Queiroz: 40 dias de silêncio e vergonha

Há 40 dias, segundo a Folha, o Ministério Público está jejuando no deserto do caso Fabrício Queiroz.

“Mais de 40 dias após afirmar ao Ministério Público do Rio de Janeiro que coordenava uma “desconcentração de remuneração” no gabinete de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), Fabrício Queiroz ainda não entregou a lista dos funcionários informais que atuavam para o então deputado estadual e hoje senador.(…)o ex-assessor de Flávio disse por meio de sua defesa que recolhia parte do salário dos funcionários do gabinete para distribuir a outras pessoas que também trabalhavam para o então deputado estadual. Segundo ele, Flávio não tinha conhecimento da prática.

Reparem que nem mesmo chamar a depor, pessoalmente, este sujeito o Ministério Público dignou-se a convocar.

Contenta-se com uma declaração escrita do advogado, apresentada três meses depois dos convites feitos a esclaracer o caso.

Fabrício não está internado e, no final do ano, teve condições de fazer dancinhas no Youtube.

A imprensa, salvo notícias esporádicas como esta, está a anos-luz das campanhas que sempre fez “exigindo explicações”.

Nem mesmo conseguiu, todos estes meses, descobrir onde estava Wally, digo, Fabrício.

O laranja está mais que maduro mas, como na velha música, “tem marimbondo no pé”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

19 respostas

  1. A cara da justiça brasileira . Vi parte da entrevista do ministro que ” mata no peito ” . Quem diria fora do trabalho até parece uma pessoa séria .

  2. Mas a imprensa corporativa, subjugada pelos bancos, tem que ajudar o Bozo a aprovar a reforma da previdência. São mais de 300 bi por ano aos bancos com a tal capitalização!

  3. Essa laranja tá bichada, Zé. Esse capanga deve estar andando por São Paulo, indo à padaria, ao mercado, passeando e curtindo com a cara de todos os otários que acreditam nas desculpas de seu chefe. O estranho é que ninguém o filma. Nenhum repórter de emissora de tv, nenhuma brasileiro,”cidadão de bem”, faz uma filmagem em seu celular, indignado por encontrar alguém que não acerta suas contas na justiça, enfim, ninguém encontra esse jagunço, braço direito de seu patrão, que ora se finge de morto para não responder como conseguiu contratar a versão barbada, se ainda estiver, da Betina para seu gabinete? Apesar de tudo, ainda acredito na justiça em uma democracia; como não estamos numa democracia…

  4. Covarde, melífluo, falso, mal caráter, sinistro, carreirista, arrivistas, dissimulado, vaidoso, alienado, tonto, abana o rabinho como um Yorkshire para seus “donos”e ataca como pitbull quando seus donos querem….carreira, dinheiro, ódio e medo é a única coisa que o move.

  5. Criminoso($)/a($)… Canalhas e criminosos/as… No mínimo, cúmplices. Ditadura midiática que assola o Brasil.

    #LulaLivre
    #AssangeLivre

  6. Queiroz pode, a estas alturas estar morto junto com seus outros “amigos” desaparecidos. Nada acontecerá.

  7. Queiroz é um dos maiores furos deste golpe, uma prova viva e gritante da completa submissão da justiça aos superiores poderes do golpe de estado de 2013/2016, que se estende neste governo absurdo plantado à custa da prisão do candidato favorito. Um ponto sem nó, um defeito que não foi encoberto e ficou sem qualquer satisfação a ser dada, e que grita permanentemente “Somos do núcleo golpista e diante de nós a justiça se ajoelha, seja qual for o crime que cometamos, porque contra ela temos um cabo e soldado”.

    1. Um cabo, um soldado e centenas de milicianos. Existem provas abundantes dos crimes praticados, mas, como não existe convicção, isso não vem ao caso. “Sua pergunta está indeferida, doutor”.

  8. Não é só Paulo Guedes que é tigrão com os frágeis e tchuchuca com os poderosos. O Ministério Público do RJ do mesmo modo é Tigrão com quem não tem poder e tchuchuquinha com o Queiroz, por trás do qual está a famiglia miliciana.

    1. Medo de que, em algum lugar, possa estar escondido mais de uma centena de “fuzíveis”. (Se eu digitar o nome correto, a censura bloqueia o comentário)

  9. A grande mídia é conivente; ai tem vários interesses. Os blogs devem marcar posição e manter esse assunto vivo inclusive investigando os passos do comerciante de veículos. Onde está o Queiroz?

  10. O amor é lindo.
    Agora a mídia caiu de amores pelo bolsonaro, e agora aponta as grandes metas cumpridas em 100 dias.
    Jornalista da grande mídia brasileira é bem corrupto. Vê o que o patrão manda e é cego para o que ele também manda.
    “O amor custa caro, ainda que sincero” dizia Millor Fernandes. Neste caso custa milhões para o país e vai para o bolso das sete famílias, todas boas, da grande imprensa.
    Queiroz… que queiroz…?
    Bem que o bolso deu uma de bravo 100 dias, depois cedeu…
    Hoje ouvi um pouco do sademberg e da míriam com um maternal entendimento dos problemas do bolsonaro. Ele tem feito o que pode…

  11. O amor é lindo.
    Agora a mídia caiu de amores pelo bolsonaro, e agora aponta as grandes metas cumpridas em 100 dias.
    Jornalista da grande mídia brasileira é bem corrupto. Vê o que o patrão manda e é cego para o que ele também manda.
    “O amor custa caro, ainda que sincero” dizia Millor Fernandes. Neste caso custa milhões para o país e vai para o bolso das sete famílias, todas boas, da grande imprensa.
    Queiroz… que queiroz…?
    Bem que o bolso deu uma de bravo 100 dias, depois cedeu…
    Hoje ouvi um pouco do sademberg e da míriam com um maternal entendimento dos problemas do bolsonaro. Ele tem feito o que pode…

  12. Quando o bozonazi estiver no seu barco, pescando na área de preservação permanente em Angra dos Reis, vai poder dizer: Aqui jaz o meu antigo companheiro de pesca.

  13. São tantas provas robustas contra todos que compõem esse governo que beiram a imoralidade.
    Isso não é mais nem o que podemos classificar como “um tapa na cara do povo”, é uma voadora mesmo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.