Um inquérito marcado para morrer

O procurador da República Carlos Bruno Ferreira da Silva instaurou inquérito civil para apurar o que todos sabem que aconteceu: as “indevidas interferências do Presidente da República Jair Messias Bolsonaro, do Ministro da Saúde, Luiz Mandetta, e do Presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia na aprovação da PEC nº 06/2019”, a da Reforma da Previdência.

Fez o que era seu dever, provocado pela bancada do PSOL, diante do noticiário sobre as públicas e notórias liberações milionárias de emendas parlamentares em troca de votos favoráveis à tunga dos direitos do trabalhador brasileiro.

Mas acho que não tem um, entre os mais de 200 milhões de brasileiros, que acredite que o procedimento – repito, óbvio e correto – vá prosperar.

Afinal, não estamos mais na “velha política” e tem pouca importância que se tenha cooptado deputados com dinheiro público para se promoverem em suas bases eleitorais se a causa era “nobre”: obrigar as pessoas a trabalharem mais tempo para receber proventos e pensões menores.

Qualquer um percebe, como disse ontem Jair Bolsonaro, que isso é o “normal”.

Aguardar-se apenas o que fará o chefe da PGR, Augusto Aras, para sepultar o inquérito.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

4 respostas

  1. O PGR fazendo seu trabalho.
    Históricamente ,delinquentes que engavetam todo processo inconveniente a seu “chefe”,o presidente.
    Mas ,houve uma exceção a esta regra,um “lutador pelo cumprimento da lei a qualquer custo”,Rodrigo Janot.
    A Dilma o re-nomeou quando a sua escancarada ação em favor da derrubada do governo era clara.(palmas para Dilma )
    Quem era o assessor mais ouvido nessa área?????O zé eduardo cardoso,CANALHA 5° COLUNA,que ainda continúa sendo ouvido pelo Lula.(pqp !!!!)

  2. Mas, esta é a ideologia de um Governo fascista mesmo. Para o Bolsonaro que acha que pobre vai ter de escolher comer farinha com água na hora do almoço ou senão se optar para hora do jantar. Esta mania de pobre querer comer duas vezes por dia, é um absurdo.
    Eu quero que estes puxa sacos Bolsonaristas vão todos VTNC. Os caras estão passando fome e devem ir pra a igreja com uma bíblia debaixo do braço e rezar enquanto estômago ronca de fome. Tenho dó deste babacas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *