Toffoli e Leitão apanham dos monstros que ajudam a criar

Coerência é algo que, ao se perder, leva junto a nossa identidade e logo não somos nem o que éramos nem seremos aquilo que nos oferecemos a ser..

Não me preocupo com patrulhas, porque conservo sempre, ou tento, os princípios nas minhas atitudes.

Jamais defendi esta técnica de direita que encantou a muitos, o tal “escracho”, não apenas porque não é coisa de gente civilizada como é péssimo guia para as relações de convivência política. Vaia das massas é compreensível, pessoas ou grupos causarem constrangimentos deliberados, não.

Da mesma forma, jamais defendi o policialismo arbitrário, a devassa imotivada da vida dos adversários e a transformação do processo judicial em um linchamento.

Estamos diante de dois casos em que agir assim não nos leva a “autocríticas”, algo em que são pródigos os hipócritas e os levianos.

Não preciso dizer que repudio o massacre que se faz sobre o presidente do Supremo, José Carlos Dias Toffoli e a “corrida” que levou Miriam Leitão da matilha bolsonarista que fez com que se cancelasse sua presença numa feira literária em Jaraguá do Sul (SC) nem ficar fazendo ressalvas óbvias de que não concordo com este tipo de atitude.

Tofolli tomou a decisão que o Supremo jamais devia ter revogado – como fez em 2016 – e restabeleceu a obviedade de que invasão policial sobre o sigilo bancário deve ter autorização judicial para acontecer. Não foi a única decisão esdrúxula tomada pelo Supremo para vergar-se ao clamor público do arbítrio que se consagrou usar e, descaradamente, acabou por ser tomada apenas quando visava proteger o filho de Jair Bolsonaro.

Ainda assim, a matilha bolsonarista uiva e arreganha-lhe os dentes no Twitter com hashtag “ForaToffoli” entre as primeiras em número de menções. Ele e Rodrigo Maia, que em tudo se prestaram à tolerância ao arbítrio e à sabujice estão apenas experimentando a colheita maldita das sementes que ajudaram a cultivar.

Dá-se o mesmo com Míriam, que adubou, na TV, no jornal e na internet, este clima de ódio e intolerância.

Não foi falta de advertência.

Toffoli tolerou o ataque dos “tontos” à casa do Ministro Teori Zavascki.

Miriam silenciou frente a várias agressões a jornalistas, entre as quais a da trupe que foi impedir a palestre de Glenn Grenwald em Parati.

Isso não justifica nem dá prazer em ver os ataques que sofrem, mas certamente mostra o que há de daninho no que fizeram ou permitiram que se fizesse.

Não se os está condenando por serem antipetistas ou contra a esquerda de onde vieram.

Reinaldo Azevedo sempre foi tanto ou mais de direita, mas teve a decência não só de se apartar deste processo quando ele evidenciou o autoritarismo e a selvageria que tem como, de peito aberto, pôs-se na trincheira contra o fascismo.

As duas vítimas – e não são as únicas – da matilha bolsonarista de que trato, não. Aceitam “nuances” e tergiversações, sempre que se acena com qualquer detalhe que coincida com os santos de suas fés.

Escreveu Dante nos umbrais do Inferno que deixassem ali todas as esperanças os que ali entravam. Eles entraram e ali não há alternativa à estupidez.

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

35 respostas

  1. Perfeito, como sempre, Fernando Brito. Se não cuidarmos em breve nosso lado B também vai prevalecer e iremos chafurdar na lama junto com eles.

  2. Reinaldo Azevedo foi mais esperto ou sua percepção funcionou melhor.
    Quando viu que o barco que ajudou a construir e por para navegar ia afundar, pulou fora e voltou para a terra nadando.
    Toffoli e Leitão talvez tenham o rabo preso e por isso nem possam abandonar o barco.

    1. Rabo preso tanto isto é verdade que o Supreminho de Merda tem um General como Secretário . E nos parece que tem o rabo preso não é só o tofinho, tem mais gente lá com rabo preso.

    2. Ele fala inglês e frita hamburguers. Prostitutas da zona portuária costumam falar inglês, espanhol, filipino (tagalo), grego…

  3. Se colhe o que se planta ,não há “milagre” ou mágica que mude isso.
    Estes dois estão recebendo os frutos do que persistentemente nos últimos anos,adubaram,alimentaram ,deram apoio.
    Os imbecis da extrema direita tiveram seus “ideais” finalmente “aceitos” por meio das ações/opiniões destes dois.
    Veremos outros casos em que a matilha bolsonarista se sentirá agredida ou não atendida .
    Não são os únicos que irão sofrer as agressões dos ex-parceiros.

  4. Eu sinto, sim, prazer em ver os canalhas apanhando da própria cria. A esquerda “boazinha” nos meteu nesta enrascada ao não tratar na base da porrada os paus mandados dos fascistas. Até hoje eu acho que aquele povinho de junho de 2013 apanhou pouco, muito pouco. Certo estava o governo chinês que, em 1989, colocou um ponto final numa tentativa de “revolução colorida” pré-internet.

  5. Não tenho tanta grandeza, quero mais que a Leitoa se dane. Rssss E o Toffoli traidor vai receber o que merece um dia.

  6. Reinaldo Azevedo foi, por muito tempo, alguém que eu execrava. Hoje, estranho o seu posicionamento mas não posso deixar de aceitar e elogiar a busca pela verdade que ele tem ajudado a construir. Aparentemente, o problema do país não é uma imprensa denunciadora, o problema do país são as instituições podres: MP, STF, STJ, TSE, PGR, e por aí afora.

  7. Então, o filhote que o capitão quer indicar para embaixador mentiu ao afirmar que tem pós-graduação em economia – uma vez que não completou o curso – e seu inglês fluente é na base do ‘caralho deu branco’. De quebra, ele e o irmão que entende muito de laranjas, mesmo sendo políticos, mostraram que não sabem nada de história política do Brasil no domingo passado num quadro do programa Silvio Santos. Ora, quem não sabe história política do seu país vai saber história geral? Vai estar informado sobre os conflitos mundiais atuais, regionais e passados? Claro que não. Agora falta o Senado verificar como o dito cujo vai exercer a função de embaixador, e, portanto, de diplomata rejeitando o diálogo para defender que o nosso país tenha bombas nucleares. Depois falta verificar em quais condições ele esteve nos EUA quando trabalhava fritando hamburgers, isto é, se estava lá legal ou ilegalmente o que é muito justo já que ambos – pai e filho – meteram a ripa nos imigrantes brasileiros que estão nos EUA. É preciso verificar também pelo passaporte dele quanto tempo ficou no exterior, bem como em que países já que o pai dele afirma que ele tem muita ‘vivência de mundo’. De outro ângulo, é preciso confirmar se não se trata de um caso de nepotismo. Em outras palavras, é preciso confirmar se o cargo de embaixador é mesmo político, porque é certo que se trata de um cargo de gestão política , mas não deixa de ter a característica de gestão. Além disso, a maioria esmagadora das embaixadas são representadas por diplomatas de carreira do Itamaraty. E sendo assim, o cargo de embaixador não seria político, e quando o embaixador fosse estranho a carreira de diplomata ele seria equiparado aos DAS – cargos de direção e assessoramento e de livre nomeação pelo poder público, uma vez que tais cargos não estão condicionados a ocupação exclusiva por servidores de carreiras dos órgãos públicos. Em minha opinião, primeiro é preciso provar que a nomeação do filhote do capitão para esse cargo de embaixador é de natureza política. Enfim, por eliminação, ainda vai faltar o moço provar quais foram suas realizações na comissão de relações exteriores durante os seis meses que a preside. O restante em minha opinião está muito claro. Quero dizer: o carinha não tem qualificação para ser embaixador do Brasil em nenhum país do mundo e é um desrespeito e uma sacanagem para com os diplomatas do Itamaraty o pai dele indica-lo para ser embaixador sem ter as qualificações necessárias quando todos eles estão gabaritados para o cargo.

    .

    1. É como dizem os Mineiros: Deixe a abóbora “lastrar”!!!
      Sabemos que este governo do bolsomerda não tem futuro, basta ver as previsões dos Bancos para este 2019 e 2020. De modo que!!
      Fodam-se estes votaram e elegeu este estrume.

  8. As “palestras” dela vão minguar que nem as do Dallanhinho. Foram atropelados por um jornalista, brasileirão de verdade, chamado Glenn Greenwald. Até porque essa sempre foi contraria aos interesses do povo brasileiro, e também não dizia nada com nada. Só topeiras escutavam os “comentários” dessa mulher.

  9. Detesto, de corpo, alma e inteligência, Miriam Leitão, a comentarista “bombril” da Rede Esgoto de Televisão. Por outro lado, acho pedagógico ela ter sido vítima do ódio, intolerância, ignorância, estupidez, que ela e seus patrões incutiram na turba nos últimos anos. Sinceramente, não acredito que aprendam. Vão continuar exatamente iguais ao que sempre foram.

  10. Continuando o currículo de Jair Messias Bolsonaro: 56 – É o único presidente do mundo que tem verdadeira obsessão por metáforas envolvendo o órgão sexual masculino. E o que é pior, ele as usa em missões oficiais desrespeitando os governantes de outros países e expondo o Brasil ao ridículo.

  11. Continuando o currículo de Jair Messias Bolsonaro: 56 – É o único presidente do mundo que tem verdadeira obsessão por metáforas envolvendo o órgão sexual masculino. E o que é pior, ele as usa em missões oficiais desrespeitando os governantes de outros países e expondo o Brasil ao ridículo.

  12. Continuando o currículo de Jair Messias Bolsonaro: 56 – É o único presidente do mundo que tem verdadeira obsessão por metáforas envolvendo o órgão sexual masculino. E o que é pior, ele as usa em missões oficiais desrespeitando os governantes de outros países e expondo o Brasil ao ridículo.

  13. Parece que o Toffoli descobriu que está ficando velho. Neste tipo de crise, muitos se perdem em ilusões e descaminhos. Há uma frase de Antonio Ermírio de Moraes que é uma verdadeira oração de auto-ajuda: “Deus faça com que eu possa envelhecer com serenidade, conservando intacta minha dignidade, sem trair meus princípios e sem cair jamais na tentação de me expor ao ridículo”.

  14. Primeiramente, estou desesperado. Sou novo e meu maior sonho é entrar em uma faculdade pública. Poderia ter passado em uma antes? Talvez. O que me tranquilizava era saber que teria essa chance. Esse país destrói a nossa vida, destrói a minha vida. Posso ter sido da última geração que viu uma universidade pública e esse é um exemplo de como o Brasil está seco.

    Tento ser forte, pensar positivamente e acreditar que algo acontecerá para frear as malignidades -, é disso que se trata – mas a democracia desse estado burguês não concederá jamais um passo a frente sem posteriormente dar dez passos pra trás.

    Quantos como eu pensam em suicídio? Quantos percebem que o sentindo de suas vidas está sendo destruído? Que somos tão somente números, estática crua, para gente que nem tenta nos ver ou não suporta nossa existência?

    Diante das mais diversas barbaridades encontra-se exércitos para as defender. O mais canalha dos analistas já percebeu que a normalidade se alterou e tornou-se oca. Com que cara essa gente contara aos seus amigos, parentes, filhos e netos o que deles tiraram?

    Durante a eleição muitos questionavam se o uso do termo ‘fascista’ não estava sendo generalizado. Concedia a minha consideração, pensava ser possível que estivesse. Passado o tempo, é doído perceber que pode ser sim fascista pessoas próximas ou 58 milhões de brasileiros.

    Fascistas por ceder o poder mesmo com diversos vídeos e declarações misóginas, homofobicas e preconceituosas; fascistas por votar em um governo baixo que agora no poder quer se vingar de todos e todas as instituições que sempre os tratarão como as piadas que são; fascistas por avalizar um governo que não mede esforços para se mostrar ignorante, como agora com Ancine e o filme sobre a Bruna Surfistinha, que, mesmo se fosse minimamente compreensível – o que passa longe de ser – ainda seria tremendamente idiota por desconsiderar um imenso catálogo de obras magníficas.

    Cada um que não se mostrar totalmente contra; cada um que apoiar esse governo ou fazer alguma comparação moral e social entre esse e os anteriores, até o do merda do FHC, não será distinguido pelo tempo. Será igualmente fascista. Igualmente seco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *