Bolsonaro apresenta a “laranja” de seu ministro

No dia em que foi à Câmara assinar os papéis com que se tornaria candidata “laranja” do Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, a delatora do esquema de desvio de fundos “ganhou” um vídeo com ninguém menos que o ainda despreocupado Jair Bolsonaro.

A candidatura não era para valer e o vídeo teve, até hoje cedo, apenas 29 visualizações. Coisa para mostrar à família,só, pelo visto.

E o ex-capitão entrou, ao que parece, de gaiato na história, à época.

Mas agora, não pode deixar de achar que, também neste caso, houve “quebra de confiança” de seu ministro.

Parece, porém, que o problema não é o “foro íntimo”, mas o “fora íntimo”, infelizmente não mais com o circunflexo diferencial, de Gustavo Bebbiano.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

5 respostas

  1. Tanto este Laranjal podre quanto os santos do psdb podem ficar tranquilos. Gilmar e seus subprodutos, como Carminha, Fucks, Toffoli ET caterva, darão um jeito de tergiversar. O único preso mesmo, de verdade, é o Lula, e isso basta para os tais jurisconsultos. Ah: aposto uma Tubaína e uma coxinha que até semana que vem Paulo Preto estará livre.

  2. Algum leitor progressista, politizado, intelectualmente honesto e bem informado está surpreso com a divulgação dos crimes, corrupções e negociatas dessa turma de “citricultores”? Algum leitor deste Tijolaço é ingênuo a ponto de achar que a PF, o MP, outras polícias, a RFB, a “justiça” eleitoral, o sistema financeiro (afinal a maior parte do dinheiro sai ou entra em contas bancárias) não sabiam dessas práticas criminosas por parte do clã Bozo e dos que os apoiaram e promoveram? A banda podre do PT, o chamado “PT jurídico-judicial” (apud jurista Luiz Moreira) também sabia dessas patranhas e crimes e mesmo assim aceitou participar de uma eleição farsesca e fraudulenta, legitimando-a; essa banda podre entregou a cabeça do Ex-Presidente Lula numa bandeja porque também está enredada em “rachadinhas”, “caixinhas nas ALs estaduais” e outros desvios de recursos do fundo eleitoral. Pobre Lula. Pobre Brasil. Pobre classe trabalhadora. E o que dizer dos secularmente excluídos?

  3. Algum leitor progressista, politizado, intelectualmente honesto e bem informado está surpreso com a divulgação dos crimes, corrupções e negociatas dessa turma de “citricultores”? Algum leitor deste Tijolaço é ingênuo a ponto de achar que a PF, o MP, outras polícias, a RFB, a “justiça” eleitoral, o sistema financeiro (afinal a maior parte do dinheiro sai ou entra em contas bancárias) não sabiam dessas práticas criminosas por parte do clã Bozo e dos que os apoiaram e promoveram? A banda podre do PT, o chamado “PT jurídico-judicial” (apud jurista Luiz Moreira) também sabia dessas patranhas e crimes e mesmo assim aceitou participar de uma eleição farsesca e fraudulenta, legitimando-a; essa banda podre entregou a cabeça do Ex-Presidente Lula numa bandeja porque também está enredada em “rachadinhas”, “caixinhas nas ALs estaduais” e outros desvios de recursos do fundo eleitoral. Pobre Lula. Pobre Brasil. Pobre classe trabalhadora. E o que dizer dos secularmente excluídos?

  4. Que dizer que já não tenha sido dito???
    Só lembrar, que por muitissímo menos do que isto nos 60/70 os jóvens pegavam em armas para ao menos tentar mudar a situação.
    Hoje quase nem saímos da frente do teclado.Nós também temos culpa do que está acontecendo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.