Sem motos, sem votos

Vai ser difícil Jair Bolsonaro sequer chegar perto da promessa que fez de que 1 milhão de pessoas estarão na Avenida Paulista apoiar sua exigência de que mudem o sistema eleitoral.

O rugido soa como um guincho mirrado e, tomara, isso dê confiança à Justiça e ao Legislativo para reagirem a ofensiva golpista do presidente.

E que, ao Centrão, advirta no que vai lhes custar o apetite pelas verbas que o “ex-Mito” lhe oferece.

As manifestações no Rio, Salvador, Belém e Brasília, marcadas para a manhã deste domingo, são mínimas, reunindo apenas centenas de pessoas à rua.

E olhe que, neste frio, está até agradável ir tomar sol na rua.

Mas é tão pouca gente que nem o próprio presidente, até a hora em que escrevo, postou nada no Twitter ou no Facebook para fazer um “esquenta” para o ato na Paulista, marcado para 14 horas.

Nas transmissões ao vivo, o clima de fracasso é indisfarçável.

Sem motos, sem votos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.