1/4 dos novos casos de Covid-19 e os Pilatos querem abrir tudo

Parece que pouca gente neste país está fazendo ideia do crime que está sendo cometido contra o povo brasileiro.

Seja qual for a hora em que o Ministério da Saúde divulgar os números de vítimas, hoje à noite, teremos chegado a 600 mil pessoas contaminadas e ficar em torno de 34 mil mortos nos igualando à Itália em óbitos e passando, assim, a ficar em terceiro lugar em perda de vidas, pois o segundo em perdas de vidas já somos há vários dias.

Ontem, dos 121 mil casos novos da doença registrados no mundo, corresponderam a brasileiros quase um quarto das vítimas.

Mas são se escuta aqui abrir, abrir tudo.

Até as escolas já falam em reabrir, sem ter qualquer ideia de até onde se pode chegar.

Em São Paulo e no Rio, libera-se os camelôs e, boa parte do comércio das periferias já está aberta, a meia-porta ou escancarado.

Um país sem governo, permitam o pleonasmo, vira um país desgovernado e, portanto, no rumo de um desastre imenso.

Hoje, na cobertura da Globonews, um jovem jornalista disse que aos jornalistas não cabe dizer se o relaxamento das poucas medidas restritivas seria correto ou não, mas apenas “ouvir especialistas”.

Desculpe, rapaz, mas aos jornalistas coube dizer se a abolição da escravatura “era correta”, se os desejos de igualdade da Revolução Francesa “eram corretos”, se os direitos dos seres humanos deviam ser respeitados…

Falta apenas erigir Pilatos como o patrono da “neutralidade”.

De que adianta invocar a ciência se, na prática, ficarmos indiferentes à morte de milhares de brasileiros?

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

11 respostas

  1. Se o trabalho do jornalismo é mostrar os fatos, dar luz à verdade, então é trabalho SIM dos jornalistas falar que esse relaxamento é ruim e mostrar os motivos disso: isolamento que só funcionou na primeira semana de março, curva crescente de novos casos e mortes, lotação dos hospitais, falta de equipamentos hospitalares, sobrecarga dos trabalhadores de saúde.
    Mas o braziu é o lugar onde a convicção dá lugar aos fatos. E a convicção dos donos do dinheiro, os grão-sacerdotes do deus mercado, é que o povo tem que ser sacrificado pelo bem das fortunas deles.

  2. INSISTO:
    Primeiro parágrafo do artigo publicado no día 6 de outubro de 2018 no ambito.com (argentina)

    Brasilia (enviado especial) – Defensa irrestricta de la última dictadura (1964-1985). Apología de la tortura. Culto a la tenencia de armas y promesas de mano dura contra el crimen organizando, lo que incluiría condecorar a los efectivos que maten a delincuentes. Un general, Hamilton Mourão, como compañero de fórmula. Anuncios de que varios militares integrarán su gabinete. ¿Lo de Jair Bolsonaro es pura ideología? No, detrás de todo eso está la estrategia de la cúpula de las Fuerzas Armadas de construir un presidente propio, encargado de imponer lo que denomina una “nueva democracia”. Esta consistirá en un programa político ultraconservador y uno económico ultraliberal, con los condimentos de una participación activa de los militares en la vida política y la misión de arrancar de raíz a la ‘izquierda que engaña a la sociedad”.

    Vale a pena ler o resto.

    https://www.ambito.com/mundo/bolsonaro-un-lider-construido-pos-un-nuevo-proyecto-poder-militar-n4035789

  3. Hoje fui ao banco receber meu auxílio doença que deveria ter recebido em março.
    Agência do Bradesco em Taubaté. Filha quilométrica. Funcionários desorganizados. A distância social se mantinha até a chegada à portas do banco ( mais de uma hora de fila) ali a aglomeração era total. Mas o pior foram os comentários das pessoas lá dentro. Um dizia que os médicos recebiam 15.000 reais para mudar os diagnósticos de morte para coronavirus. Infartou, diagnóstica como corona. Perguntei: um governo que não consegue fornecer um auxílio emergencial de 600 reais paga 15000 para o médico mudar o laudo?
    Disse: muito dinheiro rolando. Que dinheiro com pib caindo v10%, desemprego e empresas quebrando. Outra disse: distanciamento de metrô e meio. Como se vírus voasse.

    Esse é o Brasil em que vivemos. Os governantes saem daqui

  4. Cá pra nós caro Fernando Brito, jornalistas que merecem o respeito nas Organizações Globo se contam nos dedos das mãos, o resto é gente inescrupulosa cuja alma foi vendida pro diabo faz tempo.

  5. Ah! É assim então? Controle da pandemia pra vocês é isso mesmo? Estabilizar o uso de UTI para COVID-19 abaixo de 70%? E aí continuar morrendo, diariamente mais de 1000 habitantes, por dia, no país até atingir a meta de mortos?
    Cambada de incompetentes, dissimulados, desumanos. Qual é a meta de mortes? Combinaram com o Jair? 45.000 MORTES É A COTA DO ESTADO DE SÃO PAULO? 212.000 É A COTA DO PAÍS? A SECRETÁRIA EXECUTIVA DO PAULO GUEDES DISSE QUE ISSO ERA BOM PARA REDUZIR O DEFICIT DA PREVIDÊNCIA PORQUE ESTAVA ACONTECENDO COM OS APOSENTADOS E BPC.
    Enquanto isso, no Vietnam, com 97 milhões de habitantes, o dobro do estado de São Paulo, quase metade da população brasileira, mais de 1000 km de fronteira com a China, adotou bloquei total, barreiras sanitárias em cada esquina, com apenas 10 casos confirmados, controlando o mal em seu nascedouro, acabou tendo um total de 328 contaminados, 298 já recuperados, 30 ativos e apenas 1 caso crítico e NENHUMA MORTE ISSO MESMO, NENHUMA MORTE. Já voltaram a trabalhar, enviou ajuda inclusive para seus algozes americanos e muitos outros países. Pasmem, a economia projeta um crescimento de 2% do PIB. Lá, o governo cuida do povo e o povo vivo salva a economia. VIVA OS VIETNAMITAS.
    No passado derrotaram os americanos. No presente, já controlaram o COVID-19, novo inimigo.
    ISSO SIM, EU CHAMO DE GOVERNO DO POVO PARA O POVO, PENA QUE NÃO É PARA O MUNDO TODO, INCLUSIVE NÓS POBRES BRASILEIROS ABANDONADOS.
    O nosso PIB, vai ficar de bom tamanho se encolher apenas 10%. Isso mesmo, 10% negativo.

  6. E os especialistas da globo, sabe como é…por acaso durante a discussão da reforma da previdência veio algum “especialista contrário à reforma debater?

  7. Bem, para quem hoje está no poder, os princípios da Revolução Francesa são a origem do comunismo, e isso já foi dito explicitamente por eles. A Revolução Francesa trouxe o casamento civil, a liberdade de abrir um negócio qualquer sem nascer de família “A” ou “B”, trouxe o concurso público para cargos públicos, trouxe as empresas de recolhimento de lixo urbano, trouxe o endereço por numeração simples das casas das cidades, e tudo isso é comunismo na veia. Por quê? Por quê é comunismo? Ora, porque passou a tratar o judeu exatamente como qualquer um outro cidadão

  8. Eles estão achando, com base na ciência do wathsap que tudo vai passar .. Todos literalmente indo para o abatedouro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *