só restam duas opções para o brasileiro ,depois desse tapa na cara de mão aberta:
    1- NUNCA MAIS VOTAR NA DIREITA.
    2- CONTINUAR VOTANDO NA DIREITA E APANHANDO NA CARA.

  17. E os desembargadores dos tribunais de justiça dos Estados e federais, assim como os procuradores do MP, com seus salários obscenamente estratosféricos, também serão perseguidos pela gangue do PG como os mais humildes trabalhadores do serviço público estão sendo?

  18. Pra mim, parasita é quem frauda fundos de pensão.
    Isto posto, até o Major Olímpio ontem esculachou essa declaração.

  19. Cadê OAB, Sindicatos, associações, Conselhos, MPF, cervejas, caixas de fósforos, papel higiênico cagado, bostas, tanajuras, pregos, rapaduras, areia, bombas, mel, duendes e assombrações? Sumiram?

  20. Mais uma classe de suicidas. Nós aqui indignados e eles nem sequer uma manifestaçãozinha ou um ato de repúdio fizeram. O que se dirá pedir a cabeça do canalha. Esses tempos de redes sociais destruíram a capacidade dos trabalhadores de realizarem atos públicos, greves etc. Recortando Tom Jobim: É o fim do caminho.

    1. São uma classe que vive com medo, e que não se empenhou para ter uma representação de classe à altura de seus problemas com os idiotas que vão na onda da pregação do Estado Mínimo. Estado mínimo para o povo, e máximo para os exploradores do povo.

  21. Paulo Guedes, desgraçado, podeira muito bem ir para o inferno! Miserável maldito! Trabalho 80 horas por semana, vivo em guerra com a minha esposa por isso, jamais sou valorizado por quem quer que seja e ultimamente tenho que escolher onde vou almoçar ou jantar para não ser chamado de drogado, viado, prostituto e inútil na frente dos meus filhos por pessoas sem nenhum tipo de qulificação, de baixo nível, que nunca tiveram a menor noção do que seja trabalhar pelo futuro do país. Paulo Guedes perdeu a oportunidade de deixar a dúvida sobre o quanto é idiota e grotesco permanecendo calado. Maldito seja ele e os seus filhos e netos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.