TV Escola vai mesmo acabar. Viva a ignorância!

Teremos livros e cadernos, ano que vem, com desenhos escolares da bandeira brasileira e as letras de hinos pátrios, no ano que vem. “Os pais vão vibrar”, diz o presidente da República, comemorando também que o material didático vai ter menos “um montão de amontoado de coisa escrita”.

Mas, em nossa célere caminhada rumo ao passado, não teremos a TV Escola, ou o uso desta mídia que tem “só” 70 anos, funcionando como suporte aos professores.

Foi o que anunciou hoje o ministro da Educação, Abraham Weintraub ao ator bolsonarista Carlos Vereza, que apresenta uma programa da emissora, o Plano Sequência, sobre cinema brasileiro.

Vereza não entende as acusações presidenciais de que o canal tem uma “programação totalmente de esquerda.”

— Então, o que é que eu estou fazendo lá?

Não é de todo mau que os que viabilizaram a ascensão da ignorância ao poder sejam vítimas disso, mas o grave é que se perde um instrumento – agora muito mais amplo, com a possibilidade de ser multiplataforma, com a internet – indispensável para qualquer processo de educação moderno, ainda que a TV Escola estivesse a quilômetros de ser uma estrutura capaz de executar isso à altura das nossas necessidade.

Lembro de como Darcy Ribeiro lutou para implantar um suporte televisivo ao programa pedagógico dos Cieps, primeiro através de antenas parabólicas – não havia TV a cabo naquele início de anos 80 – e depois, com os vetos do governo federal a este uso, comprando uma hora de transmissão da velha TV Manchete – como fazem os pastores, não é mesmo? – para que o material pudesse ser gravado em videocassete e reproduzido em cada escola.

Nunca tivemos governantes capazes de dar a devida importância ao uso dos meios de comunicação no processo educacional em sua plenitude, mas temos um, agora, que se dedica a destruir o pouco que temos.

É muito mais importante fazer patriotadas primárias que investir em processos modernos de educação de qualidade, com produção de materiais que, pelo alcance, acabam sendo baratos se comparados aos que exigem mídia física.

E que viva a ignorância, que nos eterniza escravos.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

24 respostas

    1. Mas os atores de direita, como Vereza, não. E não dá para acreditar que um cara como o Vereza seja tão ingênuo a ponto de pensar que os sub-fascistas que tomaram o poder iriam preservar a TV Escola, com toda aquela pinta de ensino de primeiríssimo mundo. Para os sub-fascistas, não basta se declarar de extrema direita. É preciso pensar e agir como gente de extrema-direita.

    2. Mas os atores de direita, como Vereza, não. E não dá para acreditar que um cara como o Vereza seja tão ingênuo a ponto de pensar que os sub-fascistas que tomaram o poder iriam preservar a TV Escola, com toda aquela pinta de ensino de primeiríssimo mundo. Para os sub-fascistas, não basta se declarar de extrema direita. É preciso pensar e agir como gente de extrema-direita.

  1. Ai ele sai em 2023 e tudo volta ao normal
    O Comite para Desbolsonarizaçao do Pais esta anotando mais este item?
    Espero q sim

    1. Esquerda vira latas bunda mole manastê é proibida em falar palavras como estatização, reestatização, plebiscito, referendo, impeachment, nacionalismo, patriotismo.

    2. Sai mesmo? Não tenho tanta certeza. Eles tem a máquina do estado e podem repetir o festival de fraudes de 2018. E infelizmente uma esquerda – e não falo só de partidos – meio esquecida do povo

      1. Moro Bolsonaro Doria
        Vao se fragmentar e no desgaste nao vao se unir no segundo turno
        Resumo do resumo

  2. TV Escola é incompatível com empresas de ensino à distância, que serão a máquina de deseducação perfeita para a ideologia de extrema-direita que está no controle do ambiente cultural, educacional e espiritual do país. .

  3. TV Escola é incompatível com empresas de ensino à distância, que serão a máquina de deseducação perfeita para a ideologia de extrema-direita que está no controle do ambiente cultural, educacional e espiritual do país. .

