Um asno a cavalo

Jair Bolsonaro deu hoje mais um passo para o golpe.

Talvez, porém, um passo em falso, porque está evidente que Bolsonaro está provocando o confronto, bem simbolizado na entrada a cavalo na Praça dos Três Poderes.

É evidente para todos que Bolsonaro tem consigo uma minoria. Expressiva, aguerrida, fanática, mas ainda assim uma minoria.

Contra ele, uma oposição que, até aqui, vinha tímida, clara e que, neste final de semana , colocou a cara com vários movimentos.

Que, nos dois últimos dias, se excitou com as imensas manifestações antirracistas nos Estados Unidos e acabou mostrando que, mesmo em meio à pandemia, a rua é o único lugar da política.

Preparem-se porque, em poucos dias, elas voltarão, mesmo com a flagrante opção da polícia – bolsonaristíssima – de reprimir as manifestações antigoverno, enquanto organiza e apoia as marchas fascistas, sem que elas tenham – ainda- nenhum .

De seu lado, a conversa fiada de Bolsonaro de dar “passos atrás”, se ainda convencia alguém, mostrou-se totalmente mentirosa.

Ele quer o confronto violento e, ao que parece, o terá.

Não adianta que Bolsonaro avance a cavalo seguido por sua tropa de zumbis, haverá resistência, e crescente.

A declaração do decano do STF, Celso de Mello, indica que será feita em nome da Justiça, com toda a legitimação que isso traz.

Sem meias palavras quanto à natureza nazista do que estamos vivendo:

“Guardadas as devidas proporções, o ‘ovo da serpente’, à semelhança do que ocorreu na República de Weimar (1919-1933) parece estar prestes a eclodir no Brasil”, diz ele. “É preciso resistir à destruição da ordem democrática, para evitar o que ocorreu na República de Weimar quando Hitler, após eleito pelo voto popular e posteriormente nomeado pelo presidente Paul von Hindenburg como chanceler da Alemanha, não hesitou em romper e em nulificar a progressista, democrática e inovadora Constituição de Weimar, impondo ao país um sistema totalitário de Poder”

É disso que se trata: da implantação de uma ditadura nazista.

Em plena epidemia, não demora que as ruas se encham.

Até agora, era apenas a legião de zumbis.

Não será mais ela, apenas.

 

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

22 respostas

  1. O confronto armado adredemente na Avenida Paulista faz parte do script do autogolpe anunciado!

    INCRÍVEL!
    De um lado, “um rebanho” de alucinados pregando o fechamento do STF e do Congresso Nacional; defendendo o psicopata, corrupto e genocida bozomorovírus; pedindo intervenção militar… E usando máscaras com a insigne ‘FORA DÓRIA’!
    Moral da história: a PM do Dória alisa estes canalhas, ao tempo em que massacra aqueles do povo que clamam por democracia e pelo antifascismo!
    Quem quiser que confie neste *”BOSTA” almofadinha Tucano governador de São Paulo!
    *segundo palavras do bozomorovírus, o único vírus letal TRANSgênico do universo!
    Mais uma jabuticaba brasileira!
    Sim, ‘tá’ tudo dominado!

    1. O que está acontecendo com a polícia NÃO é só em São Paulo, mas no Brasil todo. A coisa é muito mais séria.

      1. Os policiais são MILITARES e estão fechados com o Miliciano , aliás do que mesmo são formadas as milicias ?
        Na semana passada estavam batendo continencia para os fascistas .

  2. Poucas vezes vi algo tão ridículo quanto essa foto .
    O que pode passar na cabeça desse estrume ao fazer isso ???

    1. “O que pode passar na cabeça desse estrume…”??

      Simples, não é na cabeça dele, até porque estrume não pensa, mas é o que vai na cabeça de seus mais caninamente fiéis militantes. É uma ala que se enxerga como “templários”, que fazem manifestações sob luzes de archotes, como fizeram na noite de véspera. No amálgama de ideologias que compõem o fascismo, há uma ala de doidivanas que cultuam um idílico passado — situado na era medieval, na antiguidade, os tais “300”, ou mesmo no mundo bárbaro — que eles contrapõem ao Iluminismo, que é um inimigo a combater, pois veem neste a origem do liberalismo, do socialismo, da laicidade do estado, enfim, de tudo da modernidade que eles rejeitam. Andar a cavalo faz afago nessa gente, revigora o tradicionalismo retrógrado a que se apegam. O cartaz e o vídeo abaixo mostram esse culto do fascismo ao passado, onde enxergam a glória imaginária perdida.

      https://i2.wp.com/www.finisgeekis.com/wp-content/uploads/2017/09/hitler-medieval.jpg?w=633&ssl=1
      https://youtu.be/JTQMu4TzoG4

    2. “O que pode passar na cabeça desse estrume…”??

      Simples, não é na cabeça dele, até porque estrume não pensa, mas é o que vai na cabeça de seus mais caninamente fiéis militantes. É uma ala que se enxerga como “templários”, que fazem manifestações sob luzes de archotes, como fizeram na noite de véspera. No amálgama de ideologias que compõem o fascismo, há uma ala de doidivanas que cultuam um idílico passado — situado na era medieval, na antiguidade, os tais “300”, ou mesmo no mundo bárbaro — que eles contrapõem ao Iluminismo, que é um inimigo a combater, pois veem neste a origem do liberalismo, do socialismo, da laicidade do estado, enfim, de tudo da modernidade que eles rejeitam. Andar a cavalo faz afago nessa gente, revigora o tradicionalismo retrógrado a que se apegam. O cartaz e o vídeo abaixo mostram esse culto do fascismo ao passado, onde enxergam a glória imaginária perdida.

      https://i2.wp.com/www.finisgeekis.com/wp-content/uploads/2017/09/hitler-medieval.jpg?w=633&ssl=1
      https://youtu.be/JTQMu4TzoG4

  3. Finalmente foi iniciada a verdadeira luta de classes. Mas a oposição é frouxa, medrosa. Foram os valorosos torcedores que foram para as ruas, mesmo recebendo bombas da política bolsonarista.

  4. Já passou a hora de dar um BASTA nesses bandidos fardados que estão flagrantemente apoiando a ilegalidade. Os governantes têm que ENFRENTAR essa parcela que, com certeza, está sendo manipulada. Tá na hora de agir de verdade em vez de ficar de conversinha e mimimi. As polícias precisam ser colocadas em seu lugar, se não exatamente como Cid Gomes fez, pelo menos de forma parecida.

    1. Este é o papel histórico da polícia militar!
      Que vergonha!
      Quanta covardia e parcialidade!
      O SUJO ‘mor(T)o’ deve ser o novo padrinho desta corporação!

      $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

      Na GloboNews, um repórter “dos mafiosos Marinho”, Gabriel Prado o nome do excremento, narrou o conflito adredemente planejado, como se os manifestantes pró-democracia fossem terroristas – “alguns usando camisa vermelha” -, enquanto os policiais militares fossem as vítimas!
      Quem quiser que confie nesta Globo Organizações MafioCriminosas!

  5. Os milicos e bolsonaro querem isso, gerar confronto na rua pra usarem do artigo 142 e dar o autogolpe. Esses manifestantes antifascistas estão caindo como patos na provocação. É tudo que Bolsonaro quer, luta nas ruas para chamar os militares a dar um auto golpe.

  6. É algo que precisa ser ressaltado, o fato do movimento de resistência ao fascismo estar surgindo das TORCIDAS DE FUTEBOL, sempre consideradas um grupo alienado e desordeiro. É mais um fenômeno a ser estudado, nesse país surreal. Podemos estar diante de algo maior do que podemos vislumbrar agora.

  7. Ele cavalgando aquele pangaré velho, mais parece uma cópia humorística até de um Brancaleone com reumatismo.

  8. O STF tem muita culpa em tudo isso que estamos vivendo. Se acoelharam diante de todas as arbitrariedades de Moro. O Toffoli tem como mentor e conselheiro, um militar bozo até a medula. Vide um vídeo dele antes do segundo turno. Barroso é o homem de Dalagnol naquela casa. E por aí continuam todos eles. Acho que essas reaçõezinhas retóricas, não levam a nada. O monstro criado, já cresceu muito. Vai ser difícil segurá-lo.

  9. Brito, gostaria que vc escrevesse um artigo sobre a condecoração do Weintraub e a Marinha. Será que eles concordam com a honraria agraciando um asno!!!

  10. Nunca se viu ninguém mais desajeito em cima de um cavalo do que esse um. Se o cavalo arrancasse em galope, ele cairia, sem dúvida. Uma coisa é certa: É preciso coragem e muita para se submeter a um ridículo como esse e ainda achar o máximo. Desde que Nero pensava ser poeta que o mundo não via caso de autoengano tão evidente.

  11. A evocação acrítica do termo “zumbi” é um conforto que aproxima demais toda a gama ou espectro da branquitude.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *