A “gripe” que infectou 2 milhões “está passando”. Onde, Jair?

“Essa questão do vírus que está passando”, nas palavras de Jair Bolsonaro, terá amanhã 2 milhões casos confirmados de contaminação por todo mundo.

Levando-se em conta os que não foram detectados, provavelmente quatro milhões de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Deixando um rastro de 120 mil mortes, pois, como dizia Donald Trump, mata menos que outras gripes.

Por aqui e por ali, há alguns registros ainda inconsistentes de queda nos óbitos, mas creio que é impróprio falar em decréscimo quando se morre, na Itália e na França, a mais de 500 corpos por dia, conta que triplica nos Estados Unidos.

Os casos passam de 900 mil na Europa e vão chegando a 600 mil nos EUA, como pode alguém mentalmente são dizer que “está passando”?

Mas há uma horda ativa sob o comando dos bolsonaros que também contamina todos nós e faz com que a população não encare as medidas protetivas com toda a seriedade possível.

Eles criam lendas que prescindem de qualquer fato. Como a de que o vírus não se propagaria no calor, e está a “gelida” Manaus a mostrar que é falso. Ou que o remédio milagroso a todos salvaria e, também do Amazonas vêm as notícias de que experimentos com 81 pacientes levaram a interromper estudo sobre uso de cloroquina na Covid-19 por conta de severos graus de toxicidade do medicamento.

Agora, é o “liberal” presidente da República, o mesmo que expõe qualquer um segundo seus interesses que impede o monitoramento das estações de rádio-base da telefonia, em lugar de determinar que seja apenas quantitativo e não com identificação individual (será que é medo de acharem o celular do Queiroz?) para medir o quanto os decretos de isolamento social, aos quais ele se opõe, estão surtindo efeito nas cidades.

O que está acontecendo no Brasil é um crime e isso não pode ser tratado como liberdade de expressão ou com “mimimis”.

Há lei em vigor – e jamais contestada ao longo de 80 anos que estabelece ser crime infringir medida protetiva da saúde pública e, por óbvio, incitar ao seu descumprimento.

Lamentavelmente, o sr. Augusto Aras, escolhido por Bolsonaro para a Procuradoria Geral da República, em lugar de cuidar de seu cumprimento e, arvorando-se a médico sanitarista (e contra 99% deles) diz que não há provas de que o isolamento social não ajuda no combate à pandemia.

Estamos na república dos charlatães.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

21 respostas

  1. E foram eleitos,pela maioria dos eleitores brasileiros.Alegar-se que não conheciam o INDIVÍDUO ELEITO e sua TROUPE DE CANALHAS,do tipo do que agora,quer ser ministro,e que diz qualquer barbaridade que lhe permitem dizer e dão-lhe,publicidade.

    1. Desculpa, Marco, mas Bolsonaro não foi eleito pela maioria dos brasileiros. Se vc somar os votos dados aos outros concorrentes, os votos em branco e os eleitores que preferiram se omitir, vc verá que esta afirmação não é verdadeira.

  2. Antes fossem apenas charlatães. Costumo chamá-la de república das tochas, o que é ainda muito generoso; estamos diante da república mais canalha da História.

  3. Sim, o vírus está passando….. Passando o rodo, e matando muita gente que poderia ser salva se tivéssemos alguém apenas razoável na presidência, não um necrófilo. Pagarão por isso.
    Me impressiona a idiotice das pessoas, principalmente aquelas com algum nível de instrução, repetirem asneiras como esta de que a temperatura acima de 27°C inativa o vírus (e já ouvi isto de mais do que uma pessoa com mestrado). Se fosse assim, nem nos infectaria, pois nossa temperatura corporal normal é na faixa de 36-37°C. Sem falar que as febres muito altas causadas pelo vírus seriam ainda mais eficientes na sua eliminação se fosse verdade que as temperaturas acima de 27°C eliminariam o vírus.
    Idiotas sempre existiram. Tanto que Nelson Rodrigues dizia que dominariam o mundo pois eram muitos. Mas o uso massivo de telefones celulares, potencializando o uso da internet, deu armas aos idiotas. Os empoderou e sentem-se imbatíveis para expandir sua idiotice. Tanto mais o fazem quanto mais ressentidos forem. O bozo, trump, boris johnson, nigel farrage entre outros, são fruto da exploração política desta legião de idiotas pelos donos do dinheiro.

    1. Parece piada o que vc contou. Ter mestrado, ter doutorado, ser uma pessoa que viaja pelo mundo não significa nada, quando estamos falando de um simpatizante da extrema-direita. E também não adianta querer dizer que certos absurdos é coisa de pessoas do terceiro mundo. Na Inglaterra, os ingleses estavam destruindo as antenas 5G para impedir a proliferação do coronavírus. (https://www.cartacapital.com.br/mundo/fake-news-sobre-covid-19-leva-a-incendio-de-antenas-5g-no-reino-unido/)
      Os simpatizantes do bozo, mesmo tendo alto nível educacional, são muito parecidos. Eu fico impressionado com uma pessoa, como vc disse, que apesar de ter mestrado ou doutorado, ser tão ignorante em alguns temas, principalmente política. Alguns são especialistas no seu campo de trabalho, mas em outras áreas são bestas sociais. Por isto, eu gostaria de fazer uma correção no teoria das inteligências múltiplas de Gardner. O que temos é burrices múltiplas. O cara é uma excelência em um campo do saber, mas uma verdadeira besta nos outros campos do saber. Esta é a única explicação para a adesão de professores e pesquisadores de grandes universidades e centros de pesquisa a campanha do bozo e sua sustentação no poder.

      1. Desculpe, Carioca! Mas, ter Mestrado ou e, Doutorado nada significa em termos de cultura ou humanismo! Mesmo em termos de “inteligência”… Outra coisa é ter caráter, ética e empatia! Praticamente qualquer um pode, com os estímulos adequados e condições financeiras, estudar, graduar-se e fazer pós-graduações… é fácil! Muitos vão para as salas de aula depois repetir, como bons papagaios, o que está nos livros. Nem por isso devem ser rotulados como cientistas ou gênios… ou seres superiores. Existem muitas pessoas ditas comuns que, mesmo com pouco estudo formal, elaboram ideias e pensamentos complexos e importantes!
        Além disso, a titulação pode ser um ótimo disfarce para a falta de caráter e humanismo!
        Relaxa… todos serão desmascarados com o passar do tempo!
        E, existe muita gente mau caráter com diploma e boa fama…

        1. Acho que vc peca ao associar o conhecimento humano a humanização do indivíduo. Há pessoas que são geniais em determinados campos do saber, mas, para elas, apenas determinados seres humanos merecem viver com dignidade. No passado, o estereótipo do cientista pacato e bonzinho, tal como o professor Pardal de Walt Disney, foi criado. Passamos a associar “bondade” com inteligência. Acredito que ter empatia ao “próximo” é um conceito, que adquirimos através da educação.

  4. Fernando, se puder dedique um post só sobre está questão do monitoramento. É um item muito importante. Para que possamos voltar a normalidade em algum momento nas próximas semanas ou meses, será necessário sim identificação individual e controle de localização dos infectados para que a doença se mantenha controlada e sem novos casos.
    Sem isso nunca acabará a quarentena.

  5. O que quer o Jair é a higienização da sociedade sem sujar as mãos diretamente. Sem puxar o gatilho diretamente.
    A Eugenia buscada por Hitler.
    Dificulta toda e qualquer ação da ciência pois acredita que ao fim só restarão os fortes e saudáveis. Ele quer um povo saudável para atender os interesses do seu chefe.
    Esse homem deliberadamente põe minha vida e de outros em sério risco, não posso chama-lo de genocida?

    1. Mas não dá p entender essa estratégia, porque só os eleitores dele chama p acabar o isolamento e vão pras ruas. Ou seja, esta dando baixa no próprio eleitorado. Será q ele não notou isso?

      1. Na implantação da eugenia quem a implanta se acha de uma raça superior. Mais uma constatação.

  6. Meu enteado se encontra na França, mais precisamente em Bordeaux. Lá se forem pegos a mais de 1 km de casa são multados em cento e quarenta euros. Só funciona o estritamente necessário, basicamente mercado e farmácia. E mesmo assim morrem mais de 500 pessoas por dia e há cerca de 137.000 infectados. E aqui, como será?

    1. Meu amigo, tenho 74 anos. Receio não conseguir mais ver um Brasil equilibrado, mais ou menos como vivíamos no final do primeiro governo da Dila. O Brasil era feliz e não sabia. Aquelas cenas de SP com pessoas dançando com caixões explicam as existências dos Hitler ao longo da história. Numa reportagem sobre a soltura de presos que não oferecem riscos para a sociedade, os comentários, sem uma exceção sequer, eram de uma sordidez assustadora. “Feliz aquele que não perdeu a esperança!”

  7. “é a economía estúpido” frase surrada,mas,mentirosa.
    Repetida até o cansaço por aqueles que não se “casaram” com o GOLPE ,mas,olharam para o lado.
    Hoje a economía está MUITO PIOR que nos tempos da Dilma ,o delinquente carece de qualquer apoio maciço no Congresso,briga com eles sempre que possível.
    Isto vale para o apoio da mídia canalha ,do poder judiciário com stf incluído ,o GENOCIDA ESTÁ SOZINHO,…ESTÁ???
    Claro que não,quem segura este vagabundo são OS FARDADOS ENTREGUISTAS ,OS DONOS DO —GOLPE—.
    Resulta tão óbvio ,O COMANDO E EXECUÇÃO DO CRÍME CONTRA À DEMOCRACIA REALIZADO POR ESSA TURMA,que se ainda precisava de uma prova,ela desfila ante nossos olhos TODOS OS DIAS.
    Día após día que esse delinquente não é afastado do poder,mais claro fica QUE OS FARDADOS SÃO OS QUE SEMPRE MANDARAM NESTE PAÍS.(os pts estão aí para prova-lo).
    Quando cairá a ficha sobre quem desgraça a vida deste país??????

    1. É necessário também apontar que o crescimento da religião evangélica é um dos fatores responsáveis por toda esta desgraça. É uma religião criada pelos americanos, cujos adeptos se tornam zumbis através da lavagem cerebral.

      1. Evangélicos são diferentes denominações do protestantismo, dissidência do catolicismo que não teve origem nos EEUU. A “invenção” estadunidense é o chamado televangelismo, quando alguns pastores muito picaretas começaram a usar a difusão radiofônica e, mais tarde, televisionadas para suas pregações, coisa que era rejeitada pelos pastores das vertentes mais tradicionalistas. Esta turminha braba tinha mais interesse na exploração do poder (financeiro e politico) concedido pela pregação religiosa massificada a seus líderes, tanto é que a maioria deles são dissidentes de alguma vertente a que antes pertenciam para poderem liderar exclusivamente seu grupo de fiéis. E, claro, poderem exercer suas taras de modo impunível, a exemplo de Rex Humbardt e Jimmy Swaggart. Usam técnicas desenvolvidas pela neurolinguística para obterem adesão cega dos menos avisados e mais ignaros, não por acaso seus alvos preferenciais. Razão pela qual vemos com maior frequência exemplos de absurdos partidos deste segmento; nem todos os adeptos o são por ignorância, mas os ignorantes são mais visados para tornarem-se adeptos, por serem mais manipuláveis e mais férreos para defender suas convicções, por mais estúpidas que possam ser. Sem esquecer, claro, que ignorância corta transversalmente todas as esferas sociais, não sendo atributo das classes menos favorecidas, outro lugar comum frequentemente repetido. Em tempo: não sou religioso, antes que me acusem de ser advogado de defesa de crentes. A ideia é só agregar informação mesmo. Ainda é a melhor defesa contra a exploração do homem pelo homem.

        1. Obviamente eu não estou dizendo que Lutero nasceu nos EUA. E muito menos que o protestantismo foi criado neste país. O protestante ou evangélico são nomes para a mesma religião. Porém a religião evangélica praticada nos EUA é como se fosse uma nova religião, pois qualquer traço de cristianismo foi retirado para enfiar o velho testamento, de forma que pudessem criar interpretações para extorquir os seus fiéis. Tal com existe a manga (fruta), existe a manga da camisa. Chamam-se manga, mas são totalmente diferentes. O mesmo se aplica a religião evangélica americana, notadamente a praticada pelo conservadores republicanos. As religiões evangélicas (digo religiões pela diversidade e diferença entre estes grupos) foram trazidas pelos americanos ao Brasil. Pastores americanos formavam pequenos grupos, difundindo a sua arte de extorquir aos mais vulneráveis (doentes, descrentes, ignorantes etc). Os nossos pastores, que não são bobos, perceberam um mina de ouro. E fundaram as suas próprias igrejas. Estas igrejas mantém vínculo com as igrejas americanas. Penso que os EUA é a Jerusalém dos evangélicos brasileiros.
          Para mim, há outros interesses por trás do desenvolvimento e aumento das igrejas evangélicas no Brasil. Acredito que o governo americano acompanhe este crescimento como algo favorável a seu país, pois, como os pastores evangélicos do Brasil e EUA estão conectados, podem, através dos pastores americanos, exercer algum tipo de controle sobre os pastores brasileiros. Acho que foi isto que aconteceu. O apoio dos pastores evangélicos brasileiros a esta besta que está no poder (por trás está a maçonaria) teve o dedo do governo americano. Mesmo que tenha sido indiretamente.

  8. Vamos fazer um exercício simples, baseado em premissas/hipóteses. Digamos que a letalidade do vírus seja de 1% dos infectados, digamos também que as pessoas que vão a óbito faleçam 15 dias após o contágio inicial, suponhamos que o contágio dobre a cada 5 dias e que hoje tenhamos na verdade 2 mil mortos pelo coronavírus. Isso significa que há 15 dias atrás tínhamos 200 mil pessoas infectadas ( 2 mil vieram a óbito). Esses 200 mil passaram para 400 mil há 10 dias, 800 mil há 5 dias e 1 milhão e 600 mil hoje. Daqui a 15 dias teremos 160 mil mortos. Tomara que não, tomara que a velocidade de contágio seja reduzida, mas essas premissas mais ou menos é o que afirma um especialista em virologia. Significa que este número de 2 milhões de casos confirmados no mundo esteja bem subestimado e podemos ter este número só no Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.