Moro acha que é deus e exige a Bolsonaro o sacrifício do filho, como a Abraão

Pode ser que Eduardo Bolsonaro passe o Natal sem ganhar o presente da embaixada brasileira nos EUA.

A operação da Polícia Federal, ontem, no Senado, tornou ainda mais difícil a aprovação do seu nome pelos senadores em votação, como se sabe, secreta.

Já não era tarefa simples e Jair Bolsonaro hesitava em formalizar a indicação para não correr o risco de derrota.

Não pode tê-la sem contar com a bancada “morista” do Podemos, de Álvaro Dias, que está reunindo todo o lavajatismo e, com isso, passou a ter 11 senadores (ou 10, dependendo de consumar-se ou não a cassação da ex-juíza Selma Arruda).

Ontem, enquanto sua turba vociferava com mais de 100 mil tuítes na hashtag #MaiaTraidorDaPatria, Bolsonaro teve o cuidado de, em sua live semanal agradecer a ele e a Davi Alcolumbre pela ajuda no projeto que ampliou a posse de armas em propriedades rurais, questão que só anima seus mais fiéis.

A Câmara e o Senado inteiros sabem que Sergio Moro e o ministro Luís Roberto Barroso agem em sintonia e que a ordem de busca e apreensão no Senado teve alvo e hora adequados a esta harmonia lavajatista.

Como sabem que Bolsonaro está muito mais interessado em seu clã político que na Lava Jato.

Pode ser até que o líder do Governo, Fernando Bezerra Coelho, publicamente se exponha a colocar, em lugar do pai, extintores de incêndio em lugar das achas de lenha que Abraão colocou sobre o burrico e pôs-se marchar para as terras de Moriá, o lugar o filho Isaque seria sacrificado.

Mas há senadores que não estão dispostos a ir para a fogueira da inquisição morista e preferem que para lá vá o Savonarola das Araucárias.

Pinhão, como sabe o pessoal do Sul, pode ser cozido, mas também fica bom assado na chapa, tal e qual hambúrguer.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

15 respostas

  1. Moro e lavajateiros, milicianos, jornalistas et caterva são apenas instrumentos, objetos, meios. Temos que focar nos donos dos instrumentos, nos donos dos objetos, nos donos dos “meios de produção” de Golpes de Estado e construtores de regimes.

  2. E por falar em Barroso . Ele ainda tem o contrato com o grupo globo . A sua banca de advogados presta serviços para o grupo deste antes de ser indicado , só o pessoal do PT e o GSI da presidência não sabia .

  3. A indicação do filhote cozinheiro para embaixador é sem dúvida a prova da insignificância da família Bolsonaro, cospe mais na cara de seus fanáticos seguidores do que na minha, eu já sabia, como se diz nos campos de futebol. Os imbecis sim são imbecis mas isso não tem jeito.

    1. Cada dia mais, o Moro , Bolsonaro e o Barroso se enrolam mais.
      Tem coisas inexplicáveis que nem mesmo os autores intelectual destas idiotices dão conta de explicarem. São (Moro, Bolsonaro e Barroso) , parte desta hordas de idiotas. Três puxando uma ponta de uma corda de três pontas. Barroso, Moro e Bolsonaro . Cada um puxando de acordo com seus planos futuros.
      Vejam se deu pra entender o meus raciocínio????

  4. Já dizia minha avó sertaneja guerreira aqui do Agreste nordestino: quanto mais apavorado e com medo das merdas que se pode fazer na vida……mais um homem (ou mulher) comete atos impensados e desesperados. E essa ação coordenada por Moro e Barroso só prova uma coisa: eles sabem que fizeram MERDA GIGANTESCA e é apenas uma questão de tempo para que o mundo inteiro descubra detalhadamente o que é……..nada como um dia atras do outro……rsrsrsrsrsrs

  5. Genial e perfeita a sua conclusão do texto.
    “Pinhão, como sabe o pessoal do Sul, pode ser cozido, mas também fica bom assado na chapa, tal e qual hambúrguer.”

  6. Detesto a passagem da Bíblia em que “Deus” manda Abrãao matar o filho para provar sua fé. Quem manda matar para provar a fé é o diabo e não Deus.
    O objetivo dessa passagem, para mim, é muito claro. Destina-se a induzir os crentes a obedecerem cegamente os líderes religiosos, mesmo quando suas ordens parecerem absurdas, pois se forem mesmo absurdas na última hora Deus vai intervir e impedir o crime. Só que não… tanto que cristãos, induzidos por pastores fariseus, votaram em um sujeito com todas as características de um anticristo.

    1. Concordo com você Emília. Sempre detestei essa passagem bíblica. Principalmente a ilustração da cena. Quando eu era criança não entendia o porquê daquela provação do Abraão.

      1. Não lembro da cena, vou ver.
        Quando criança, estudei no Colégio Beatíssima Virgem Maria. Fiquei frustrada com a religião desde aquela época, porque a freira não soube explicar de onde veio Deus.

    2. Contudo, apenas nominar-se, não faz da pessoa, automaticamente cristã…lembra-se dos “sepulcros caiados”?

    3. Concordo plenamente com você Emília, Deus jamais faria isso. Isso é historia para enganar malandro.. Só que a maioria acredita o que é uma pena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.