A inflação começa a chegar aos índices

A Fundação Getúlio Vargas acaba de divulgar o seu Índice de Preços ao Consumidor Semanal, que apenas começa a registrar parte da alta de preços acelerada pelo aumento dos combustíveis. O resultado, de 0,94%, dá um salto do indicador da semana passada (0,64%) e mais ainda do de duas semanas atrás, de 0,47%.

Apesar do nome “Semanal”, a taxa é medida com uma cesta de preços coletados em um mês (23/2 a 22/3), comparado aos dos 30 dias anteriores (23/1 a 22/2), e por isso só parcialmente reflete o comportamento imediato dos preços, tano que a alta da gasolina é apontada como sendo de 1,94%, quando, no mês fechado, deverá ficar acima dos 8%, próxima ao do valor agora cobrado nas bombas.

Não é a única má notícia: também o grupo alimentação, o que mais pesa para a população de renda mais baixa continuou em trajetória de alta, que já vinha forte. Em quinze dias de variação, veio de 1,65% para 1,79% e, agora, 1,82%.

O IPCA-15, que o IBGE divulga depois de amanhã, também com o registro parcial da alta e ao redor de 1%. O resto virá nos índices de abril.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email