Uma eleição do outro mundo

cirlula

Janio de Freitas, na Folha, e Maria Cristina Fernandes, no Valor, produzem boas análises do processo eleitoral mambembe e deformado que o Brasil vive.

Janio começa, com razão, com um corte entre os mundos onde se desenvolvem as “escolhas”:

São dois territórios muito diferentes. As eleições correm em ambos. Um, o dos políticos e jornalistas, no qual, de uma parte, desenvolvem-se os entendimentos, as dissensões, as ilusões e a traição; e de outra parte disseminam-se notícias, muita especulação pobre e rica boataria.
O segundo território é a chamada opinião pública, ora um joguete (des)orientado por jornais, TV e agora internet, ora conseguindo emergir e canalizar propensões próprias.

No “primeiro mundo”, o panorama é devastador.

Os atores tradicionais foram pelo ralo junto com a enxurrada de água suja que fizeram despejar sobre a população. O PSDB, sempre, desde Collor, o antagonista dos setores populares, desmilinguiu-se a ponto de oferecer, em legenda própria ou alhures, um conjunto de “nanicos”. Os “outsiders” imaginados como solução Luciano Huck e Joaquim Barbosa desertaram da chance que se lhes ofereceu por paúra justificada do festival de facas e cutelos que se tornou a disputa política.

Sobram dois, que Janio de Freitas define-os bem: de Marina, ninguém sabe o que pensa e de Bolsonaro, o que pensa assusta. Tanto pelo que promete – a ordem a bala – quanto naquilo que está além de sua capacidade de pensar: um projeto de país ou, ao menos, arremedo disso.

No outro mundo, a perplexidade, que se expressa num diagnóstico que dá nós na cabeça do “primeiro mundo”:

No território da opinião pública parece passar-se o mais interessante. Até agora, a “divisão dos votos de Lula”, preso há mais de um mês, não confirmou nenhum dos que expuseram previsões. A julgar pela sondagem CNT/MDA, ontem publicada, Lula mantém o seu apoio de um terço do eleitorado. 

Já Maria Cristina Fernandes, no Valor, ilumina bastidores que não parecem atrair a “imprensa oficial”: a movimentação petista para impor-se como “player” e criar, na política, uma corrente favorável a Lula compatível com a que ele tem nos sentimentos da população.

Desde sua prisão, a melhor notícia para o ex-presidente foi a saída do ex-ministro Joaquim Barbosa do páreo. Some-se aí a reiterada sorte de Gilmar Mendes com a distribuição de habeas corpus no Supremo. O lulismo perdeu um adversário que ameaçava reconfigurar a esquerda e ganhou um cabo eleitoral para a estratégia de vitimização. Sua causa, para além do circuito militantes, igreja, artistas e intelectuais, ganhou esta semana a subscrição de seis ex-chefes de Estado europeus, entre eles François Hollande e José Zapatero.(…)

Feita a ressalva de que a “estratégia de vitimização” não é estratégia alguma para quem é mesmo vítima de um processo de exclusão à força da disputa eleitoral, é, sim, o caminho possível – e por isso, o correto, até mesmo do ponto de vista jurídico – a Lula e, assim, não pode ser abandonado com uma adesão precipitada a qualquer “plano B” eleitoral.

Fernandes mostra que o PSB, órfão de Barbosa e incapaz de ser adotado por um esquálido Alckmin passou a ser o diálogo dos petista e, com isso, feito com que o potencial candidato a “B” de Lula parece ter escolhido outro caminho de legitimação, depois de ter deixado largadas as pontes construídas com o PT ao longo de uma década de aliança.

Na eventualidade de um acordo como este prosperar, não restará saída para Ciro Gomes outra saída senão o centrão. Cearense de Pindamonhangaba, indignado mas do sistema, anticoronelista mas oligarca, aliado petista mas signatário da cédula do Real, o ex-ministro é o melhor enfeixe de antagonismos que o PP poderia desejar. É a metamorfose ambulante de que o partido precisa para liderar o novo ciclo do liberalismo de Estado do país.

Será? É verdade que Ciro já foi sabor para todos os gostos, mas não parece que seu pragmatismo o vá levar a aumentar as resistências que seu nome enfrenta no eleitorado lulista. Como também há sinais intuitivos de que o grau de confiança de Lula em Ciro parece ser, em silêncio, mais eloquente que as restrições públicas que o candidato do PDT faz ao petista.

Se o fizer, abre espaço para que este se agregue em um candidato que, a depender da capacidade de Lula de transferir votos – que todos reconhecem ser grande – e jogar na hipótese de ser apenas o “plano Z”, o último, pela falta de outros.

O que pode dar votos, no segundo turno, mas certamente não dará o suporte e a legitimidade para seus planos de “entrar de sola” no sistema político-econômico, como anuncia.

Ninguém ganha a guerra guerreando a gregos e troianos.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

49 respostas

  1. O homem foi vítima de uma farsa jurídica que vai entrar para a história do mundo, foi preso ilegalmente e está na cadeia injustamente. Aí uma idiota escreve que isto é “estratégia de vitimização”. Vá à m rda! Parece que esta besta nunca ouviu aquela máxima que diz: “Se a vida te der um limão, faça uma limonada.”

    1. E o pior é que o Aloysio, notório denunciado várias vezes por corrupção, teve o desplante de responder arrogantemente aos líderes europeus que pediram a libertação de Lula, como se eles não soubessem quem é ele. Macaco que muito pula acaba abatido por chumbo grosso.

    2. A ESTRATÉGIA DE “VÍTIMA” FOI ESCRITA PELO FASCISTA CRETINO E CRÁPULA CHAMADO SERGIO NARCISO MORO, COM O APOIO DO STF, MILITARES, MPF, PF E TUDO O MAIS, ALÉM DA GLOBO E PIG!
      DE RESTO, O GOLPE AFUNDOU, DESMILINGUIU-SE, DERROTOU-SE PELO CAOS DA ECONOMIA E DO ABANDONO DA SOBERANIA E DAS POLÍTICAS DE BEM ESTAR SOCIAL!
      POBRES KOXINHAS!
      PERDERAM O CONTROLE DO JOGO ELEITORAL…
      AGORA É TARDE!

  2. As especulações, às vezes, servem de sinal e aviso: quando Lula perceber que seu nome não vai estar na urna eleitoral não vai indicar Ciro, não porque ele não goste, respeite ou não ache que o Ciro poderá emplacar, mas porque o pt vai exigir do Ciro subserviência e fidelidade canina a seus propósitos, na maioria impublicáveis como os projetos eleitoreiros dos políticos petistas. Claro que o Ciro não aceitará qualquer exigência. O Ciro se interessa (e esta regra não tem exceção) pelos eleitores petistas.

    1. Nossa! “Propósitos, na maioria impublicáveis”? Eu acho que ninguém aqui se incomodaria se você revelasse quais seriam estes “propósitos, ma maioria impublicáveis” para que tomássemos conhecimento deles. Ciro está lá embaixo, embolado na margem de erro com alckmin. Ainda não consegui compreender porque o candidato com mais de 30% de intenções e um partido grande devem abrir mão de sua candidatura para apoiar o candidato com apenas 5% de um partido pequeno que, inclusive, já está acenando com a vaga de vice para um empresário do PP que defende a tese de que o trabalhador pode comer um sanduíche com uma mão enquanto usa a outra para continuar trabalhando. Ciro não passa de um voto “anti” que o campo progressista poderá adotar num segundo turno, mas sem esperar grande coisa dele.

      1. Ciro é um dos maiores engodos políticos do Brasil. E é tão ruim que nem trocando de partido a toda hora e fazendo discursos “flexíveis ” consegue uma chance em eleições presidenciais. Está querendo conseguir isso pela primeira vez às custas de Lula e do PT.

        1. Ao contrário! Ciro está percorrendo o país apresentando suas ideias e propostas, abertamente. Lula é candidato pelo PT, Ciro é candidato pelo PDT. Ciro já deixou claro seu apoio ao candidato progressista que estiver no segundo turno, caso ele não chegue lá. Gleisi saiu da visita que fez a Lula, hoje, junto com Haddad, pregando exatamente isso. A sociedade decidirá nas urnas o que é melhor para si.

        2. Leia com atenção as declarações da presidente do PT, hoje, após ela e Haddad se reunirem com Lula. Você verá que não é bem assim…

      2. Porque o eleitorado brasileiro, em sua maioria não vota em partido. Votam nos seus “heróis”, entende. O PT é nada sem Lula. A meu ver Ciro tá usando a mesma estratégia q o Lula usou em 2002 depois de perder 3 eleições consecutivas. Segundo a última pesquisa, é o candidato mais efetivo para o campo progressista, hoje. Quando começar o horário eleitoral, tudo pode mudar. Agora, ainda é cedo pra se queimar e descartar opções.

      3. Mas Lula se coligou com Maluf, Renan e outros bandidos…teve José de Alencar, empresário, como vice…Pq Ciro nao pode ter tb?
        Quanto ao comentário sobre os 30% se submeter ao com 5% eu concordo. Tem muita água pra rolar ainda, mas todo mundo está ansioso para ver como isso vai terminar.

    2. Acho que Lula não indicará ninguém. Todos votaremos 13 no primeiro e no segundo turnos. A antevisão do resultado disso é que espanta o mundo. O que acontecerá com o Brasil? Pessoalmente, acredito que vai continuar como está: Violência crescente, corrupção apenas dos políticos isentos de ação da Justiça, desemprego crescente, direitos individuais reduzidos e extintos e panelas em descanso nas gavetas.

    3. Vc só errou no sujeito.
      Não vai ser o pt que vai exigir a subserviencia e fidelidade canina, e sim o eleitor.
      Esses políticos ainda não entenderam que nenhum deles importa.
      Mesmo se fossem uma brastemp coberta de ouro, ainda assim ninguém ligaria. O quadro é de desolamento.
      É lula ou seu representante, nada mais, nada menos.

    4. Ciro Gomes e uma fraude, um blefe. Ele tenta mostrar que é o que não é, mas acabou desmascarado

  3. De nada adianta as especulações diversas , os planos de A a Z e outras questões que não envolvam Lula LIVRE e Candidato . Os apressados para as definições de Lula e o PT não sabem o risco que correm . O judiciário e a mídia golpista estarão prontos para trucidar qualquer um que for indicado . Vide o que aconteceu com Lula . A primeira questão a ser definida é LULA LIVRE , ele pode até ser inviabilizado eleitoralmente , e mesmo livre decidir indicar um nome e fazer campanha para esse nome . O importante é deixar as decisões para o mais próximo do vencimento dos prazos dos registros oficiais das candidaturas e julgamentos do TSE . Dificilmente se já tivesse ocorrido a indicação por parte de Lula , esse indicado teria todo o santo dia de no mínimo onze minutos de reporcagem falando mal dele no jornal nacional , sem contar com os demais meios de comunicação do grupo globo e satélites .
    Vejamos , até a presente data nenhuma reportagem foi feita falando mal ou bem de Ciro , e todos nós sabemos porque , se ele passar a ser candidato apoiado por Lula e pelo PT , também tem outros aspectos líder nas pesquisas apoia quem está lá em baixo , não teria que cabeça de chapa ? . ( independe a circunstância que se apresente ) . CIRO PARA VICE E INDICADO DE LULA PARA PRESIDENTE , PLANO B.

  4. Ciro Gomes não fará o referendo revogatório nem recomprará a Petrobrás, alavanca da nossa prosperidade; não aprovará o estatuto do trabalhador; não evitará a venda da eletrobrás nem da nossa água; não reimplementará as políticas públicas para a redução de nossa tragédia social. Será governo para os rentistas, que são muito poucos no país: 1% + os 22% que lhes servem (inclusive o próprio candidato). Se matarem Lula, serei Requião! O MDB terá chances reais de vitória à presidência da república, acreditem!

  5. Estratégia de vitimização é a linguagem que os donos do jornal mandaram dizer. É menosprezar a inteligência de quem analisa sem paixão. O que eles teimam em não entender é que Lula é um ” animal político ” cuja inteligência e sagacidade nenhum adversário tem. Enxergam Lula como o fenômeno sindical e político de 40 anos atrás e esquecem de ver sua liderança construída com muita tenacidade, acertos e erros, mas firme e que impõe respeito e segurança nas pessoas. Por isso confiamos em Lula e temos claro que ele é vítima sim e não ” se vitimiza”. A casa grande não aprende .

    1. Só resta o golpe para a casa grande. Não há saída dentro da legalidade para os que desejam a desgraça do Brasil, e o povo compreende isso ao demonstrar que os dois candidatos líderes das pesquisas são os de fora do sistema, dois que foram transformados em párias, diferentes, mas párias.

      1. É que tal votar para ter um congresso nacional de esquerda?
        Só assim o golpe será derrotado.
        Tem que ter o nome dos candidatos a deputado e senador de esquerda e fazer uma estratégia para que a população vote o suficiente para eleger cada deputado e senador. Precisam eleger 350 nomes de esquerda. Para isso tem que colher assinaturas daqueles que vão votar em cada candidato e essas pessoas comparecerem nas urnas com seu voto, isso vai garantir que um.candidato não receba mais votos do que necessita para se eleger. Enfim alguma forma precisa ser pensada dentro da lei para que seja possível isso. De toda forma eleger um congresso nacional de esquerda deveria estar sendo pauta dos blogs e estar na boca do povo! Esse é o caminho para derrotar o golpe!

  6. O jogo ainda não acabou e os canalhas que estão traindo Lula podem quebrar a cara.
    Cinco ex-presidentes europeus e agora ninguém menos do que o Papa Francisco, de forma indireta, criticam o golpe no Brasil.
    A ONU ainda não falou e pode sim entrar em campo de forma avassaladora.
    Muita coisa ainda pode acontecer e os próximos meses poderão sacudir o Brasil.

  7. Palmas para o stf que destruiu o país. E que loucamente abandona a única saída, A ELEIÇÃO COM LULA.
    O stf já fez desgraça com a injustificação do país, mas parece, levado pela globo, a destruir tudo.
    LULA salvaria até o stf, por incrível que pareça.

    1. O STF que deveria ser a balança ou fiel da balança é um tribunal de exerção, o povo brasileiro está órfão de uma instituição que realmente guarde a nossa constituição, se não vejamos a venda, de HCS, e até de sentenças, aconteceu em minas gerais, por parte de Aécio do pó para soltar o primo, traficante então que justiça é essa?

  8. “Os tempos que vivemos são duros.
    Devemos confiar na abnegação e na sinceridade de Lula nesse momento.
    O seu sofrimento não é nada pequeno.

    Apesar de erros e vacilos que possa ter tido, ele é um Homem digno e representante fiel da Classe Trabalhadora.
    Devemos, por outro lado, rechaçar Ciro Gomes e colocá-lo no ostracismo o qual ele sempre pertenceu, junto com os setores reacionários que em nada podem acrescentar ao Povo Brasileiro, senão a miséria e a morte de nossas esperanças”.
    * Carlos D’Incao – Historiador

  9. Militantes, igreja, artistas e intelectuais… ou seja, a porção da sociedade que PENSA, com a cabeça, o coração, o corpo, a alma… em oposição àqueles que pensam com a bunda ou simplesmente não pensam.

  10. a estratégia está correta…e o nome a ser iluminado por lula, no momento aprazado, será o q tiver possibilidade de vitória, e representar melhor o q lula representa…o povo

  11. Ciro tem um projeto PESSOAL de poder,é só olhar seu histórico de pula-pula de partido,de diferentes matizes ideológicos .
    É tão confiável como um macaco armado ,e Lula sabe disso.
    Por outra parte quem definirá esta eleição será mais uma vez o PT,a partir do consenso que possa se lograr em torno das ideias que este partido de CENTRO irá propor a seus parceiros.
    A candidatura de Lula deverá ser levada até o fim,ao menos é MELHOR OPÇÃO que temos HOJE.

    1. Quem tem projeto de poder é o PT. Tudo que estamos passando hoje é culpa do PT que chamou o pior do PMDB pra compor o seu governo, e os petistas ainda tem a cara de pau de pedir por mais

      O Brasil não vai dar certo nunca com um eleitorado burro assim

  12. Tem muita gente com aversão a Ciro, mas ninguém teve, com Collor, Maluf e Sarney, quando se aproximaram dos governos petistas. Assim como Temer vice de Dilma. Estão fazendo com Ciro o mesmo que fizeram com Eduardo Campos. Deixam as críticas a Bolsonaro de lado, assim como a Alckmin e estão focando em Ciro. O interessante que antes de Dilma ser impichada, nos primórdios Ciro já atacava Temer e Cunha. E inclusive dizia que Temer que estava por trás de Cunha, quando muitos ficavam omissos. Daí, Ciro toma a dianteira, e defende Dilma, e Ciro vira o querindinho de muitos desses que hoje o criticam. Enchiam palestras, compartilhavam em redes sociais. Até sair na mão, Ciro ia ao defender Dilma, e muitos na época, comemoravam essas atitudes de Ciro. Se Ciro é volátil, esses que o apoiavam e hoje criticam, é tão volátil, quanto. Ele veio do PSDB, mas que no início tinha o propósito de ser de esquerda e foi pra partidos, que até então, era de esquerda. Se. Ciro se filiasse ao PT? Porque Delcídio, foi e ninguém nunca o criticou como fazem com Ciro. A ressalva que faço de Ciro, é o fato de ele não assumir se é de esquerda ou de direita. Mas o ponto de vista dele, pende pra esquerda. Enquanto isso, os partidos do centrão(que não tem ideologia e sempre foi governo), alguns já pensam em se aproximar de Ciro. Quero ver se Lula disser que apoia Ciro, caso a justiça eleitoral não permita a candidatura o que estes que criticam Ciro, vão dizer?! Porque com Sarney, Collor, Maluf e Temer, ficaram omissos?

  13. Muita sujeira e muita confusão. Muita confiança inconfiável, muita certeza coberta de sombras de incerteza. A única possibilidade de luz e clareza total foi, é e será Lula. Arremedos de soluções fora de Lula serão sempre remendos que não suportarão a pressão dos acontecimentos e arrebentarão em mil furos que não suportarão mais ser remendados. É excelente que pequenas bolhas de ar de dissensões na esquerda venham à luz e estourem, por que estas divergências irão purificar os progressistas e aclarar seu caminho em direção à luta unificada contra a direita raivosa e antinacional. Em direção ao abraço de união em torno de Lula. Não haverá jamais paz com concordância de legitimação desta democracia de aparências. Lula é a única saída para a paz e a união em torno do esforço comum, de pobres esperançosos e ricos esclarecidos, no caminho da restauração do progresso e da soberania necessária para lavar o orgulho ferido dos nacionalistas. É Lula ou é o Caos.

  14. A estratégia, talvez, seja colocar o PT no segundo turno, pois contra Bozzonaro até um cachorro vai ganhar. Lula pode ser registrado como candidato, pode receber votos e ser eleito. A justiça eleitoral pode não diplomar Lula presidente alegando que a condenação em segunda instância veda a diplomação e pode diplomar o segundo colocado.

    Aqui em Osasco aconteceu justamente isso nas eleições municipais de 2012. João Paulo Cunha, candidato do PT, fora condenando no mensalão no meio das eleições. Seu adversário era o tucanalha Celso Giglio, que tinha condenação em segunda instância por improbidade administrativa. Os demais candidatos não tinham chances de ganhar. Com a condenação que tirava de João Paulo o direito de ser diplomado prefeito, o PT resolveu tirar sua candidatura e deixar o vice, Jorge Lapas.
    Com o furacão político causado pelo mensalão, o povo votou em Celso Giglio, o “honesto” que tinha sua candidatura impugnada. Mas ele não pôde ser diplomado prefeito justamente por ter sido barrado, tendo em vista que teve seus direitos políticos cassados por 8 anos.

    O resultado foi o de que o segundo colocado, o desconhecido Jorge Lapas, foi diplomado prefeito, ganhando no primeiro turno.

    Hoje a questão é semelhante, onde o candidato do PT é o impugnado, mas o possível segundo colocado não é um tucano, mas o fascista Bozzonaro

  15. A mais perfeita definição do macron tupiniquim:
    “Cearense de Pindamonhangaba, indignado mas do sistema, anticoronelista mas oligarca, aliado petista mas signatário da cédula do Real, o ex-ministro é o melhor enfeixe de antagonismos que o PP poderia desejar. É a metamorfose ambulante de que o partido precisa para liderar o novo ciclo do liberalismo de Estado do país.”

  16. Analisando os fatos, de 2013 até hoje, creio que os golpistas manterão sua estratégia de inviabilizar a candidatura Lula. A tentativa de 2005, cuja lição Lula é os seus recusaram-se a aprender, por soberba ou ignorância, serviu de base para os golpistas que iniciaram sua ação em 2013, visando 2014, gerando e sustentando movimento que visava desqualificar realizações e potencializar fragilidades das gestões iniciadas em 2003. A despolitização da sociedade, embevecida pela superficial ascensão social, fez o restante do serviço ao dividir-se, este o grande objetivo das massivas ações da mídia golpista, tanto que em nenhum momento os protestos antigolpe tiveram a dimensão daqueles de 2013, que miravam em Dilma 2014, para evitar um eventual retorno de Lula em 2019. Malsucecido o projeto eleitoral, inicia-se o golpe, que culminaria com o impedimento de Dilma em 2016. Por esse retrospecto é que creio que os golpistas, compostos por midia, políticos e parcelas majoritárias de PF, MPF e JF, manterão o que já conseguiram, com Lula condenado em duas instâncias. Daí para a inelegibilidade é um pequeno passo, já superado, diante das manifestações de ministros do TSE e do STF, que exercitam diariamente o prejulgamento, sobre uma eventual candidatura Lula. Some-se a isso a presença do chefe do Exército, em cadeira de rodas, a prestigiar solenidade do golpista denunciado – e futuro réu -, Michel Temer. Lula está fazendo o papel que entende ser o melhor para si, e levará esse cortejo até o limite do prazo legal. Por esse cenário, a partir da data limite de 17/09, faltarão 20 dias para o primeiro turno. O grande enfoque, entretanto, deveria se dar na eleição para o legislativo, para que o futuro presidente, considerando que está sairá do campo progressista, tenha um nível menor de chantagem e consiga rever as medidas do governo golpista. No entanto, novamente, abandonamos a conscientização, a politização, para privilegiar o personalismo, como se fosse possível a um indivíduo, por mais especial e dotado que seja de carisma, compor essa difícil equação, cujo resultado afetará o dia a dia de milhões de cidadãos. A passionalização da reta final da campanha para o primeiro turno poderá movimentar sentimento capaz de eleger uma bancada de deputados federais e senadores suficiente para fazer frente e/ou apoiar o eleito para o executivo. Ou não!

  17. Ciro quer os votos de Lula, mas não quer se vincular em absolutamente nada ao PT. Por que?
    Porque ele não quer compromisso com a classe trabalhadora. Ele não quer compromisso com o PT.
    ELE GOVERNARÁ PARA O 1% E SERÁ PIOR DO QUE COLLOR DE MELLO.
    É melhor ser derrotado na luta contra a ditadura fascista do que colaborar com esse ESTELIONATO ELEITORAL.
    Pela primeira vez na vida, talvez eu tenha que anular meu voto no segundo turno.
    Meu voto é 13!
    É Lula ou quem ele mandar.

    A METAMORFOSE AMBULANTE NÃO TEM COMPROMISSO COM A CLASSE TRABALHADORA! #FATO

  18. Como lembrou também Maria Cristina Fernandes, a fábrica de habeas corpus do Gilmar Mendes pró-PSDB e MDB não teve panelas nem GENERAIS se manifestando.

  19. Como eleitor “disciplinado” eu voto no 13, no primeiro turno e no segundo turno. Aguardo pacientemente a decisão de Lula e do partido sobre quem vai encabeçar a lista em cada uma dessas ocasiões.

    1. Eu sou militante disciplinado e não me seduzo de jeito e maneira por esses discursos de traíras. O governador do Ceará tá pensando no umbigo dele, que se foda. Eu penso em todos os trabalhadores. Lula livre.

  20. Nem lutar contra gregos e troianos nem botar para dentro do castelo o cavalo que estão nos dando de presente. Ciro é o cavalo de Tróia!

  21. Lula é importante para o Brasil, mas lembrando que é preciso renovar o Congresso com o máximo de pessoal de esquerda, sem isso será impossível a qualquer governo progressista aprovar as medidas necessárias de desenvolvimento do país. Portanto, nas eleição de 2018 vamos votar nos candidatos progressistas de esquerda, isto também é válido para governador e deputado estaduais.

  22. É que tal votar para ter um congresso nacional de esquerda?
    Só assim o golpe será derrotado.
    Tem que ter o nome dos candidatos a deputado e senador de esquerda e fazer uma estratégia para que a população vote o suficiente para eleger cada deputado e senador. Precisam eleger 350 nomes de esquerda. Para isso tem que colher assinaturas daqueles que vão votar em cada candidato e essas pessoas comparecerem nas urnas com seu voto, isso vai garantir que um.candidato não receba mais votos do que necessita para se eleger. Enfim alguma forma precisa ser pensada dentro da lei para que seja possível isso. De toda forma eleger um congresso nacional de esquerda deveria estar sendo pauta dos blogs e estar na boca do povo! Esse é o caminho para derrotar o golpe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.