Produção de veículos cai 99%. E não é por loja fechada

Ontem, quando Jair Bolsonaro e grandes empresários foram fazer uma indevida pressão sobre o Supremo Tribunal Federal para que este impeça governadores e prefeitos tomem medidas de isolamento social, comentei que, além de desumana, esta atitude é inócua para a recuperação da economia.

Hoje, os números da Associação Nacional de Fabricante de Veículos Automotores, Anfavea, deram os números de sua produção em abril.

99% menos. Ou seja, na prática, zero.

Com as vendas também ladeira abaixo, o estoque de 240 mil veículos nos pátios das montadoras e nas concessionárias e as exportações reduzidas a um número residual, com o mercado nos níveis atuais, há quatro meses ou mais de necessidade zero de produção.

Isso significa que o nível de atividade da indústria automobilística será meramente vegetativo o resto do ano.

E o que tem o isolamento social a ver com isso?

Quase nada. Venda de carros zero são basicamente digitais e as concessionárias só faltam, quando faltam, em embrulhar os carros para presente, entregando na casa do cliente.

A questão é que pouca gente se dispõe a comprar por conta da insegurança econômica que ameaça emprego e renda, não as concessionárias, que não fecharam dia algum.

Não é de porta aberta que a economia brasileira precisa para se recuperar.

Precisa de um plano para a economia, precisa de juros baixos (no caso dos automóveis, os bancos próprios das montadoras, que querem viabilizar a venda, já estão perto de representar 70% dos financiamentos), precisa de empresários que baixem preços para garantir escala de produção, precisa de renda para a população.

Sem isso, achando que só reabrir o comércio é solução, só teremos mais morte e crise, e por mais tempo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

18 respostas

  1. bozo, guedes e a zelite brazileira não entendem absolutamente nada de economia. Não entendem que, para consumir, primeiro é preciso ter dinheiro. É como se todo dito liberal ignorasse por completo a obra de Adam Smith, A Riqueza das Nações.

    Ou, numa outra opção, entendem economia, mas preferem que os escravos do século XXI morram sem que eles possam ser diretamente culpados por isso. Sacrifício humano ao deus mercado.

  2. Espero que o Bozo não ganhe argumentos ao longo do tempo, para jogar a culpa do desastre econômico na oposição. É uma das estratégias dele e de seus gurus.

    1. Quanto mais tempo ele ficar mais essa desculpa vai colar na bem instruída população brasileira.

  3. Será quando vão se dar conta que a economia quebrou? Daqui a 2 meses vai ser $10 Reais o kilo de arroz, da população desasistida quem não pedir esmola vai ter que saquear, roubar.A ordem pelo caos que tanto queriam.

  4. Em termos mundiais, a recuperação econômica será lenta também.

    A China saiu da pandemia, mas quantos países no mundo ainda continuam em quarentena? Quantos estão quebrados ou duros? Vejam o exemplo dos desempregados nos EUA.

    A China vai ter que depender por um bom tempo do seu mercado interno, enquanto os demais países se recuperam, influenciando inclusive na demanda por commodities.

    1. Observe que temos um mercado fabuloso (210 milhões) ávido para comprar. Muitos não compram porque estão sem renda e acho certo e os outros quase uns 70% estão negativos no Serasa e pendurados nos juros absurdos dos Cartões de Créditos. O sistema bancário Brasileiro são como vampiros, sugam até a última gotas de sangue do coitado. Chegou a hora da Criatividade dos Economistas do Governo!! O governa empresta através da Caixa e do Banco do Brasil, mas o dinheiro circula e volta para os cofres do Governo mesmo, através do aumento dos empregos e impostos. Mas, não! Ficam ai sentados confortavelmente em suas poltrona e com ar refrigerados, esperando a “morte da bezerra”. Só tem uma coisinha só: Se não houver arrecadação estes economistas não receberão, pois a economia tá no ralo. Decidam senhores.

      1. Sem dúvida.

        Guedes foi pego no contrapé. Só sabe cortar, cortar, cortar. Convenhamos, isso é uma coisa que qualquer dona de casa sabe fazer no supermercado e que não precisa de diploma de economista.

        1. Ninguém havia ouvido falar em Paulo Guedes antes de virar ministro do Bozo. Só os que acompanham as notícias relacionadas a fraude no sistema financeiro.

  5. ECONOMIA DO GUEDES-Tá ai a ponta do Iceberg entre muitas: As montadoras tem estocadas nos pátios produção de quatro meses. Vejam,que nem que a economia reagisse hoje, eles teriam de ficar produzindo talvez 1/3 ou menos, até que os veículos fossem vendidos. Mas burrice destes economistas é muita , eles deveriam mirar no exemplo do médico que ao atender um paciente com um pé na cova que pensou:Se eu opero ele pode morrer, se não opero morre também, então operou-o mais salvou o paciente: Os nossos Economistas, estão pensando “na morte da Bezerra” acham que esta crise vai amainar , não vai. Ou emprestam dinheiro a juros barato para tentar salvar a economia que já está na UTI e não emprestarmos ele acaba de ir pro brejo. Estes “economistas”, nos parece que ainda não caíram na real, vão deixar o paciente morrer. Então que fiquem com o dinheiro guardado e deixem a vaca ir pro brejo. É numa hora destas que admiro os governantes Americanos como Barack Obama, na quebra do Banco Lemmans, ele disse aos empresários : O dinheiro que vocês precisarem está a disposição com juros zero, mas, eu quero os empregos de volta. Deu certo. Muito já leram sobre a crise de 1929-1930 nos EUA, o Governo teve de agir emprestando dinheiro a custo zero e com prazo a perder de vista, deu certo. Mas, aqui no Brasil não!!! Governo com seus milhares de gerentes sentados confortavelmente em suas poltronas com ar condicionados fazem cara de paisagem. Chegou a hora da equipe econômica cair na real. Vejam ai a falta de visão deste pessoal. Numa hora desta e que os Economistas devem ser ágeis Eles preferem comprar títulos podres dos Bancos que nunca irão receber e trilhões em empréstimos e a perder de vista a juros de um por cento, enquanto os Bancos pegam o dinheiro do Governo e ficam fazendo agiotagem. Porque será que o Governo não determina que os Pequenos e médio Empresários negociem direto coma Caixa e o Banco do Brasil. Precisam tirar a bunda confortável da poltrona e mostrar serviço. Se não houver juros baratos e com carência de seis meses, desde que tenha garantias fiduciárias e achar um modo de fidelizar o cliente, estamos no mato sem cachorro!!Dinheiro emprestado a juros de 8% ano em épocas normais é um bom negócio, mas, nas circunstâncias de agora não dá né!

    1. Tem muita gente por ai, achando que quando a vaca estiver mesmo atolada dentro do Brejo, estes acham que o Guedes com sua turma ficarão aqui no Brasil! Enganam-se, pois, ele na certa pegará um jatinho e irá morar em um Paraíso fiscal e viver a tripa forra. Esperem para ver.

      1. Ele já lascou o Chile e estamos no mesmo caminho, só que estamos já com a vaca no brejo. Aguardemos!!

    2. Se tem dinheiro para emprestar para os Bancos a 1% e ainda compra os seus títulos podres (que nunca irão receber) deixam de ajudar os pequenos e médios empresários que poderia pegar empréstimos a juros baixo com seis meses de carência e prazo para pagar em 36 meses (desde que lhes dê garantias fiduciárias). O Governo não perderá nada, pois o Banco pode (Caixa e Bco. do Brasil) fidelizar o cliente. O Governo só tem a ganhar. Chegou a hora do Governo procurar parceiros e na atual circunstância seria os pequenos e médios empresários que dão muito emprego e pagam mais impostos. Mas, não! Ficam ai no bem bom, enquanto a vaca já está quase atolada no meio do brejo!!! Não será por falta de aviso!!!!

  6. Republiqueta tanto se desindustria lizou, que tem importar até uma mer….de uma máscara. Só o gado pra ir na lorota dos neoliberais quebradores de paises.

  7. As montadoras estão reajustando preços! Não que isso me afete pois faço parte da maioria do povo que não tem dinheiro para comprar carro, mas parece que as montadoras estão no mesmo cinema que a gente mas não estão prestando atenção no filme.

  8. Chegamos na seguinte situação: Eu lhe vendo e você me paga com o que você produz: Vejamos , eu lhe vendo um saco de feijão e você me dá dois Leitões para pagar e assim por diante! Já está acontecendo o Combo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *