Sem descanso: “laranjada” de outro ministro delatada em detalhes

“A polícia tem os áudios”.

A frase da candidata “laranja” Cleuzenir Barbosa, uma das quatro que recebeu dinheiro do Fundo Eleitoral e o repassou à campanha do deputado e hoje ministro do Turismo Marcelo Alvaro Antonio, empurra um imenso abacaxi, outra vez, para o colo do governo.

E desta vez, direto para Sérgio Moro, que pretende ter hoje o seu dia de glória, com a apresentação de seu “pacote anticrime” que diz ser contra a corrupção.

Porque a a polícia que “tem os áudios” é a Polícia Federal e, portanto, o Ministro da Justiça, que é seu chefe hierárquico, tem conhecimento deles e de seu teor.

E é o ministro que disse que cuidaria de pedir a demissão de outros contra os quais houvesse indícios “consistentes” de malfeitorias.

A confissão da intermediária do desvio de verbas, explícita, expressa e publicada, com todos os detalhes sórdidos pela Folha, ainda mais acompanhada de cheques, extratos e até prestação de contas ao TSE, amparada por áudios que estão em mão dos policiais, seria “consistente”?

É a pergunta absolutamente obrigatória a fazer hoje, na provável entrevista que dará em seu momento de triunfo punitivista.

Que pode ser pior, se ocorrer a algum repórter perguntar: “Ministro, o ato de exoneração de Marcelo Alvaro Antonio, explicado como simplesmente burocrático para que ele voltasse à Câmara por um dia para desarquivar projetos, saiu publicado com a sua assinatura, ao contrário do que aconteceu com três outros ministros na mesma situação. Qual foi a razão do senhor ter assinado este e não ou demais?”

A resposta, talvez, esteja numa frase na mesma Folha, onde a deputada Joice Hasselman “explica” a diferença entre o caso do ministro do Turismo e o do defenestrado Gustavo Bebianno:

O presidente e o Marcelo conseguiram ter uma conversa e conseguiram se acertar.

Para usar as expressões do “velho” Moro não é o caso de, “em cognição sumária”, imaginar que a exoneração era por outro motivo, diferente do apontado, e que depois foi revertida pelo que Hasselman diz ter sido um “acerto” com Bolsonaro?

Não deixa de ser, no mínimo, curioso que Moro vá se apresentar hoje como o “xerife da moralidade” deste Governo enquanto dele, depois da lama de cinco dias que esteve mergulhado no caso Bebianno se veja agora às voltas com a sirene estridente que soa na Folha com a entrevistada candidata laranja de outro ministro.

Ou não haverá interesse em apurar o que diz a candidata: “Esse povo é perigoso. Hoje eu sei, eles são uma quadrilha de bandidos.”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

17 respostas

  1. to falando que de tédio nóis num morre
    cada dia um novo assunto
    eitaaaaaaaaaaaaaaaaa

  2. Você votou em outubro para “mudar” o Brasil e conseguiu: sai a antiga República das Bananas, surge a Monarquia das Laranjas do Rei Jair Messias e seus Três Príncipes Trapalhões.
    #BrasilAcimaDeTudoLaranjasAcimaDeTodos

  3. Vamos lá.

    Apenas o blog do afiadíssimo PHA teve a coragem de publicar uma matéria que pode ser a chave para explicar a fritura e queima de Gustavo Bebbiano, o diretor-presidente do laranjal e aquele sem o qual o clã criminoso (seus apoiadores e tuteladores) não lograriam obter uma sigla para alugar e dela se apossar, mediante uma compen$ação. Por ser tão contundente e decisiva para se entender o que levou o clã criminoso e os militares vira-latas e entreguistas que lhes sustentam a rifar Gustavo Bebbiano esta matéria deve ser difundida para o maior número possível de pessoas. Acessem http://www.conversaafiada.com.br/brasil/as-milicias-explicam-a-queda-de-bebianno e vejam que o conteúdo da reportagem é similar e complementar à declaração da candidata-laranja Cleuzenir Barbosa.

    1. Discordo, e o faço porque coincido com sua visão a respeito da origem ,planificação e controle do GOLPE vir de eeuu.
      Eles tem os 4 estrelas arregimentados a seu favor, independente que a “tigrada” como vc chama ter simpatia pelo sujeito ,não resulta fácil nem simples quebrar a disciplina nas ffaa brasileiras.Permitir que o ASNO faça prioritário em seu governo esta relação promiscua representa a putrefação do GOLPE.
      Não interessa aos generais assim como aos donos do poder que isto se torne “comúm”.
      Acho que a crise foi consequência dele ter ficado expôsto (bebiano) e não ter encontrado o respaldo necessário no parceiro da quadrilha,ao contrário foi execrado em praça pública.A posição do asno,foi é e será de apreensão,se apoia-se,morria junto,se o demiti-se (como foi) fica refém do Bebiano,assim ,ele está ferrado.

    2. Justiça seja feita, tal matéria saiu no DCM (sexta-feira, se não me engano), por Joaquim de Carvalho.

      Mas que bom que PHA reverberou tal fato.

  4. É provável que o CRIMINOSO sergio moro,faça uso de suas potestades divinas e o desculpe.
    É uma qualidade do governo do asno ,contar com um ser celestial no seu entorno.

  5. Nada do que está acontecendo é real o PSL conforme o Ministro Barroso do TSE , tudo foi de uma perfeita lisura com o partido . Viva o Brasil .

    1. Isso mostra que não existe de fato um.partido de direita e que ter dinheiro público para campanha de candidatos é desperdício. Se fizer pente fino nos demais partidos eu duvido não terem feito a mesma coisa. Tem que acabar o financiamento de eleições com dinheiro público. As vezes penso que o PSL está macumunado com a esquerda para deixar o Bolsonaro ser eleito depois pedirem o impeachment. Muito nojentos!

  6. IMPRESSIONA O SILÊNCIO DOS MILHÕES DE BOSÓS IDIOTAS QUE ELEGERAM A MÁFIA DO PSL…
    TODOS CALUDINHOS COM O DEDO ENFIADO NO FIO-FÓ…
    BOQUITA MURCHA!

  7. A confissao da intermediaria do desvio de verbas incrimina Lula ? Nao ? Entao nao vem ao caso. E aplausos gerais serao produzidos e ouvidos do N/S e do L/OE. Como ‘e demorada a chegada da Bastilha !

  8. E assim, entra em campo o oitavo general do governo bolsonaro. Não se pode mais esconder que os militares estão governando o Brasil. Agora se pode afirmar sem qualquer dúvida que as Forças Armadas são as maiores responsáveis pela política de entreguismo das riquezas nacionais, de desmonte dos instrumentos estatais de desenvolvimento nacional, do governo dos ricos como inimigos ferozes da maioria pobre e mal remediada, e de outras políticas igualmente deletérias, como a da destruição da educação e da saúde públicas. Elas, as Forças Armadas, agora são o próprio governo, e são as maiores responsáveis por tudo isso. Isso sem falar na submissão completa e agachada aos interesses geopolíticos dos Estados Unidos e a seus planos neocolonialistas na América do Sul.

    1. Alecs, as FFAA já são governo desde meados de 2016. Observe que o golpista e quadrilheiro “MT” só foi colocado no poder e lá mantido porque os generais da junta militar que governam o País desde então precisavam de um ‘testa-de-ferro’, que pudesse simular a “institucionalidade” e a “legitimidade” de um “vice-presidente eleito”, que foi empossado pela destituição da titular, eleita por 54,5 milhões de brasileiros. As FFAA são golpistas, vira-latas e entreguistas e desde 2011, quando foi instalada a CNV, se voltaram contra a presidenta da república, ajudando a sabotá-la e derrubá-la. Além do sistema judiciário, o alto comando internacional do golpe cooptou/corrompeu/comprou essas FFAA, sem apoio das quais o golpe de Estado não se daria da forma como vimos.

      1. Concordo que elas já estejam há muito tempo tempo no poder, mas agora elas estão oficialmente no poder. Oito generais como ministros significam o próprio poder. Antes, se pensava que eram apenas alguns generais da linha dura que tinham se conseguido impor, inseridos em um plano de domínio elaborado pelos americanos, que eles julgam ser os salvadores perpétuos da humanidade. Eles não sabem que o camundongo Mickey morreu e foi enterrado pelo Rick e pelo Morty.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.