O alvo e a hora

Para os que creem em coincidências, fica a saída de dizer – como certamente dirão os envolvidos – que a operação de busca e apreensão nos gabinetes do líder do Governo Bolsonaro no Senado, Fernando Bezerra Filho, e do deputado Fernando Coelho Filho, são desdobramentos normais da investigação da Polícia Federal diante das investigações contra ambos, em razão de delações premiadas.

Mas salta aos olhos que “procurar documentos” comprometedores sobre contratos de 2013, a partir da delação de um doleiro que fez acordo de delação premiada em 2017 vem bem a calhar na guerra que se trava pelo controle da Polícia Federal.

Importa pouco que se alegue que a ex-procuradora geral da República, Raquel Dodge já a havia solicitado em fins de agosto – depois que já perdera a chance de ser reconduzida ao cargo – e só agora autorizada pelo ministro Luís Roberto Barroso, não se sabe por que razões sensibilizado agora.

O alvo e a hora vinham a calhar.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

19 respostas

  1. Os vermes que infestam o Brasil desde maio de 2016 irão se devorar dentre eles mesmos…..será ótimo assistir isso da arquibancada….

  2. Desde o início diziam que essa Dodge era inteligente e competente, porém excessivamente ambiciosa.
    Agora ficou provado. Só começou a trabalhar direito depois que perdeu a chance de ser reconduzida ao cargo.

    1. “Inteligente e competente” só se for por conveniência.
      Ela, pelo cargo que OCUPAVA, deveria SER honesta como todas as pessoas de BEM.
      Simples.

      1. Inteligente, competente, porém desonesta.
        Esse comportamento dela, em uma instituição administrada por profissionais éticos, resultaria em sua demissão, ou pelo menos descomissionamento da função que exercia.

  3. Lógico que essa ação da PF justamente relativa ao tempo que o Bezerra era ministro da Integração visa somente criminalizar o governo Dilma. Essa gente do Moro e comparsas só pensam em criminalizar os governos do PT.

  4. Quando farão buscas na Febraban?
    E mais importante:
    Quando a PF, FFAA, Judiciário e empresários locais restantes pararão de colaborar com os istaduszunidos?
    Breve, breve não seremos “autorizados” a viver no Brasil!

    1. Lembrando que o Dória queria privatizar São Paulo. Os paulistanos teriam que pedir visto aos Emirados Árabes para entrar na capital.

  5. Todo mundo gordo e rico a’s custa do povo sofrido e trabalhador. Quero ver o mar pegar fogo para que possamos comer baleia assada.q

  6. Esse, Fernando, é aquele traíra, em que o Aécio dizia pra ele não sair logo, do governo Dilma, era pra ficar e sugar mais um pouquinho.

  7. Afinal:Quem manda na PF?
    O Moro, Ou o coice de cavalo????
    A coisa tá ficando cada dia mais difícil para esta turma.

  8. São cinco anos que essa SS tropical está em operação. Procurando provas corrupção passiva contra índios que receberam espelhinhos do Cabral e acusando os escravos fugitivos formação de quadrilha. A não ser quem tem algum dossiê contra alguém guardou alguma coisa em gabinete(?). Até o mais dos nóias joga a droga na privada antes da batida da polícia. Outro dia depois dos mesmos cinco anos lembraram de uma chave codificada que alguém guardava na gaveta de um “cachorrinho” de escritório. Uma operação que é basicamente um seriado de televisão de segunda linha ou uma novela mexicana em que as acusações são basicamente fofocas que são valorizadas pela mídia fofoqueira especializada em fofocas. Somos mesmo um piada gravíssima.

  9. Sugiro assistir documentário sobre 1933 ano em que Hitler assumiu o governo. Acabei de assistir: “Minha Vida na Alemanha de Hitller”. São depoimentos extraídos de diários de pessoas que foram embora da Alemanha naquele ano. É impressionante como é semelhante o pensamento dos políticos na época sobre Hitler como é hoje sobre Bolsonaro. Pensaram que poderiam controlar o Hitler. Todos sabem no que deu! O Bolsonaro também pensaram a mesma coisa. Quais serão os desdobramentos de todas essas crises geradas no governo do presidente miliciano. Devemos ficar atentos!

  10. Faltou explicitar que o ministro Luis Roberto Barroso é funcionário padrão das Organizações Globo. Tá explicado ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *