Padre de Pacaraima acusa: terror sobre imigrantes foi planejado

Da Rádio França Internacional:

“Forças políticas tenebrosas exacerbam com discursos de ódio as tensões migratórias no Brasil, antes das complicadas eleições de 2018”, afirma Jesús López de Bobadilla, pároco da localidade fronteiriça de Pacaraima onde, no sábado (18), ocorreram violentos ataques de brasileiros contra refugiados venezuelanos.

“O Brasil está em uma situação política, econômica e social muito delicada, às vésperas de eleições, e tudo é aproveitado”, analisou o religioso espanhol, de 77 anos, que está há nove em Pacaraima.

Mais de 1.000 venezuelanos que acampavam nesta pequena cidade do estado de Roraima foram expulsos no sábado por grupos de moradores que atearam fogo em suas barracas e roupas, além de perseguí-los com paus e facas aos gritos de “Fora!”, de acordo com relatos de várias testemunhas à agência AFP.

“O episódio desses dias foi planejado, não foi uma ação espontânea. Não tenho a menor dúvida. Existem forças políticas tenebrosas que se empenham em passar por cima das dificuldades do povo e aproveitar a xenofobia, que a cada dia é mais forte, como elemento válido para as eleições”, disse, sem querer dar nomes, Bobadilla, que de segunda a sexta-feira oferece café da manhã a centenas de migrantes na modesta paróquia local.

“Precisam pedir aos políticos responsáveis que, por favor, parem. Tudo isso está muito manipulado. São muito irresponsáveis com seus discursos inflamados de ódio”, advertiu. O Brasil celebrará em outubro eleições gerais. O favorito à Presidência no primeiro turno, na ausência do ex-presidente Lula, é Jair Bolsonaro (PSL), de extrema direita. Em Roraima, Bolsonaro inclusive superaria Lula, de acordo com uma pesquisa do Ibope divulgada esta semana.”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

21 respostas

  1. Tenebroso! O pior que a maioria desses manipulados se dizem cristãos! Qdo é exatamente o contrário disso! O Cristo é amor e compaixão ao próximo e não ódio!!

    1. Tenebroso. Triste. Costumo pensar em situações armadas mas essa não tinha me passado pela cabeça. Lamentável.

    2. “Cristãos”, “cidadãos de bem”, eleitores do candidato coisa ruim e espectadores da globolixo.

    1. Não sabia. Claro que “detalhes” como este saíram do foco da notícia, passando a ser o fato de serem da Venezuela.

  2. Eu tenho evitado comentar esses crimes de Estado (afinal de contas Jair Bolsonaro é deputado federal e seus apoiadores, militares de pijama, mesmo que na reserva não deixam de ser agentes do Estado) pela simples razão de que quanto mais discorrermos sobre eles – mesmo que em tom de denúncia – mais os criminosos de Estado que citei tirarão proveito eleitoral dessa violência bestial e xenófoba.

    Já os religiosos, como esse padre espanhol, assim como a imprensa e organismos internacionais, ao denunciar os crimes podem influenciar autoridades togadas e do executivo a frearem as barbaridades e crimes contra os migrantes.

  3. ENQUANTO ISSO, KOXINHAS TUKANOS DESESPERADOS TENTAM IMIGRAR PARA PAÍSES DA EUROPA… EUA… E SÃO ESCORRAÇADOS AOS MAGOTES!
    AQUI SE FAZ… AQUI SE PAGA!

  4. E no que se diz respeito a todas barbaridades cometidas por esses estrangeiros. Experimente pegar um avião e ir até Roraima pesquisar e ver bem de perto a verdade sobre os acontecimentos.
    O Brasil já tem desempregados demais para simplesmente escancarar suas fronteiras. O socialismo enjetou dinheiro demais nesses países, buscando não ajudar mas sim, somar apoiadores nos seus golpes. É como deixar os seus filhos passando fome e encher o rabo dos filhos da amante. Por favor coloquem a mão na consciência, como um país n crise que está, ainda vai fazer cortesia????

    1. Porra, podia ter nos poupado de comentário tão ridículo. A Colômbia recebeu 1 milhão de venezuelanos. Fora essa sua estupidez, você já ouviu falar em humanismo ou solidariedade? Não precisa dizer, já sabemos em quem vais votar.

  5. O imperialismo está tentando criar uma “crise humanitária” para justificar uma invasão à Venezuela. Este episódio em Pacaraima, alem de fomentar o ambiente interno de ódio com vistas a manipular não só a eleição mas o pós-eleição, faz parte de uma ação maior para justificar a crise humanitária e dos refugiados.

  6. O noticiário da Record, com o filho do Datena, em momento algum, condenou o atentado. Ouvi ou li outras manifestações, sempre num tom meio que isento, falando do suposto assalto como justificativa. O Jornal da Clube, noticiário do meio dia da Rádio Clube de Jacobina, relatou o fato e passou a agredir o Maduro, “ditador sanguinário” que, apoiado pelo PT…e por aí vai. A meu conhecimento, não vi nenhuma condenação a essa barbárie e muito menos atitudes de solidariedade. Infelizmente meu tempo hoje é escasso para uma pesquisa mais ampla no Google

  7. Aos que apoiaram esse ato insano contra os venezuelanos: “A compaixão pelos fracos é um pecado original e uma traição da Natureza” (Adolf Hitler). Parabéns. Vocês estão em ótima companhia.

  8. O fascismo se alimenta de medo e ódio.
    O segredo para desmascarar bozonauro é apontar o seu alinhamento integral com TODAS as medidas de Temer. Mostrar como ele votou na “reforma” trabalhista, na PEC do fim do mundo (corte de programas sociais), etc.
    Muitos dos seus simpatizantes acham que ele é “antissistema”. Mas é muito fácil provar que isto é uma mentira e que o fascista é um grande picareta.

  9. Está explicado, os três candidatos são de partidos golpistas e a atual governadora candidata à reeleição já foi do PFL (antiga arena, pds…), hoje o DEM, mas mudou para um partido sempre delatado em grandes casos de corrupção, o tal PP… Deus nos livre e guarde!!!!

  10. Bozzonaro rouba votos do Santo em Roraima e ambos perdem no Brasil inteiro. Golpistas dão tiro no pé toda hora.

  11. Isto é estratégia da CIA…que articulou o golpe e..que é quem de fato está no poder do Brasil ..a serviço do crime organizado mundial liderado pelos Estados Unidos .Este é o satanás real que comanda o mundo como diz JESUS .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.