Parecia um fuzil. Atirar “na cabecinha”, governador, é crime de hermenêutica?

Circula nas redes, agora cedo, uma abordagem policial que mostra toda a banalidade com que os nossos governantes tratam a ação policial letal, o “mirar na cabecinha” no dizer de Wilson Witzel.

Dois rapazes, numa motocicleta, andam pelas ruas da Vila Vintém, comunidade pobre da Zona Oeste do Rio. Na mão de um deles, um pedestal de microfone.

Num carro de polícia, o PM grava tudo e deixa evidente que consegue observar que não é um fuzil, como poderia parecer.

Para a dupla e lhes dá um “esculacho”:”você não pode sair de favela, de comunidade, com isso aí, de madrugada.”

“Nego diz que morre à toa, olha só o que parece que ele tá na mão”.

Claro que o policial que gravou o vídeo e colocou nas redes fez uma espécie de “defesa prévia” das mortes que ocorrem porque “parece” que pessoas têm fuzis, aqui, onde já se matou por guarda-chuva e furadeira.

Mesmo assim, não se pode crucificá-lo: ao menos foi prudente antes de atirar, o que não ocorre com o governador do Estado.

O PM teve “hermenêutica”, capacidade de interpretar o que via e, apesar da abordagem esdrúxula, não seguiu os ensinamentos de Witzel.

Pois o governador diz que “o soldado não pode ter hermenêutica na cabeça: olhando alguém de fuzil, vai atirar e vai abater“.

Quem sabe, como dizem os adeptos do abuso de autoridade e dos conceitos de Witzel, os dois rapazes estivessem agora cada um com uma bala de fuzil na cabeça e sem qualquer consequência, graças ao artigo 23 do pacote anticrime de Moro, alegando que foi uma surpresa (e não foi, como o vídeo deixa claro” que o que “tava na mão” era um simples pedestal de microfone.

Porque, como disse o PM, pedestal de microfone “não pode” em favelas e comunidades.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

26 respostas

  1. Torço todo dia p que um pm psicopata estando proximo ao governador do Rio o mate num surto psicotico estourando sua cabeça. So assim saberemos o real conteudo da cabeça deste desgraçado

    1. E o PM nem precisa ser psicopata. Basta ser um PM sem noção e deficiente em hermenêutica, que não o reconheça e confunda qualquer coisa que ele tenha nas mãos (por exemplo, um filão de pão) com uma arma e atire por instinto, mesmo que não esteja em uma comunidade.
      Mas, se Deus quiser mesmo punir esse governador, vai fazer com que a vítima seja um filho dele e não ele próprio.

        1. Não acho tão grave, porque acredito em carma e em reencarnação, por uma questão de lógica. Não faz sentido as pessoas serem julgadas tendo passado por vidas tão diferentes. A reencarnação em situações diferentes levaria espontaneamente à evolução espiritual. E deixa a gente mais humilde e com mais compaixão pelos pobres de espírito, porque a gente imagina que já foi como eles…

        2. João 5:29: E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação.

          Não estaria Jesus se referindo à reencarnação, para pagar carmas?

      1. Ou até uma bolsinha com marmita de almoço pode ser confundida com pacote de dinamite, né? Aí fica difícil levar a vida nesse Rio de Janeiro depois desses psicos/milicianos

      1. Têm preconceito e ódio. De pobre, de negro. E são manipulados. Gado indo pro abatedouro. Mortos-vivos morais.

  2. Parece que o país se transformou em palco de guerrilhas entre as várias facções de uma mesma grande quadrilha.
    Não tem um só ministro que diga algo que o poderoso chefão concorde. Tudo ele retruca e tudo parece ruir a cada momento.
    ELES ENGANARAM 57,7 MILHÕES DE ELEITORES DIZENDO QUE FARIAM UM GOVERNO DIFERENTE E TUDO IRIA MELHORAR EM POUQUÍSSIMO TEMPO, mas na verdade o país não estava no buraco, estava até muito bem perto do que eles estão fazendo e jogando o país num buraco tão fundo que não haverá como recuperá-lo em várias futuras décadas.
    O POVO TEM QUE IR AS RUAS PARA TIRAR ESSA QUADRILHA DAÍ ANTES QUE NÃO TERÁ MAIS VOLTA E SEREMOS VERDADEIRAMENTE UMA COLÔNIA AMERICANA, OU O QUINTAL DO EUA, ONDE ELES SÓ VIRÃO PARA JOGAR O LIXO DE TUDO QUE NÃO LHES SERVE MAIS.

  3. o povo carioca e brasileiro está precisando muito melhorar suas escolhas politicas.
    Deixar de ser influenciado por lixos como a globo, sbt, datenas, fautãos, ratinhos, pastores.

  4. Porque o Gov “mirando na cabecinha” não distribui uma lista com os nomes dos objetos que não podem ser portados por qualquer pessoa negra saindo de uma comunidade?
    ´Para quem imaginou fazer mestrado ou doutorado em Harvard deve ser fácil.

  5. Os PMs não agiram errado de maneira nenhuma. Se pararam as pessoas para mostrar a preocupação deles, agiram de forma humanizada. Elas não atiraram, mas o Witzel poderia ter atirado. E tudo seria com a compreensão dos juízes e do MP do Rio.

  6. Acho que os traficantes do Rio (e nisso incluo os que moram nos apartamentos de cobertura e trabalham em Brasília), vão criar um consórcio para eliminar esse Governador. Ele com seu desejo incontrolável de matar seres humanos está atrapalhando os negócios.
    Também deve-se levar em conta que os filhinhos de papai que usam drogas (e são muitos), frequentam os morros para saciar seus desejos e podem ser confundidos com os excluídos sociais descartáveis e serem assassinados pela Gestado Carioca.
    Acho que o Senhor Governador corre grande risco!

    1. Como eu gosto de lembrar desde final da decada de 80 q a bala de fuzil acerta o bandido atravessa o corpo dele e as vezes mata o refem

  7. Na verdade, no Rio, não se pode andar com nada. Furadeira, aspirador de pó, serra, parafusadeira, cola quente, secador de cabelos, pistola de ar pra pintura, etc e etc…

    1. Exceto no Leblon, por exemplo. Aí o pobre fardado, que mata pobre sem farda, se vir um menino com um fuzil de fato a hermenêutica vai concluir que trata-se de inofensiva air soft.

  8. O fato de os dois rapazes estarem sem capacetes, portanto, cometendo infração de trânsito, nem foi comentado pelo policial.
    Enfim, decidiram que transgressão não é crime. Já carregar guarda chuva, furadeira e pedrestal de microfone, é. E gravíssimo, passível de ser punido com execução sumária.
    Melhor ainda, isso tem aprovação dos governantes estadual e federal!

  9. Alguém sabe dizer se com tudo isso, o preço da cocaína aumentou ou reduziu ? – pelo menos no Rio de Janeiro? Vamos lembrar, que a cocaína é estocada na favela, mas consumida na Vieira Souto!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *