A balbúrdia dos abutres

É inacreditável, mas absolutamente real a zorra total que tomou conta do sistema policial-judicial do país.

O miliciano que era objeto de busca há anos, mas que não entrou, por razões políticas indisfarçáveis, na lista nacional dos procurados é morto, em circunstâncias suspeitas.

O presidente da República, que tem também suspeitas relações com o sujeito, acusa a polícia (“do PT”, diz ele) de ter armado uma farsa e que está tomando “as providências” para que não se insiram falsas provas nos celulares apreendidos com o morto.

O filho do Presidente, senador, espalha pelas redes um vídeo mórbido do que seria o cadáver nu do miliciano para “provar” que este foi torturado.

O cadáver, porém, diz a polícia, é outro – não se sabe de quem nem onde foi filmado.

O advogado do filho presidencial, não se sabe com qual procuração, diz na Folha que “um cidadão inocente que foi brutalmente torturado e posteriormente assassinado, com a conivência de, certamente, altas autoridades”.

A todas estas, o Ministério Público – ágil e rápido quando se trata de escarafunchar a vida o primo-em-segundo-do-irmão-do-sobrinho-do-Lula – em dez dias disse…nada.

Como nada diz do estrume que jorra diariamente da boca presidencial, de tal forma que a palavra decoro perdeu sua serventia.

As instituições, afinal, não precisaram de “um cabo e um soldado” para serem dominadas.

Estão podres, para a festa e o repasto dos abutres.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

13 respostas

  1. Prática clássica dos bolsonaristas: acuse os outros daquilo que você fez ou que tem hábito de fazer.

    1. A direitona faz isso desde a ditadura…….. ladrões contumazes sempre gritaram contra a corrupção, tarados e pervertidos sempre gritaram a favor dos bons costumes…….hipocritas que estão todos os dias na tv. …

  2. Pois senhor Fernando,eu insisto diuturnamente,que A TROUPE QUE DIRIGE O PAÍS,e fruto de milhões de CANALHAS ELEITORES,que ao longo da trajetória de eleições nesse país,ja votaram na MILICADA GOLPISTA DE 64,e outras mais,de ocasiões diversas,e elegeram TIPOS COMO MEDICCI E ASSEMELHADOS,dando conta pra quem quiser ver,que o país ,para ser tolerável,deveria trocar essa CANALHA CIDADÃ,por ratazanas amestradas,mas não tão sem VERGONHA NAS CARAS.Até acho,que o VOTO,deveria ser restrito,para os cidadãos.

    1. Desculpe mas seu único erro foi dizer que o povo elegeu Médici, na ditadura não havia eleição para presidente, mas até hoje o povo elegeu seu algoz parece até que são masoquistas.

      1. Havia sim.Pois eles,os milicos,cassavam mandatos dos eleitos do campo dito POPULAR,e indicavam seus próprios deputados e senadores,o DANIEL KRUIGER é um exemplo disso,e a CANALHADA ,FINGIA ELEGER POR VOTO INDIRETO,e o povão,assistia pacientemente e covardemente.Foram,os DITADORES,eleitos pelo SILÊNCIO COVARDE DO POVO.Poucos se opunham e muitos morreram por isso.

  3. Muitos q repudiam o q Bozo tem feito no cargo creem q apesar de nao apreciar o fato dele se cercar de generais os tais militares nao sao como ele e q no momento certo vao puxar a corda e impedir q ele aprofunde a destruiçao e esfacelamento da sociedade. Que os generais nao permitiriam a volta da ditadura q no seu tempo nao ficavam culpando este e aquele e q trabalharam em infraestrutura muito diferente do atual q entrega 51 km de rodovia como se fosse uma estrada de 4000 km.

    1. Já cheguei a aventar essa possibilidade. Mas minhas desconfianças com as correntes políticas dominantes entre os militares começaram com a facilidade da prisão do Almirante Otto, que não causou a mínima reação do meio militar. Por lidar com projetos ultra-secretos, e que não poderiam ser financiados com verbas orçamentárias normais, e por adquirir peças e materiais no mercado não convencional para suas experiências, o almirante era um herói para o Brasil, e era um bandido para os Estados Unidos. De repente foi preso, quando prevaleceu a vontade de outro país sobre nossos interesses. O herói sumiu, e ficou apenas o bandido. O americanófilo Moro o prendeu como bandido, sabendo que quem poderia reagir a esta prisão também o considerava bandido. Ou comunista, valha-nos Deus!.

  4. Nenhuma novidade.
    Novidade teremos o dia que acabar a imensa COVARDÍA da massa estuprada,mas,suspeito que ela é infinita

  5. Começaram a apodrecer, e raríssimos perceberam, quando após 1979 (lei da anistia) inúmeros atentados e ofensas foram cometidas sem que a dita “democracia” saísse em defesa da cidadania, da constituição e da lei.
    Recentemente, quando vi JOAQUIM BARBOSA fincar a ultima bandeira com o mensalão, ali sim, tive a certeza de que a fortaleza já estava tomada e comprometida por dentro, uma pena, agora o DRI esta morto.

  6. Desculpe Fernando, mas tolo é quem espera que está ‘justissa’ ou o mp, reaja a tais barbaridades, pois eles só funcionam qdo é para atingir o pobre ou quem deles ousa ajudar, fora isto estando fazendo o desmonte do Brasil pode ficar tranquilo que até atestado de santidade eles dão, como o de fhc.

  7. o MP e o aparato jurídico perderam a credibilidade. Gente oportunista, ignorante e fascista, é isso que juízes, desembargadores, ministros dos tribunais “superiores” são. Os presumidos guardiões da lei são os que a pisoteiam, ignoram, e lhe dão interpretações ao gosto do freguês. O freguês da hora e de sempre é essa Elite do Atraso entreguista, traidora, violenta e amoral. Desde o Golpe tem sido ladeira abaixo e sem freio. E o fundo do poço ainda está longe. Vamos virar uma Bangladesh, uma republiqueta miserável, submissa e irrelevante. O 1% quis assim, apoiado pelo imperialismo. e as FFAA estão aí prontas para esmagar o inimigo, isto é, o povo brasileiro. Retrocedemos ao séc. XIX em quatro anos. E a mídia faz a cabeça dos imbecis a respeito da “modernização”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *