Adélio é louco, diz Justiça. Acabou a exploração de Bolsonaro

Volta e meia, Jair Bolsonaro vinha usando a suspeita de que seu esfaqueador, Adélio Bispo de Oliveira, estaria sendo instrumento de um complô para matá-lo.

A Justiça, agora, com pareceres unânimes da defesa e da acusação, decidiu que o sujeito é  portador de um “Transtorno Delirante Persistente”, revelam documentos obtidos pelo jornal O Globo.

Segundo a decisão, todos os médicos que avaliaram Adélio, tanto os peritos oficiais como os assistentes técnicos das partes, concluiram que ele é portador de Transtorno Delirante Persistente.  Ao todo, quatro laudos foram produzidos para avaliar o agressor. Não houve, dentro dos documentos anexados ao processo, nenhum parecer ou laudo que apontasse que o agressor não sofria com doença mental.
A única divergência estava relacionada subcategoria dessa patologia. A própria psiquiatra escolhida pelos advogados de Jair Bolsonaro apresentou parecer com a conclusão de que ele sofre desse mesmo transtorno.

Que Adélio é vítima de um transtorno – ou “louco”, na linguagem popular – é algo que está estabelecido.

Resta a questão de que sua loucura possa ter sido manipulada, para o que é preciso que a investigação apure com quem ele teve contato e porque andou em um clube de tiro bolsonarista, em São José dos Pinhais, na Grande Curitiba.

A facada de Adélio pode ter sido improvisada ou não, mas foi fatal à democracia.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

33 respostas

    1. Dentre as velhas armações no âmbito judicial, uma das que mais prosperou através dos anos foi a “loucura”. A “loucura” já livrou a cara de “otoridades”, de filhos de “gente de bem”, de maus servidores públicos e de vigaristas de toda ordem. Não surpreende.

      1. O contrário também acontece: tachar de “louco” para internar, “ad aeternum”, os “indesejáveis à ordem social”.

  1. O ilegítimo ocupante do Planalto precisa mais de um laudo psiquiátrico do que este Adélio. E continuamos a fazer as perguntas que não respondem: onde está o bostonarista Queiroz? Quem mandou matar Marielle?

    1. Ouso discordar. Bolsonaro não precisa de laudo psiquiátrico.
      Um laudo psiquiátrico, aqui, é bem cabido para quem duvide que o Bozo é louco varrido, doido de pedra, como se diz no popular, daqueles que guardam picolé no bolso de trás das calças!

  2. Quem quiser ver um vídeo que levanta a hipótese de que Adelio não agiu sozinho, que a tal facada foi armação para um factóide eleitoral:

    https://m.youtube.com/watch?v=8hv1D6EgWfc

    Aliás, a dona da pensão em que Adélio se hospedou morreu pouco tempo depois, assim como outro hóspede. Mas o vídeo não se resume apenas a isso.

  3. QUE MALUCO E ESSE COM CONTA BANCARIA CARTÃO DE CREDITO DINHEIRO NO BOLSO HOEPEDAGEM CARA LEPTOP INTERNET MALUCÃO MESMO

  4. Perfeito Brito “mas foi fatal à democracia”, e alguns estão tirando proveito dessa ação “não controlada” de Adélio.

  5. Resta a questão de que sua loucura possa ter sido manipulada, para o que é preciso que a investigação apure com quem ele teve contato e porque andou em um clube de tiro bolsonarista, em São José dos Pinhais, na Grande Curitiba.

    Fernando, o clube de tiro não é na cidade de São José, na Grande Florianópolis, em SC ?

  6. Atestaram q o Adélio é MALUCO, o carluxo é BI POLAR, o presidente MALUCO, ops este é BURRO mesmo.

  7. Louco, gastando dinheiro em um clube de tiro da elite curitibana e muito restrito, realmente coisa de louco ou de um pais costeando o alambrado!!!!!!

  8. Sinceramente, alguém aqui aposta dez reais nesses laudos ?????
    Infelizmente NADA que venha da justiça ou de médicos implicados no caso me passam a mínima confiança.
    Que ele tem cara de louco isso é de senso comum, mas há loucos e loucos. Ele é do tipo que sabe se mudar de cidade, pegar avião, escolher clube de tiro, etc, etc, etc.
    Talquei ?

    1. Esta história é “Cabeluda”! Me digam uma coisa?Porque este cidadão frequentava o mesmo Stand de tiro e esteve na mesmo dia no mesmo dia que o Carluxo . É pra ver que uma coisa não bate com a outra. Porque que um cara protegido por mais vinte federal e mais uns cinco mil PMs o deixaram chegar tão perto,Se fosse realmente alguém interessado em matar não iria usar uma faquinha pra dar uma beliscada. Tudo arranjado pelos milicos, pois eles sabiam que Bozo é um energúmeno. Um falso. É ou não é uma mentira “cabeluda”????

  9. Acho que o acordo foi cumprido né. Fica cada vez mais evidente essa facada em plena campanha eleitoral cujo dados das pesquisas estavam indicando queda do Bonoro.
    Só uma correção Brito: o tal clube fica na cidade de São José (Grande Florianópolis).

  10. Loucura é não acreditar que este caso está repleto de contradições aguardando esclarecimento.

  11. Então, o Adélio é louco e, louco, teve acesso a um clube de tiro onde treinou à vontade enquanto quis?
    Pelo visto, qualquer um pode treinar nesses lugares. Não haveria nenhum tipo de controle, muito menos qualquer avaliação psicológica. No máximo, pagou, aqui está o trabuco. Armas nas mãos se qualquer um para se divertir à vontade.
    Será que vai ser (se é que há ou haverá) o nível de controle para emissão de autorização para porte e posse de armas de fogo? Dá para imaginar “um Adélio” com quatro pistolas e 5.000 munições? E que tal um fuzil com alcance de 600m nas mãos de um louco bem treinado? Em Juiz de Fora, as coisas teriam sido bem mais fácil, não? E com outro desfecho. Quem sabe, não teria havido as manifestações fascistas do 26 de maio de 2019!
    É incrível que alguns dejetos humanos somente permaneçam vivos porque as imbecilidades que eles aprontam não são efetivadas em tempp de surtir o nefasto efeito contra o próprio imbecil!

  12. No futuro farão um filme sobre isto.
    O nome será “A facada que nunca houve”.
    Mas matou um país inteiro.

  13. Apenas uma correção. O Clube de Tiro não fica no Paraná, mas em Santa Catarina, cidade São José, região de Florianópolis.

  14. Pois é! Não é preciso laudo psiquiátrico para colocar armas nas mãos de qualquer um? Se sim, como um louco fez aulas de tiro? E aqui prá nós, com que dinheiro? R$ 600,00 a hora é um preço ótimo para quem não ganha mais do que o salário mínimo, né? Quando a justiça vai querer saber o que houve? Quando o Adélio morrer, que acredito não será tão tarde, ou quando o Bozo morrer? Ou o que é mais difícil, nossa justiça merecer este nome?

  15. dava pra esses todos examinarem o Mito?
    garanto que é mais louco ainda – doido de pedra

  16. FAKE ,TUDO FAKE.
    As gerações futuras saberão até que ponto chega a criminalidade de grupos de poder no Brasil . O tio sam tem vasta experiência em mascarar assasinatos ,atentados,e ações de falsa bandeira .
    Em fim ,a mentira tem pernas curtas e ao longo do tempo irão aparecendo os podres da quadrilha golpista.

  17. Li, não sei onde, que coincidentemente um dos filhos do Boçalnaro esteve nesse clube de tiro naqueles dias.

  18. O que me decepciona e envergonha é ler em blogs ditos “progressistas” endossarem essa fraude que foi o episódio da “esfakeada” contra o Bozo-pai, em 6 de setembro de 2018. No mesmo dia o portal Duplo Expresso desmascarou a farsa/fraude e no início deste ano um documentário, de cerca de 56 min de duração, mostrou claramente o cordão de proteção que “guarda-costas do Bozo” ) policiais federais, frise-se) deram a Adélio, esse suposto “louco”, mas que foi admitido no mesmo clube de tiro em que treinavam os Bozo-filhos, na capital catarinense, no exato dia do episódio, em Juiz de Fora. Num contexto de golpe, em que o sistema judicial está cooptado pelo alto comando internacional, notadamente com a ORCRIM Fraude a Jato, ORCRIM essa que fraudou sistemas de informação e forjou falsas provas contra o Presidente Lula, tudo isso comprovado por laudos periciais não só da defesa de Lula, mas da própria PF cooptada, fica difícil acreditar que os experientes blogueiros ditos “progressistas” não saibam de que trama e encenação estão participando.

  19. Que pena, ninguém destrinchou o percurso do tal “louco”, desde sua saída em MG, passando pelo Sul do Brasil e depois, de volta, a Juiz de Fora com advogados pagos… Sei…

  20. Não é uma extraordinária coincidência o agressor (Adélio) e o agredido (Bostanaro) apresentarem a mesma doença, o Transtorno Delirante Persistente??

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.