A “retomada” do crescimento para pior

Duas notícias de hoje chamam a atenção.

Uma a de que os empregos informais – sem carteira ou “por conta própria”, na imensa maioria, os “bicos” – , em 2018, superaram o número de empregos formais, e com folga.

33 milhões de carteiras assinadas, – quatro milhões a menos que em 2014 – contra 11,5 milhões de trabalhadores sem carteira (2 milhões a mais que antes) e 23,8 milhões trabalhando “por conta própria”, também dois milhões a mais que no início da crise, segundo as contas do IBGE.

Não é preciso ser nenhum gênio econômico para saber que, logo adiante, o encontro de contas entre os milhões a menos recolhendo e as aposentadorias e benefícios que, inevitavelmente, terão um dia de receber. Sem falar, é claro, nos direitos de férias, proteções acidentárias, FGTS e tudo o que perdem com a informalidade.

A outra é o fato de que, apenas no ano passado, perdemos cerca de 30% das matrículas de crianças estudando em horário integral no ensino fundamental (até o 9° ano), que caíram de 3,8 em 2017 para 2,55 milhões no ano passado.

Um milhão e meio de crianças, portanto, jogadas na rua nas horas em que seus pais têm de trabalhar, um caminho certo para o descaminho dos adolescentes que serão.

É quase um exercício de sadismo dizer aos brasileiros que é preciso ter uma previdência sustentável e que a educação é o caminho do desenvolvimento e praticar políticas que levam a estes indicadores.

Dizem que estamos saindo do desastre e nos afundam cada vez mais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

16 respostas

  1. mas agora vem a ministra goiabeira pra implantar o estudo em casa
    vai ser sensacional…

  2. O coiso está vivo? Se está, deve estar mal, não acredito que seja ele que está twitando e retwitando. Até o Mourão teve visita adiada. Mourão hoje é o próprio agouro. Agoura Mourão!!!

  3. A elite brasileira é burra demais, e “Graças à DEUS”, se auto intitulam “direita” ! Agora que os canalhas saíram do armário, o povo brasileiro saberá comparar o governo de 500 anos de atraso, econômico e social do Brasil, e os 15 anos do “Governo de Inclusão Social” da esquerda e centro esquerda, com LULA e DILMA ROUSSEFF. NINGUÉM SOLTA A MÃO DE NINGUÉM ! SE NÃO TEM PROVAS, NÃO TEM CRIME ! LULA LIVRE !

    1. Tem uns CANALHAS que dizem que o PSDB é de esquerda, mas essa QUADRILHA que voltou ao poder já está DERRETENDO ser pedra é fácil agora voltaram a ser vidraça. LULA MELHOR PRESIDENTE DE TODOS OS TEMPOS.

  4. esses “por conta própria” – como da foto, logo estará apanahndo da puliça e tendo as mercadorias roubad… ops aprendidas, e os mais revoltados vão cair na criminalidade

  5. Ser camelô sem consumidor? Consumidor precisa de emprego para comprar! Ou vamos ter que fazer escambo! Sem emprego e sinônimo de sem dinheiro!!!, e no interior do Norte e Nordeste comerciantes praticam Escambo!!!

    1. Verdade…..trabalhadores informais e mal pagos não conseguem comprar produtos de maior valor agregado.Países que destruíram seus mercados consumidores (pessoas com poder de compra), se desindustrializaram e caíram na miséria. Ah…mas isso não importa, os rentistas não moram aqui, não tem pátria.

  6. É uma tragédia para um quadro já para lá de trágico. O Mercado, que criou essa política de terra devastada, vem anunciando a “recuperação” econômica desde o Golpe de Estado contra Dilma. São pelo menos três anos de promessas não cumpridas. Os golpistas não obtiveram nem o efeito positivo de uma recuperação meramente estatística, depois de dois anos de recessão. Eles sabem, como ninguém, destruir uma obra, mas são incapazes de construir qualquer coisa de positivo. São como uma praga de gafanhotos.

  7. O problema do trabalho é que é explorado através do sistema de patronato (patrão versus empregado). Isto tem que acabar! Deveria ser proibida a contratação de mão de obra de pessoa física. Só CNPJ poderia vender trabalho, e só a mão de obra dos sócios ou associados. Os trabalhadores precisam se organizar em forma cooperativada para enxugar a mão de obra de reserva e poder cobrar pelo estoque de trabalho, chamado hoje de “desempregado”. PELA ABOLIÇÃO DO EMPREGO!

  8. Esses números são uma tragédia. Tanto as contas a fechar da previdência, quanto a evasão no ensino fundamental. Esses criminosos não estão apenas tirando do trabalhador e da educação; estão investindo no crime. Não dá só raiva, mas uma profunda tristeza. E pensar como tudo isso seria tratado por Lula…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *