Os vasos comunicantes

Como se dizia ontem aqui, sem qualquer dote premonitório, a transferência de votos de Lula para Fernando Haddad e Manuela D’Avila é um fenômeno natural,  inevitável e mais rápido do que pensam os especialistas-elitistas de nossa imprensa.

Hoje, a sondagem (menos que uma pesquisa, porque feita por telefone, o que ainda deforma a amostra populacional) do XP/Itau/Ipespe já registra Haddad em segundo lugar e já à distância de um empate técnico com Jair Bolsonaro, dentro da oscilação possível de 3% para mais ou para menos de cada um do resultado de 15% a 21% para cada um respectivamente.

O crescimento de Haddad, que tem 7% quando seu nome é apresentado isoladamente deve-se às “palavras mágicas” “com o apoio de Lula”, claro.

Posso assegurar que, com a mesma expressão (que não é usada nas outras pesquisas, mas antecipa uma realidade que será mais bem percebida na TV a partir do final do mês, embora já conte com uma base de conhecimento apreciável) que irá fluir entre a população: o candidato do Lula.

Haddad não tem o carisma pessoal de Lula? Certamente que não, mas carisma de verdade se derrama para o patrocínio, o aval a candidato. E a chapa Haddad/Manuela, perdoem os “caretas”, tem vigor e juventude para motivar parcelas da juventude que, crescida sob o governo petista, não percebeu o quanto de renovação eles trouxeram ao país.

Tanto que a pesquisa diz que 44% – menos  da metade, portanto – dos votos de Lula migram para Haddad, o que significa que dos 15%, ao menos 2% não derivam de votos “lulistas”.

Quem mais perde votos “lulistas”? Ciro e Marina Silva, que se esmeram em declarações agressivas contra o ex-presidente, em lugar de chorarem – nem que fossem lágrimas de crocodilo – pela exclusão de um líder popular desta grandeza.

De outro lado, se vai ser ignorada pelas autoridades judiciais brasileira, embora haja aprovação legislativa e compromisso do Executivo de que o Brasil cumprirá as recomendações do Comitê de Direitos Humanos da ONU, a medida extraordinária tomada pelo órgão, pedindo que o Governo brasileiro assegure os direitos políticos e de expressão ao ex-presidente,  coloca o Supremo Tribunal Federal em posição delicada e vexatória.

A própria recomendação é, aliás, elemento suficiente para que se peça seu cumprimento, sobretudo na exigência de que Lula possa se manifestar,  que, até agora, só confronta uma mísera decisão de 1ª instância e um despacho absolutamente  omisso de um ministro do TSE que disse que, simplesmente, a corte eleitoral não tem poderes sobre a justiça criminal, o que é um contrassenso, pois a possibilidade de comunicação de um candidato, até agora autorizado pela lei a fazer campanha é, obviamente, matéria eleitoral.

Tratados internacionais, se referendados pelo Congresso e pelo Governo, têm força de lei, o  que, ao que tudo indica, será ignorado.

Nada isso, porém, tem a força de barrar o processo de expressão da vontade popular, senão pelo canal pelo qual deveria fluir, pelo que estiver aberto para isso,

A comunicação popular se dá por um processo de vasos comunicantes e tende a nivelar-se, mesmo que não lhe ofereçam caminhos para isso.

Querer fazer “segredinho” sobre quem representará Lula na eleição, se este for, afinal, impedido de participar já seria uma tolice se fosse décadas atrás. Hoje, nos tempos da internet, do Facebook, do WhatsApp, é só burrice, mesmo.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

18 respostas

  1. SE PREPAREM PARA TODO TIPO DE GOLPE SUJO SE HADDAD COMEÇAR A SUBIR NAS PESQUISAS:

    ALCKMIN + PSDB + CENTRÃO + GLOBO + VEJA + JOVEM PAN + MBL + BOLSONARO + POLÍCIA FEDERAL + MORO + DALLAGNOL + STF + PCC + GENERAIS

    Eu nunca vi tanto canalha de um lado só!!! Todo o poder na mão do PSDB e do Sistema Financeiro.

    Será que a frágil democracia brasileira vai resistir????

    1. Boa, Rogerio.
      Ainda bem que AINDA há catarinenses inteligentes…
      Ô povinho goiaba este aqui do vale do Itajaí…

  2. VICE DE COMITÊ DA ONU DIZ QUE BRASIL É “OBRIGADO” A GARANTIR LULA NAS ELEIÇÕES

    A vice-presidente do Comitê de Direitos Humanos da ONU, Sarah Cleveland, afirmou nesta sexta-feira (17) que o Brasil tem “a obrigação legal” de cumprir a determinação sobre a participação do ex-presidente Lula nas eleições de outubro; “O comitê não é uma Corte. Então essa não é uma ordem judicial. Mas o Brasil é um signatário de tratados, e a posição do comitê é que o Brasil tem obrigação legal de cumprir o pedido do comitê”, declarou Sarah em entrevista ao UOL; “Em outras palavras, o Brasil é legalmente obrigado a acatar”, acrescentou

    17/08/2018

    (…)

    FONTE: https://www.brasil247.com/pt/247/mundo/365685/Vice-de-comit%C3%AA-da-ONU-diz-que-Brasil-%C3%A9-%E2%80%9Cobrigado%E2%80%9D-a-garantir-Lula-nas-elei%C3%A7%C3%B5es.htm

    1. … Quem irá avisar aos/às aloprados(as) “supremos(as” do STFede que a decisão da ONU serve também para eles/elas saltarem do golpe vagabundíssimo um pouco menos ‘DESmoroLIZADOS”?
      Se não for Lula, o mesmo Lula será TRIpresidente enquanto Fernando LULA Haddad!

  3. Haddad é ainda pouco conhecido no Brasil. Parte dos eleitores de Lula ainda não têm opinião formada sobre Haddad, por isso não arriscam assegurar que votariam nele. Mas à medida que Haddad se apresente, as chances disso acontecer são bem grandes.
    De qualquer forma, pela lógica, com a interferência da ONU, as chances de Lula poder ser candidato aumentam bastante.

  4. Estou indeciso aguardando o Lula decidir em quem vou votar contra esses canalhas da direita e do judiciário criminoso instalado np Brasil, estou indeciso.

  5. A melhor informação é que o Boçalnaro continua nos 20%. Que quantifica os fascistas explícitos e os implícitos. Já é um alívio…

  6. Presidente: 13 confirma
    Governador: 13 confirma
    Senador: 13 confirma
    Deputado federal: 13xx confirma
    Deputado estadual: 13xxx confirma
    Não me parece muito dificil…

  7. Tenho que reconhecer que essa invenção de ianques para dominar o mundo, a intermete (sic) tem alguma utilidade, apesar de ainda não me pare-ser muito confiável. Em tempos de grande mídia marrom, pode ser uma alternativa viável mas também é altamente manipulável. #LulaLivre #BrasilLAutodeterminado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.