Quem sai a Bolsonaro, já sai degenerado

A Folha dá manchete para o que seria a identificação, pela Polícia Federal, de que é Carlos Bolsonaro o coordenador da rede de fake news.

Não é uma notícia, propriamente, mas a confirmação de algo já sabido por todos.

E faz tempo.

Jair Bolsonaro fez da política uma empresa familiar.

Não bastou a ele transformar em parlamentares os filhos, todos carregando o brasão familiar da “arminha” fascistóide.

Mas isso, que era sabido, foi deixado de lado até que, agora, passou a ser a melhor arma – não uma arminha – contra ele.

Está claro que as informações sigilosas, que Bolsonaro tanto queria, foram passadas a Sérgio Moro, que a elas não deveria ter acesso, tanto quanto ele.

E a ele serviram para armar a arapuca à qual Moro atraiu o presidente.

Era a PF e não o ministério que Bolsonaro queria controlar.

Porque sabia que a Polícia Federal chegara ao manicômio doméstico que chefia.

Do chapeiro diplomático ao guarda-costas de Glock no Rolls Royce da posse, passando pelo rachadista do Queiroz, não se pode dizer que os filhos degeneraram.

Como o pai, já vieram degenerados.

Agora, vão ser a desgraça do clã, herdeiros perdulários que não tiveram a inteligência de sumirem na treva paterna.

Ou demolirão o pai ou terão uma orfandade forçada pelo esquema militar que é a sustentação restante a Bolsonaro.

Segundo Platão, num dos diálogos entre Sócrates e Glauco, diz-se que aos filhos defeituosos “se esconderão em algum lugar secreto” para que ” a raça dos guardiães se conserve pura” (A República, Livro V).

Bolsonaro os exibiu. E, agora, faz com que vejam nele os defeitos paternos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

30 respostas

  1. Qualidades dos filhos herdados do pai: corrupto, homossexual homofóbico, genocida, canalha, verme, covarde, …

    1. Bozo e sua trupe é tão surreal que são homofóbicos (para a galera), mas que só vivem cercados de homens, tem fixação por armas longas (seria aquele chamado complexo fálico?) e tem o Carlucho….. aquela biba enrustida.
      Aliás, falando do Carlucho, alguém já viu alguma foto dessa biba próximo, abraçado, beijando uma mulher?
      Não que isso seja da nossa conta, mas como disse o Leandro, a família Bozo é homofóbica, mas tem um integrante que, se apertar, confessa.

      1. Eu vi uma foto dele ao lado do Índio!! É uma injustiça dizer que a família Bozonaro não gosta de índio. O Carluxo gosta muito!!! É engraçado como são homofóbicos.

    2. O Pedro fechou o bar, mas ontem postou o seguinte desafio: “Já pensaram na possibilidade de estarem causando para forçar o desenho de um novo governo no qual descartem a possibilidade do general Braga Netto executar seu plano de retomada do crescimento com grandes obras de infraestrutura?”. É uma charada e tanto.

  2. O Brasil vem dando ao mundo uma contribuição definitiva. Estamos perfeccionando dia a dia a um novo sistema de Governo: a monarquia moderadora ou principado na sombra do semi presidencialismo semi parlamentar de ocasião sem nenhuma separação ou definição das diferentes esferas e responsabilidades de Poder. Essa entidade que forma um todo único ou todo esse corpo vai depender fundamentalmente da ocasião que é na verdade o núcleo forte e organizador desse sistema de Governo, e a ocasião, como acertadamente diz o ditado popular, também faz o ladrão. A ocasião é ditada basicamente pela necessidade de proteger e livrar a nação de um mal absoluto, de um mal superior, que tudo justifica e da forma a esse novo e plástico sistema. Alguns poderão dizer que esse sistema de governo, como o ladrão, subtrai soberania da nação, mas essa “subtração” está justificada por aquele mal maior e superior, e o serviço que ele presta à nação é uma “adição” que devolve ou retorna soberania e fica tudo harmonicamente por elas. Neste sistema de Governo o povo pode até eleger seus governantes, mas a escolha também tem que estar pendente dessa ocasião, para evitar qualquer excesso e qualquer risco, na nossa Constituição temos um mecanismo muito eficaz que funciona como uma espécie de circuit break (como na Bolsa mas com um período mais dilatado) que damos o nome de impeachment, poderíamos haver adotado o nome português de impedimentos, mas a grafia em inglês confere mais idoneidade ao superior mecanismo. A quase já ia esquecendo de dizer, o mal maior ou superior é claro e evidente só pode ser “o PT”. Não é genial?

  3. O País jamais esquecerá a tragédia que lhe foi imposta por aqueles que, pensando apenas em se locupletar com a implantação do reinado da loucura e da crueldade, levaram Bolsonaro e seus filhos à presidência. Foi uma longa preparação até chegar a isso. Empresários empenharam muitos milhões para construirem esta monstruosidade. Nunca pensaram no Brasil, e na qualidade de vida de seu povo, mas não titubearam em bancar a fabricação de milhões de bandeiras nacionais para vestirem de falso patriotismo esta formidável agressão à Pátria. Foi esta a nossa maior chaga civilizatória. Uma desgraça tão terrível quanto aquelas que historicamente atingiram todas as grandes nações, como conflitos avassaladores e sangrentas guerras civis. Mas não resta dúvida que as mentiras se enovelam em um único fardo que deve se extinguir por incineração espontânea. E sairemos desta bem mais fortes do que antes de tudo isso.

    1. Certíssimo, Alecs. Só espero viver o bastante para que se realize o milagre da transmutação da matéria para sairmos mais fortes do que antes. Com esse povinho… francamente!

      1. Não é questão de pensarmos que o nosso povo é fraco. Pensando assim, estaremos considerando que não podemos fazer nada para mudar isto. Temos que levar em conta que houveram muitas falhas nos governos do PT e da esquerda em geral ao permitir que determinados grupos levassem o mérito dos esforços na melhora da situação dos brasileiros. Não houve investimento na comunicação interna, apenas externa. Passamos a ser reconhecidos internacionalmente como um candidato a potência através dos esforços da esquerda. Mas , internamente, os tucanos bradavam nas suas mídias, que o Lula tinha se aproveitado da base deixada pelo FHC. Os líderes (picaretas) religiosos, notadamente os evangélicos, pregavam que foi seu deus que melhorou a vida das famílias. E agora pregam que o diabo é que as piorou. Tiram fora o corpo do bozo. Houve ainda a falácia de que foram apenas o alto preço das comodities, que trouxe algum desenvolvimento ao Brasil. Além do fogo amigo (Ciro Gomes), que constantemente rói a credibilidade do PT, quanto a sua capacidade de tomar medidas adequadas ao País. Particularmente, o PT não pode ser o partido de José Eduardo Cardoso. Tem que ser o partido, que usa da Inteligência e dos meios de comunicação modernos.

        1. O maior erro do PT foi pensar que poderia haver a união de classes no Brasil, desta forma o trabalho de base foi abandonado, o discurso foi envolvido pela direita, através do P$DB, de sua mídia, da mesma forma que nossas forças armadas se sentiram ameaçadas, por finalmente terem de agir no interesse exclusivo de defesa do Brasil, excluindo o interesse dos Estados Unidos da América. O temor de nossas forças armadas em contrariar os estadunidenses é latente e este é o maior empecilho de todos.

          1. Incomoda-me falar em classes para tratar deste problema. Prefiro dizer que não há ideologia socialista na esquerda. E muito menos com os políticos de esquerda. Por isto estamos tão fracos. O PT não se libertou da luta sindical. Age como um grande sindicato.

            Quanto as FA, não penso que aja ameaça dos EUA. Há interesses dos EUA. E estes interesses foram supridos pela corrupção dos valores morais de pessoas das várias instituições brasileiras, inclusive as militares. Como os militares são muito discretos e reservados, não vimos, como no caso dos procuradores do MP (bilhões de doação americana, palestras, passeios etc). Mas um dia veremos, pois o dinheiro não é para todos. Quem ficar de fora reclamará!!! Vamos ser realista. Não é patriotismo. É DINHEIRO!!!! OS TUCANOS TEM EXPERTISE DE GANHAR DINHEIRO COM O USO DO ESTADO. ESTA TECNOLOGIA SERÁ APRENDIDA AGORA PELOS MILITARES.

          2. O único partido que traz a ideologia socialista dos primórdios é o PCO,

          3. Para mim, quem fala em operário não fala em socialismo, pois condições de patrão e empregado só existem no capitalismo. Quando os operários forem os donos dos meios de produção, não haverá mais sentido falar em operário, patrão, empregado ou buscar direitos trabalhistas.

        2. é com grande pesar que constata-se que esquecemos como se faz engajamento e mobilização social (pelas bases)! só vejo masturbação sociológica, como os tucanos faziam e continuam fazendo!

  4. O Bolsoasno não criou filhos, criou cúmplices. Fico imaginando as reuniões dessa famíglia nos finais de semana, dias das mães, dos pais, e outros eventos, que em outras famílias são tão normais.

  5. Será a família Bolsonaro única é exclusiva culpada desses crimes contra o povo? Enganar para levar vantagem própria é conhecido na polícia como “171”, crime rasteiro executado por bandidos. Não é coincidência o uso do “17” na campanha, entre o 17 e o 171, agora visível, tem muita gente, canalhas covardes que se escondem atrás do mito, devemos dizer portanto: ” FORA BOLSONARO mas também FORA TODOS”.

    1. De jeito nenhum. Não se pode igualar todos à extrema direita e muito menos generalizar, pois do jeito que você diz a política não presta, mas é com a política que podemos avançar, o que se precisa é de conscientizar as pessoas que elejam pensando melhor no coletivo,nas pessoas que mais necessitam e que amem o Brasil e não falsos nacionalistas. Fora da política teremos ditadura ou os que se consideram melhores porque passaram em um concurso e se encastelaram em seus grupelhos.

  6. O nome desta canalha estará para sempre associado à pilantragem, ladroagem, vagabundagem e outros horrores que agora são as diretrizes do “governo” do presidente-imbecil-presidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *