Parlamento do Iraque vota por expulsar tropas americanas do país

170 parlamentares iraquianos assinaram uma resolução para que o país expulse de seu território as tropas norte-americanas que ainda se encontram por lá, cerca de 5 mil soldados e feche seu espaço aéreo para atividades militares dos EUA.

Bastariam 150 para para que a resolução tenha força de lei, no que deve ser transformada nas próximas horas.

Cria-se um problema sério para Donald Trump: não ter tropas em terra no Iraque reduz sua capacidade de ação ao Afeganistão – onde não há muita simpatia para isso e para Arábia Saudita, de onde a hipótese de partir um ataque militar dá aos iranianos o direito de retaliar sobre as instalações petrolíferas sauditas.

Mantê-las em solo iraquiano, depois da ordem legal de expulsão, caracteriza a condição de tropas invasoras, sujeitas ao enfrentamento com o exército do Iraque.

Trump, é certo, não se importa muito com estas questões de legalidade. Mas o mundo, sim.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

2 respostas

  1. Chutando os parasitas do Iraque, o contingente deixado na Síria para roubar petróleo terá que abandonar rapidinho suas posições.
    O EI, perdendo seus apoiadores/financiadores e sua força aérea, poderá, finalmente, ser dizimado.
    Se a Russia, que se projeta como potência “mais confiável” na região, conseguir bases no Iraque, o poderio americano sofrerá um encolhimento substancial e dificilmente reversível.
    Sabemos que os assassinos americanos não largam o osso a menos que se bata neles com uma pá. A questão agora é: conseguirão manter-se num país sendo hostilizados pela população E governo?
    Vai depender do tamanho da pá do líder shiita al-Sadr.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *