“Socorro” de Israel à Amazônia dura o mesmo que a Brumadinho: 4 dias

É uma imensa humilhação para Israel e para o Brasil.

Repete-se, na Amazônia, uma operação meramente publicitária com a “ajuda israelense” provocada pelos “irmãos” Jair Bolsonaro e Benjamin Netanyahu.

Os bombeiros israelenses que chegaram sábado para combater as queimada em Rondônia estão indo embora.

Tropas foram deslocadas por milhares de quilômetros para passar, de novo, apenas quatro dias no cenário de tragédias que levam meses para ser, ao menos, mitigadas.

Como aconteceu em Brumadinho, no desmoronamento da barragem, quando se fez quase um “bate e volta”, também durou apenas quatro dias a presença dos bombeiros de Israel no combate a queimadas em Rondônia.

Não é digno das boas relações que, mesmo com todas as divergências, os dois países sempre mantiveram, desde a fundação do Estado de Israel.

Não se pode usar tragédias como ferramenta de marketing ideológico. É desumano, é vergonhoso, é primário.

E é exatamente isso que os dois governos estão fazendo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

30 respostas

  1. espero que ao menos eles tenham mijado em algum foco de incêndio para não voltarem sem ter o que contar.

  2. Mas será que eram mesmo bombeiros executando atividades de bombeiros ou apenas fazendo marketing? O que será que estes israelenses vieram realmente fazer em Brumadinho e na Amazônia?

    1. “O que será que estes israelenses vieram realmente fazer em Brumadinho e na Amazônia?”
      Verdade, o que será?

      1. Eles são em grande número. Não é sem causa que holocausto deixou de ser uma advertência justa para se tornar uma indústria de bilhões de dólares e uma desculpa para o terror praticado contra outros povos e a prática do genocídio. Talvez se esqueçam de que a história tem o péssimo hábito de se repetir.

  3. Os bombeiros israelenses foram condecorados por Bolsonaro, por seu heroísmo em Brumadinho. Já os mineirinhos, que trabalham duro até agora, desafiando doenças, falta de condições de trabalho e, principalnete salários atrasados, estes não ganharam nem MUITO OBRIGADO! -Teremos medalhas aos israelenses pelo combate ao fogo? E será que eles aceitarão?????

  4. Vieram apenas mostrar (para vender) equipamentos israelenses e fazer propagandas em Rondônia e Brasília para o genocida Netanyahu, que, está parecendo, vai perder as eleições na próxima terça, 17/09, e provavelmente será preso em seguida por corrupção, juntamente com a mulher. Espero que levem uma peça com o bandido Bolsonaro Cu Falante declarando voto no genocida israelense.

    1. Brumadinho era longe, mas, é provável que a rapaziada conseguiu descarregar a muamba que certamente trazia. Rondônia é mais perto da Venezuela, um pulo. Os judeus, claro, não traziam a arca da aliança da igreja do canalha. E tudo combinando com a visita do gringo arrogante, chefe do generaleco da quinta brigada de bosta nenhuma fazendo os generais tupiniquins – como são abjetos, como são covardes esses desqualificados que brincam de soldado! – se perfilarem como cães de regimento. A OEA tirando do baú um tratado antigo, do início do embargo a Cuba, para alavancar uma ação militar na Venezuela. Ou é coincidência ou coisa dos astros. O chapeiro já deve estar agarrado à bolas do general gringo e sonhando com a invasão.

  5. Ingenuidade a parte Brito, Queriam espaço para bases e exércitos, fogo na amazônia, é loucura geo-politica. O Brasil está entrando onde não sairá jamais. perderá, boa parte do que tem para o novo país que os EUA controlará. Nossas FFAA ainda não perceberam ou estão alinhadas com essa loucura.

    1. Vc acreditou alguma vez no exército de ocupação yanquee???vc desconhece a história ou está sofrendo um crise de ingenuidade.

  6. Começa a parecer estranho estas vindas e idas de militares israelenses, cuja única função oficial parece ser propaganda negativa de suas (reconhecidas) capacidades técnicas. Exceto se o real objetivo estiver em outra página do livro. Note-se suas chegadas em momentos politicamente marcantes para o governo e seus setores dominantes, quando o mesmo encontra-se sob fogo cerrado de diversas frentes. Partem sem pouco ou nada fazerem de público, mas têm reconhecimento inconteste do equino acéfalo. As perguntas a serem realizadas pelos bons repórteres investigativos deveriam ser: a) são bombeiros mesmo ou militares de diversas corporações com atribuída “expertise” nestas ações? b) não sendo bombeiros, seriam militares ligados às forças repressivas das FDI, enviados para curtas missões de treinamento de confrades brasileiros? c) sendo militares instrutores, que tipo de instruções vieram ministrar aos nossos recrutas famélicos? E d) o que o governo poderia tirar de vantagem concreta em tal situação? As respostas poderiam trazer de volta nuvens tão escuras quanto às que cobriram São Paulo, acho eu…

  7. O mundo TODO aguarda com ansiedade que 2 assassinos da pior qualidade que são Trump e Netanyahu não sejam reeleitos. A harmonia mundial como consequência disso será imensurável. A estupidez e a violência gratuita já cansam até os mais ferrenhos defensores dessa política do porrete.

  8. Israel é exemplo do que para nós? Um país belicista, agressivo e desumano que mata muçulmanos, que invade um território de outro país e cria colônia israelense para requerer tal território como seu. Um país que se alia automaticamente aos interesses imperialistas estadunidense. Isto é Israel, eles precisam criam propaganda de bom mocinho, mais na realidade é mais um dos homens de “benz” adorados pelos entreguistas bolsominions.

  9. Esses israelenses sionistas, de tanto trafegarem na Amazônia com seus chupa-chupa e outros fenômenos, vão terminar achando que têm direito ao território. Blogs internacionais já falam que há compromisso de Bolsonaro para entregar a Amazônia aos sionistas de Israel. Vejam o terrível perigo que o povo amazônico está a correr: https://www.youtube.com/watch?v=wvpcBh4ftg0
    .

  10. Israel é povoada de florestas ,assim a experiência em combate a incêndios nestas áreas , é imensa.
    Propaganda para a massa de imbecis religiosos que acreditam na “terra santa”,pqp esses merdas votam !!!!!!!!!
    Bando de canalhas de lá e de cá ,idiotas tem em todo lugar, os que escolhem o nazista judío são um exemplo.

  11. Em Brumadinho ainda se viu foto de um ou outro israelense com as botas meio enterradas na lama, Mas em Rondônia não se divulgou foto nenhuma de algum bombeiro próximo de fogaréu. Que combate foi este? Vieram, isto sim, para divulgar equipamentos israelenses, drones, ferramentas e aplicativos, dito por um militar que os acompanhava. E depois se escafederam.

  12. O problema desses bombeiros israelenses não está nos que voltaram, mas nos que ficaram. Eu, se estivesse na pele de Maduro botava as barbas de molho.

  13. É o Brasil do engodo , da mentira, da corrupção de cara limpa e à luz do dia, da entrega das riquezas, do nepotismo descarado e debochado, das propinas pagas na boca da mala preta com abraços e selfies e a degradação total da natureza.
    Tudo o que os governos do PT não fizeram mas foram acusados cinicamente de fazer,por essas raposas que agora pegaram a chave do cofre e “botaram pra quebrar”, na cara do povo burro e da mídia corporativa que se escandalizava ou fingia que que se escandalizada com a CORRUPÇÃO ZERO do PT.

  14. Especialistas em incêndios nas ” florestas tropicais e equatoriais ” do Oriente Medio. Esse bozo…. Esse Bibi….. esses fascistas!!! Mais um vexame para a lista.

  15. Netanyahu havia estado aqui pra vender artefatos de segurança e espionagem e como no apagar das luzes o Temer assinou um troço que faculta ao governo comprar essas coisas sem licitação e sem declarar na Transparência, de modo que não ficaremos sabendo o que, quanto e pra quê (e o superfaturamento), eu achei que o avião tinha trazido esses artefatos na época de Brumadinho. Agora, não sei, porque assim como não tinham experiência em salvamentos na lama não devem ter experiência de apagar fogo em floresta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.