Sem testes, sem doentes. A ‘mágica’ estatística

A Folha de S. Paulo toca, hoje, no ponto em que, desde a semana passada, este blog tem insistido: a inexplicável falta de testes para o novo coronavírus e, claro, a distorção estatística que impede a todos – população e gestores médicos – de encarar a pandemia com olhos na realidade.

Vinícius Torres Freire, com dados oficiais, mostra que, mesmo na América Latina, a situação de São Paulo, em matéria de testes para a doença, só é melhor – e não muito – que a da Bolívia.

E explica o que essa carência representa:

Mais testes permitem que se tenha uma ideia mais precisa do espalhamento da epidemia e da letalidade da doença. Com mais pessoas testadas, é possível isolar os doentes mais precocemente, rastrear seus contatos e tomar medidas para que evitem contagiar mais pessoas. Enfim, mais testes tornam possível planejar medidas de isolamento e quarentenas direcionadas a regiões específicas.

Portanto, sem sabermos – e não sabemos, por esta razão óbvia – dimensões e localização da doença, suspender o isolamento geral não é só suicídio, é genocídio.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

15 respostas

  1. Essa estatística bolzonarista é fake como tudo nesse governo. O caso de MG é emblemático: tem a segunda população do país, a região metropolitana de BH tem quase 6 milhões de habitantes e os números estão muito baixos, fora dos padrões estatísticos. A explicação é simples: não fazem testes em MG e, portanto, suspeitos, infectados e óbitos estão descaradamente mascarados. Estatisticamente a probabilidade de incidência em MG deveria ser na segunda ou terceira posição. O fenômeno de quantidade de sepultamentos em número maior foi levantada há mais de 1 mês e não houve nenhuma resposta pelas autoridades do estado. Querem é abrir o comércio e relaxar os controles, embora a prefeitura de BH esteja resistindo e atuando de forma consciente. O Brasil precisa ser passado a limpo em relação ao caráter ( ou à sua falta) de seus dirigentes atuais. Vai sair um ministro e sua equipe e entrar outro mas nada se resolverá se não houver seriedade por parte de seu chefe e apoiadores. Vergonha mundial o nosso país.

  2. Fala do Rolando Lero de coletinho do SUS:
    “Aceitamos críticas, mas principalmente nosso trabalho foca na defesa da vida, do SUS e da ciência”

    Eis a “ciência” que ele nos oferece…

    https://twitter.com/nadanovonofront/status/1250537556313341954

    Brasil é um dos países que menos testam.
    NÃO TESTAR MASSIVAMENTE FOI UMA ESCOLHA CRIMINOSA!
    https://www.worldometers.info/coronavirus/
    https://uploads.disquscdn.com/images/53a84f7a27869c392f445a53de9fa5c2428fbe766e03950485f6b1088d583e08.png

    TRÊS MESES DE AVISO….
    Com a pandemia já batendo a porta…

    https://www.terra.com.br/noticias/brasil/mandetta-critica-orientacao-da-oms-e-diz-que-brasil-testara-apenas-pacientes-com-sintomas,f7ad421308c557bb5f0bc75bb96e65a1ce3zzexs.html

    “Tudo que é comentado na história das epidemias é fazer as testagens até que você tenha transmissão sustentável. E a partir do momento que você tem transmissão sustentável, fazer por sentinela e amostragem”
    Na visão da sumidade mandetta, a testagem é por amostragem… NÃO ENTENDEU (?!) QUE A TESTAGEM É PARA QUEBRAR A CADEIA DE TRANSMISSÃO! CADA ASSINTOMÁTICO INTERCEPTADO E QUARENTENADO PODEM SER DEZENAS/CENTENAS DE VIDAS SALVAS E MENOS LEITOS/UTI’S NO DECORRER DA CADEIA DE TRANSMISSÃO.
    TESTAGEM NÃO SERVE PARA ESTATÍSTICA!

    PARA A SUMIDADE TESTES SÃO GASTOS DESNECESSÁRIOS/ DESPERDÍCIO..
    CADA ASSINTOMÁTICO TIRADO DE CIRCULAÇÃO SÃO DEZENAS/CENTENAS DE LEITOS/UTI’S A MENOS NO DECORRER DA PANDEMIA!
    “A Organização Mundial da Saúde, o senhor presidente da organização, Thedros, ele coloca ‘todo o planeta deve fazer o teste de 100% das pessoas’. Do ponto de vista sanitário é um grande desperdício de recursos preciosos para as nações. Segundo, há maneiras de se fazer percepção de quadro clínico, isolamento domiciliar, isolamento de famílias.”

    A SUMIDADE SEQUER HAVIA ESTUDADO O CASO DE MAIOR SUCESSO DE CONTROLE DA PANDEMIA, A CORÉIA DO SUL… VEIO COM A SEGUINTE PÉROLA DURANTE A COLETIVA…

    “Teremos os números da nossa epidemia e poderemos dizer no final quais foram as diferenças. Uma coisa é ter um país como a Coreia, que tem 4 milhões de habitantes, concentrados num país que eu não posso dizer as dimensões aqui, mas que talvez não seja muito maior do que Sergipe, Alagoas Bahia. Totalmente diferente de um continente sul-americano como é o Brasil. Vamos lutar discutindo com os nossos especialistas”

    ERROU POR DEZ… CORÉIA DO SUL TEM MAIS DE 50 MILHÕES DE HABITANTES..

    ESSE É MOTIVO PELO QUAL TÍNHAMOS MÍSEROS 30 MIL KITS DE TESTES JÁ COM A DOENÇA CORRENDO PELO PAÍS…

    ——————————————————
    MANDETTA = BOZOASNO
    Mandetta critica orientação da OMS e diz que Brasil testará apenas pacientes com sintomas
    https://www.terra.com.br/noticias/brasil/mandetta-critica-orientacao-da-oms-e-diz-que-brasil-testara-apenas-pacientes-com-sintomas,f7ad421308c557bb5f0bc75bb96e65a1ce3zzexs.html

    CORONAVÍRUS: MANDETTA PROMETEU 15 MILHÕES DE TESTES, MAS SÓ ENTREGOU 0,5% ATÉ AGORA
    https://theintercept.com/2020/04/02/coronavirus-mandetta-testes/

    Covid-19: Ministério da Saúde não sabe quantos testes foram feitos no país
    https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2020/04/03/covid-19-ministerio-da-saude-nao-sabe-quantos-testes-foram-feitos-no-pais.htm

    Subnotificação dificulta combate à covid-19 no Brasil
    https://www.dw.com/pt-br/subnotifica%C3%A7%C3%A3o-dificulta-combate-%C3%A0-covid-19-no-brasil/a-52919120

    RESULTADO DE TESTE DE COVID-19, SÓ UM MÊS DEPOIS DO ENTERRO
    https://piaui.folha.uol.com.br/resultado-de-teste-de-covid-19-so-um-mes-depois-do-enterro/

    Cálculo de novas mortes por covid-19 inclui óbitos com 16 dias de atraso..
    https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2020/04/09/calculo-de-novas-mortes-por-covid-19-inclui-obitos-com-12-dias-de-atraso.htm

    ————————————————————————————————————————————————

    Pessoas sem sintomas são responsáveis por dois terços das infecções de coronavírus
    https://oglobo.globo.com/sociedade/pessoas-sem-sintomas-sao-responsaveis-por-dois-tercos-das-infeccoes-de-coronavirus-24307692

    OMS pede testes em massa e isolamento, e alerta para mortes de crianças por coronavírus
    https://oglobo.globo.com/sociedade/oms-pede-testes-em-massa-isolamento-alerta-para-mortes-de-criancas-por-coronavirus-24307901
    “— Teste, teste, teste. Teste todo caso suspeito. Se for positivo, isole e descubra de quem ele esteve próximo. Não se consegue combater um incêndio com os olhos vendados. Você não consegue parar essa pandemia se não souber quem está infectado”

  3. Convenientemente Covardemente, a Folha omitiu os dados oficiais da Venezuela? Mais de 220 mil testes totais, mais de 7900 por milhão, dados de ontem [www.worldometers.info/coronavirus]

  4. O BRASIL reporta 1,8 mil mortos oficiais ..cartórios do RJ e SP registram mais por CORONA virus ..cemitérios dizem que estão enterrando 30 pessoas a MAIS por dia na capital paulista ..até semana passada noticiou-se que 2,6 mil mortos suspeitos aguardavam exames ..não é insano falar que já batemos em 4 mil mortos.
    Se assim, e se a letalidade divulgada estiver correta, de que 1% do universo de contaminados falecem (com ou sem sintomas), então o BRASIL já TEVE 400 mil contaminados que, soltos, estão espalhando mais e mais essa doença.
    em tempo – BOZO e Manipuletta dizem de 29 mil casos de contaminação comprovada (ou seja, mais graves)

  5. Sinceramente não compreendo o frenesi para que se anuncie milhões de casos. O governo sabe muito bem a situação. Ninguém é idiota, são apenas canalhas. O povo também, quem acredita já está se precavendo, quem não acredita não vai fazê-lo.
    Pelo número de mortos já dá para se ter uma idéia, basta projetar pelo percentual dos demais países. E os mortos estão sendo testados.
    Ficar supondo ocultações de corpos ou manipulações estatísticas é perda de tempo. O que realmente interessa é a situação dos hospitais. SÓ.

    1. Não entendí sua posição , se o que realmente interessa é a situação dos hospitais como acreditar em quem mascara os números de mortos e contagiados??
      Será que a prova que vale e vc chegar na porta do hospital e não ter vaga?? assim vc descobrirá a realidade??? já será tarde

    2. O problema não está nos extremos, os que acreditam e os que não acreditam. O problema é a maioria entre as extremidades, o grosso da população brasileira pouco ou totalmente desinformada, de cujo esclarecimento depende o sucesso de qualquer política de saúde. Trazê-los para as medidas de contenção social da pandemia depende de informação, e quanto mais, melhor. A situação dos hospitais é essencial para as autoridades de saúde planejarem suas ações, mas junto à população não estimulam tanto a adesão. Os números brutos têm mais impacto e ajudam a penetrar a carapaça de desinformação perpetrada pelo mulo-sem-cabeça e seus asseclas. Simples assim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.