  4. O Brasil virou o Planeta dos Macacos ao contrário pois qualquer um sabe que um macaco tem um Q.I. muito superior ao de um humano de ultra direita,que na verdade é apenas um humanoide primitivo.
    Basta ver o comportamento e o vocabulário de Neandertais como Bolsonaro,Weintraub,Araújo,Damares,Salles,Heleno e Moro.

  5. Cansei da estupidez de quem apoia Bolsonaro, inclusive alguns amigos de décadas. Perdi inclusive a vontade de compartilhar, debater, tentar informar. Simplesmente NÃO adianta. Demência coletiva é o que se vê no Brasil, construída basicamente por preconceito + desinformação.
    Impossível imaginar o que a história nos reserva, mas algumas hipóteses são aterradoras.

    1. Antônio, como último esforço pergunte aos bolsomínions o que eles têm para entregar. Não espere que eles tenham uma resposta.O mais provável é que eles o acusem de comunista. Mas dá para gozar a satisfação da razão gritando no deserto.

    2. Compartilho contigo essa falta de vontade e esse desalento. Durante todo esse tempo de: agora eles se tocam ou agora é impossível não enxergarem a miopia sempre venceu. Eu desisti. Não argumento, não compartilho e não questiono. Simplesmente desisti. Cedi, inclusive, aos argumentos do meu caçula que pretende deixar o país tão logo se forme, se é que as universidades ainda estarão com as portas abertas até lá.

    3. Diria que todas são aterradores. A saída? Tem saída? Eu, também, não falo mais com amigos e colegas de décadas. Não adianta. A estupidez removeu montanhas. Tenho a sensação de que vagamos num hospício.

  6. Se a Disney (NatGeo) ou Viacom ou Discovery comprarem o projeto ou algum estado ou grupo de estados aderirem a ideia mantendo o atual projeto pode deixar no ar. As operadoras podem manter por enquanto o programaçao no ar enquanto isso.

  7. O Brasil é um país onde as coisas que acontecem são superlativas, mas este processo moralista é mundial. As transformações ocorridas nos anos 60, 70, 80 e 90, pílula anticoncepcional, sexo livre, direitos das mulheres, direitos dos trabalhadores e códigos da infância, juventude e terceira idade, entre outra profundas e universais transformações que o mundo sofreu, derrotou a família na fórmula sacramentada e prejudicou profundamente as religiões e governos cujas bases de apoio eram justamente as famílias. Os interesses contrariados se organizaram e hoje vão à forra principalmente com os evangélicos, massa de manobra dos interesses capitalistas e de poder dos governos.Trata-se de um movimento conservador retrógrado e reacionário. Retrógrado porque quer resgatar os valores dos anos 50 e reacionário porque impede qualquer avanço da cultura, educação ou social. Quando fincar os pés no passado, o que eles terão para entregar? Quem muito tem a ganhar com esta retro revolução é o capitalismo e o neo liberalismo econômico, mas a direita é burra e ignorante e só se importam com o momento atual, com o aumento imediato dos lucros.

  8. Ninguem precisa de uma tv para produzir conteúdos educacionais em video. Mas sim de produtora audiovisual. A estrutura de uma transmissora de tv aberta é cara e na administração pública tem se mostrado ineficiente pelos custos e pelos meios de obtenção de recursos. Fui diretor da tv universitária da UFPE por 3 anos entre 94 e 97, falo com algum conhecimento de causa.

  9. fod* am-se os professores e educadores do brazil. Melhor é bater continência, cantar inos idiotas e faser arminha. Nos outros países desenvolvidos culturalmente, fora os cafonas eua, não tem essa de filminhos aparecer a bandeira do país tremulando enquanto entra os créditos. O filme de país desenvolvido culturalmente o povo já o respeita naturalmente. Sem marquetingue.

  10. Boicote a tudo que vem enlatado dos eua. Apoiem outras culturas. São mais palatáveis e engordam menos.

  11. O Brasil acabou. A Elite do Atraso, a classe média de imbecis rancorosos e os pobres de direita devem estar muito contentes. Mais ainda os senhores de marionetes do imperialismo. Isto é um pesadelo sem fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *