A demora que fala

Diz-se que daqui a pouco, às 11 horas, o sr. Nélson Teich toma posse como interventor, de fato, no que já está sendo chamado de Sinistério da Saúde.

A demora fala muito sobre o que vem aí à frente.

É lógico que, pela gravidade do quadro sanitário, a posse deveria ter sido ontem mesmo – nada o impedia – seguida de encontro com as principais áreas, receber relatórios e já hoje cedo estar tomando decisões, até porque algumas das principais cidades começam a ficar sem leitos de UTI.

Nada disso ocorreu e Teich foi fazer à noite papel de figurante na live presidencial. E dizer que está “perfeitamente alinhado” a Bolsonaro.

Será que está “perfeitamente alinhado” no sentido de restabelecer as aulas, de acordo com a “teoria” do presidente de que crianças não morrem de coronavírus, embora possam levar o vírus como “dever de casar” a contaminar pais e avós?

Exibir publicamente que não há pressa em não deixar acéfala uma pasta que é, neste momento, o front da gerra contra a pandemia é o que se pode chamar de silêncio eloquente deste Governo.

Pressa, mesmo, só para reabrir tudo e mandar as pessoas para o matadouro.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

14 respostas

  1. Na verdade devemos nos preparar para o pior,o Brasil nas mãos incompetentes e dementes de um Mandetta e agora nas garras de um fanático Mengele vai sofrer,vai chorar e se enlutar de norte a sul de leste a oeste.Brincam com nossas vidas não valorizam sequer aos seu fanáticos seguidores,são as bestas apocalípticas que fizeram morada em nosso País.
    O maldito exército busca informações com prefeitos sobre o número de sepulturas disponíveis em cada município,vieram para exterminar deixando o vírus caminhar livremente.
    São genocidas e um dia teremos de exterminar as forças armadas nossos reais inimigos que de nada servem em benefício do POVO.

  2. Parece q vamos ter q infelizmente agradecer pela ecistencia das pms estaduais. Esta força publica funcionara como um exercito do governador q quiser fazer valer a quarentena

  3. O “mordomo do conde Drácula” vai dar uma enganada nos primeiros dias, creio, mas na próxima semana ele começa a suspender o isolamento. Mas na prática os ricos continuarão se protegendo, enquanto os mais humildes voltarão para se expor.

  4. O Ministro quis dizer que todos estão no mesmo trem.

    Diz ainda, que no final da viagem, os velhos seguem pra chaminé, e os jovens seguem seu caminho.

    Afinal, ¨O Trabalho Liberta¨ – “Arbeit macht frei”

  5. Quando logo no início ele extinguiu o Ministério do Trabalho, já dava para entender, mesmo para o mais tapado bolsonarista, qual seria o modus operandi dele.

  6. O dr. Morte assume o Ministério da Saúde no momento em que a pandemia caminha para o ápice no Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.