Se os hackers não forem os hackers terão de ser os hackers, entendeu?

Finalmente, alguém vai preso pelos vazamentos da lava Jato.

Claro que nenhum dos que, ao longo de anos, violaram o segredo de Justiça e distribuíram informações à imprensa e a advogados.

Apenas os que, supostamente, invadiram ou tentaram invadir dos celulares de Moro e de dois relatores do braço fluminense da Lava Jato.

São os que produziram aos quilométricos arquivos que estão sendo expostos pelo The Intercept e outros veículos de comunicação?

Não tem muita importância se são ou não, durante um bom período terão de ser e há métodos de fazer com que o confirmem, que vão do medo à notoriedade.

“Prova-se” assim, a primeira parte das explicações de Moro: foi um hacker, já até os prenderam.

Mas vão por água abaixo a segunda e a terceira partes da conversa fiada do ministro: a de que não havia o que periciar, pois o aplicativo teria sido deletado há muito tempo (desde 2017) e a de que os diálogos eram falsos, montados, adulterados.

E, se os diálogos não são falsos, não é possível que o conhecimento da verdade não provoque atitudes.

Aliás, um pergunta: se os hackers que tê de ser os hackers forem mesmo os hackers. não deixaram o produto de suas invasões copiado e armazenados onde possam ser alcançados?

Deve ter gente torcendo para estes serem hackers de “meia-tigela”.

PS. E aquela história do hacker russo, do tal “Pavão Misterioso”? Russo de Araraquara?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

43 respostas

  1. Uma farsa para encobrir outras farsas. Pobre Brasil, agora aguentará 100 min de globo falando, entrevistando especialistas em coisa nenhuma, tudo para dizer porque não divulgou nada até hoje, e tentar legitimar os santos do pau ôco.

    1. … Contrataram “hackers” logo em Ribeirão Preto, “a capital nacional dos reacionários e escravagistas”, segundo o filósofo Paulo Guiraldelli!

      1. Ribeirão Preto é um nojo, mas considero Sorocaba ainda pior.
        E não se esqueça que RP é terra do impoluto e onestíssimo (a grafia é essa mesmo) sr. Palocci.

    2. É o discurso para a massa acefalica que segue o tenente e seus filhos idiotas. Se é verdade pouco importa o discurso game está elaborado agora tá na mas dos robôs.

      1. Falou tudo! A verdade pouco importa. O importante é manter a equipe econômica do Bozo. Pobre Brazil!!!

  2. Se prenderem o jornalista Glenn Greenwald, a fonte irá se revelar!
    E entregará o material para perícias!
    Apesar de estes mesmos materiais já terem sido periciados à exaustão!
    Xeque-mate no ‘SUJO mor(T)o’!

  3. Devem ser hackers, Moro foi aos EUA para obter essa informação. Devem inclusive ter cometido OUTROS crimes, que agora serão perdoados se disserem o que eles querem que digam.

  4. Quando leio sobre essa caçada ao hacker, só me lembro dessa piada (se for repeteco, desculpem): chamaram um policial do FBI, um da Scotland Yard e um da PF. Soltariam um coelho no meio da mata e ganharia quem trouxesse o bicho de volta em menos tempo. Lá vai o cara do FBI e volta em 45 segundos. Vai o inglês e volta em 30 segundos. Vai o japonês da federal e volta em 20 segundos, com um gato todo arrebentado, sangrando e gritando: eu sou um coelho! eu sou um coelho! Acho que deve ser por aí.

    1. Ah, ah, ah…! Quando vi o vídeo da Joice Hasselman com seus olhinhos arregalados berrando que seu celular havia sido raqueado “do mesmo modo que o do ministro Moro”, falei com meus botões: “Não acredito, botões, que vão querer fazer uma armação tão infantil como essa para enganar mais uma vez o crédulo zé povinho brasileiro…”. Pois parece que vão, mesmo.

  5. fabricar hacker e “encontrá-los” é fácil. Difícil mesmo é encontra o Queiroz real.

    1. E Queiroz, sozinho, movimentou muito mais dinheiro do que todos os ‘ráques de Araraquara’.

  6. Essa “operação” da PF é mais fajuta do que cédulas de R$ 60,00.
    Será que o o MORO SALAFRÁRIO pensa que nós somos idiotas ?

  7. Esta na hora desse pessoal do interecept mostrar o que realmente tem de bosmbastico, audio, videos, fotos…….ficar batendo boca no tweeter já deu no saco,,,,ou, talvez não queiram mostrar…..

  8. Esse teatro mal ajambrado tem a mesma caracterisca daquele teatro da apresentação dos sequestradores do sr. Abilio Diniz nas vésperas das eleições de 1989. O segundo turno de votação, lembram!

    Um grupo de sequestradores é apresentado vestidos com camiseta do PT. Mais uma vez, lembram!

  9. Mas o fato de prenderem hackers, pouco importa se verdadeiros ou falsos, significa que os crimes que vieram à tona por conta do raqueamento deixa de existir? Os criminosos ficam absolvidos?

      1. No Brasil pós golpe, onde vigora o Estado de subDireito, né. As leis estão subordinadas aos interesses políticos.

    1. Vão tentar convencer que não só roubaram a informação, como também adulteraram. E que a adulteração, afinal, foi pouco convincente.

  10. Esses hackers brasileiros são realmente uns vagabundos… depois de hackear os “heróis” brasileiros pegaram os milhares de dólares e/ou euros e ficaram sentados nos seus sofás esperando a PF chegar…kkkk será que algum deles tem espinhas e é um adolescente feito o DD que gostava de Skate e Surf???
    Esse brasil vai desmoralizar até os hackers sérios.kkkkkkk

  11. E como aquela história dos “terroristas” que não eram terroristas mas eram “terroristas”, inclusive um delrs morreu espancado na prisao. Talkei!!!???

  12. Se o Telegram de Moro foi apagado em 2017 como ele alega, como tem conversa do fim de 2018? Mágica?

    1. Assim como nas “provas” do caso triplex, um e-mail de 2012 se referia a uma notícia de 2016 ?

  13. E se Veja ou Folha vazaram os conteúdos para serem plantados na casa dos supostos hackers? Aí há um problema se Glenn entregou tudo ou parte do material com selos ou marca d’água frustra a investida. Só sei que a coisa vai feder para o lado do Moro e Dalainho.

  14. Ai tem treta! A nossa polícia federal – que mal e porcamente é capaz de levar a cabo uma operação de condução coercitiva, e até hoje não sabe onde anda o Queiroz – foi capaz de encontrar os “Hackers” que supostamente invadiram os celulares dos fascistas da República de Curitiba? Ai tem treta!

  15. O objetivo principal da farsa já foi atingido: o Cartel da Mídia reassume o controle da narrativa e joga o Intercept para escanteio.
    Cinquenta e cinco anos de malandragem não é pouca coisa. Os donos da Rede Golpe são mestres na arte da manipulação.

  16. Segundo a pf encontraram os tais hackers seguindo pericia deixada no celular..mas o moro nao deu o celular..segundo ele.?!? Tem treta grossa ai…algo foi bolado durante a viagem aos eua..onde o gren ja nao eh uma pessoa bem vinda desde snowden… Vao inventar alguma coisa ..mesmo esse caras nao tendo nada relacionado ..mas talvez sejam ate o contrario .. ja sao conhecidos/informantes da turba (pf..gringos..etc) e fazem parte do plano..

  17. Fernando, sugestão. Faça o que nenhum jornalista fez até agora. Consulte um especialista em segurança da informação sobre as reais possibilidades de se descobrir quem clonou ou celulares desse pessoal.

  18. O mais incrível é que agora toda a cúpula do governo denuncia que foi hackeada. Desculpa para conversas que poderão ser denunciadas?

  19. Informação roubada, adulterada, e que “não tem nada demais”… Só bozominion mesmo pra acreditar.

  20. O hacker russo como bom capitalista, terceirizou as atividades com o pseudo hacker de Taubaté. Quer dizer Araraquara, capital da laranja.????

  21. Lula: ” – Você ( o conge ) está condenado a me condenar”. O raio vai cair duas vezes no mesmo lugar?

  22. O criminoso existe antes do crime

    A prisão dos ráques de Araraquara lembra caso rumoroso ocorrido em Pernambuco e o Jornalista Urariano Mota nos mostra o que ocorreu em 2003 e nos anos seguintes.

    Recortei alguns trechos sobre o caso dos criminosos que não cometeram crime, mas foram usados para encobrir os verdadeiros responsáveis pela morte de duas garotas.
    Os supostos assassinos, dois kombeiros pobres, mais tarde inocentados, foram usados para encobrir assassinato cometido por rapazes ricos, filhos de pessoas de bem e de bens.

    Enquanto o nome dos dois pobres saíram em capas de jornais, o nome dos verdadeiros assassinos jamais foi mencionado, nem pelo jornal da família de um deles, nem pelos outros jornais da cidade do Recife.

    “Até o dia 3 de maio de 2003, Tarsila Gusmão e Maria Eduarda Dourado eram duas adolescentes de 16 anos. Não bastasse essa condição de sexo e idade, eram bonitas como costumam ser todas as jovens nesse estágio, um estímulo ao abuso e homicídio,…”

    “Então, o que fizeram as mocinhas insensatas? Acharam de passar o feriado longo do primeiro de maio de 2003 em uma casa de praia de amigos tão jovens quanto elas. Ao fim de um passeio de lancha, em boa paz e convívio, disseram em depoimento tais amigos, elas decidiram ficar sozinhas em outra praia, para um retorno mais tarde. …”

    ” O criminoso existe antes do crime. Primeira pista: quando mocinhas de classe média são mortas, os criminosos não se encontram entre os seus colegas de melhor classe e condição, que com elas se divertiam . Segunda pista: se entre esses encontram-se herdeiros dos ricos da terra, como de um dono de hospital cinco estrelas, ou de uma rede de supermercados, não existe para tais virtuosos qualquer suspeita. Terceira e última pista: mesmo que alguns desses herdeiros, num lapso, possuam antecedentes criminais, como o espancamento de outro jovem até quase a morte, ainda assim, os seus álibis e comportamentos são perfeitos.”

    Como e onde as garotas morreram?

    ” Maria Eduarda teria morrido de overdose na festa dos meninos ricos. E Tarsila, no desespero, teria tentado ligar para a família, quando um dos pobres meninos pegou a arma do caseiro e atirou nela. Que azar, não é?”

    Ver

    As diferentes versões de um crime, por Urariano Mota
    https://bit.ly/2Z9R7r5

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.