Dólar vai a R$ 4,16. E por que tem quem compre?

Claro, parte deste efeito é ação dos ‘scalpers’, os que negociam no mercado intraday – ou de prazo bem curto é a marca de uma especulação miúda – gigante para nós, mas mixuruca para o mercado financeiro.

Mas o grosso disso é, muito claramente, comprar dólares para remeter para o exterior, porque a remuneração interna do capital não compensa a sua manutenção em reais.

E por que comprar caro, quando se sabe que a moeda brasileira está excessivamente deprimida e todas as instituições financeiras prevejam o dólar em torno de R$ 3,90 no fim do ano, contra os R$ 4,16 de hoje. São 6,3% de ganho em três meses jogados fora, uma dinheirama, considerada a quantidade de dinheiro envolvida.

E, reflitamos: a queda dos juros no Brasil se dá para o aplicador de dinheiro, não para o tomador que, dependendo do tipo de crédito, paga entre 50% e 350% como taxa para tomar empréstimos.

Ou seja: os bancos captam dinheiro a taxas perto da Selic ( ou 5% ao ano) e emprestam por taxas seis a oitenta vezes maiores.

Recomendo a leitura do sempre lúcido José Paulo Kupfer, no UOL:

[A taxa Selic] chegou ao nível histórico mais baixo —e, provavelmente, ainda vai descer a níveis ainda mais baixos— porque a economia encontra-se em mau estado, estagnada e sem forças aparentes de reação.

A queda de juros não chega, como se sabe, plenamente na produção, no consumo, na atividade econômica, por conta do custo da intermediação financeira.

Do lado oposto, não remunera financeiramente o investimento aqui. E como o consumo segue estagnado, também na economia produtiva, deixamos de ser tão atraentes quanto éramos.

Vamos caminhando, para ser apenas uma selva financeira, para negócios rápidos, apenas.

Sem rumo, sem projeto, a administração do dia a dia da economia não tem outro caminho senão o da especulação e das “espertezas”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

5 respostas

  1. Mas e se 3,90 hoje for o equivalente a 4,05 ou 4,10 ? Uma desvalorizaçao da moeda causada por n fatores obrigando o governo a dar gatilhos salariais graças a uma inflaçao …

    1. Um governo minimamente preocupado com a economia faria algo. O mais provável é o bozo falar alguma merda, mandar o Guedes dar um jeito e depois culpar o PT quando o jeito do Guedes invariavelmente der errado.

  2. Os volumes de fluxos reais de compra e venda de divisas (exportadores e importadores, investidores e empresas matriz filial), são um pingo no oceano de compra e vendas futuras de dólares na BMF e são liquidados diariamente em moeda nacional, os volumes das reservas não se movem (os famosos 370 bilhões de dólares que são remunerados a taxas negativas dos treasuries americanos). Jogo de soma zero e troca de chumbo entre bancos, fundos e Bacen. Patinam sem se mover. Paralisia total. Game over. O país fica cada vez mais barato para os gringos e nem assim desperta o tal instinto animal deles. O único instinto hoje válido e o Instinto de destruição.

  3. Lembremos que esta paralisia é fruto do voto dos cientistas e professores brasileiros. Não adianta ter pena deste pessoal. Choram e derramam lágrimas de jacaré!!!!

  4. Não faz muito tempo, fui passear em um destes balneários granfinos, E vi debaixo de uma árvores três lanças de muitos pés cobertas com uma lona, Perguntei se alguém sabia o porque daquelas três lanchas chic estavam ali e quem era o dono. Um vizinho que morava no mesmo condomínio falou que o proprietário era alguém de Brasília. Fiquei me perguntando o porque de uma pessoa ter três lanchas chic guardadas num mesmo lugar. Indaguei do morador e ele me explicou: Olha isto ai é fruto de lavagem de dinheiro em Brasília.
    Hummmmm! agora entendi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *