Aécio e Dória colhem o que plantaram

Cedo ou tarde o que é falso se desmancha.

Mesmo com toda a rede de proteção judicial que o envolve – e que, quando não o blinda, reduz os efeitos das flagrantes situações de irregularidades em que se envolve – Aécio Neves está, inapelavelmente, reduzido a nada.

O Globo publica hoje que ele desistiu de uma candidatura ao Senado na qual teria de se apresentar diretamente ao eleitor e que respingaria tragicamente sobre sua antiga criatura, Antonio Anastasia, já “empurrado” a candidatar-se a governador pelo desastre aecista.

Quem imaginaria, quatro anos atrás, que o “campeão moral” da eleição presidencial, que chegou a abrir suas champanhotas duante a apuração dos votos no segundo turno estivesse reduzido a isso?

Os farsantes, na política, têm o prazo de validade determinado.

Aécio Não é o único.

Em tempo mais curto e sem as gravações explícitas do mineiro, também João Doria Jr, em São Paulo, experimenta pisar as fronteiras do desprezo público.

Passaram-se menos de dois anos do triunfo histórico de ter sido o vencedor, pela primeira vez, das eleições paulistanas em 1° turno, consegue a “proeza” de estar em empate técnico com uma nulidade como Paulo Skaf, mesmo com a carga negativa que tem ser o candidato do “partido do Temer”.

Agora, depois de tantas traições a seu criador, Geraldo Alckmin, ninguém se espante que o “chuchu” dê a ele apenas o tratamento protocolar de candidato.

Aécio e Dória são dois farsantes que se atiraram de cabeça no golpismo eleitoral e, não por outra coisa, receberam doses generosas de simpatias fotográficas de Sérgio Moro.

Isto talvez seja a única atitude sincera de ambos: prestar reverência àquele que  os inspira.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

26 respostas

  1. Dória, aquele que diz que não é político, é empresário.
    Seu ramo? Propaganda e marketing. Não produz nada, nem gera empregos.
    Sua empresa, a Lide, promove eventos onde reúne grandes e ricos empresários, rentistas, políticos, para se conhecerem e entabularem negócios.
    Ou seja, não passa de um lobista.

    1. Apresentar políticos a empresários em um governo que defende a privatização até da mãe, se puderem, é um negócio muito promissor.
      Assim, eles já vão adiantando os trâmites para criarem empresas de terceirização prontas para atender às necessidades dos políticos.
      Já estarão combinando, de antemão, as comissões a serem pagas sobre os serviços contratados, a lista dos empregados a serem contratados pelas terceirizadoras, com os respectivos cargos e salários e coisas afim???
      E tem otário que ainda acha que terceirizar serviços públicos vai reduzir os custos e a corrupção… difícil saber se são burros ou hipócritas.

  2. Em comum, ambos os personagens tem o fato de que são herdeiros de famílias ricas e influentes na política. Olho para as caras de sujeitos como estes e me lembro daquele Tonico Bastos interpretado por Fúlvio Stefanini na primeira Gabriela, cravo e canela produzida nos anos 70. Aliás, o brazil de hoje se parece demais com novelas que a própria globo produziu, como Roque Santeiro, Saramandaia e O Bem Amado. A globo, no frigir dos ovos, reduziu o brazil a uma de suas novelas.

    1. Com um enredo ainda mais trágico porque as criaturas da Globo, na vida real, não chegam aos pés dos personagens da literatura e da teledramaturgia da época, que tinham um lado cultural pitoresco, simpatia e empatia com o povo apesar de serem salafrários. Eram produzidos pelos gênios de Jorge Amado, Dias Gomes e outros. Os herdeiros dos coronéis de hoje em dia são apenas uns imensos escroques engravatados sem qualquer sinergia com a vida real das pessoas. Tonico Bastos, graças a Fúlvio Stefanini, até conseguia ser simpático apesar de tudo…rs

      1. Nossos vilões de carne e osso fazem os vilões da ficção parecerem trombadinhas como os da música do Joelho de Porco.

        1. “Trombadinhas que são
          Que fazem do assalto a sua profissão
          Na avenida São João…”

          Isso é música pra mais de metro!

  3. E o povo mineiro ainda vai lembrar que o senhor anastasia (minúsculas, mesmo) foi o relator do processo de impedimento da Presidenta Dilma, e se pronunciou favorável à continuidade do processo. Portanto, vai lembrar que o sr anastasia não passa de um GOLPISTA barato, que burlou a constituição para caçar 45 milhões de votos. Ou seja, ele não tem nenhum respeito pela democracia ou pelos eleitores. Quanto ao sr doria, é brincadeira de mau gosto dos paulistanos.

    1. Foi com anastasia Governador que o jornalista Marco Aurélio Carone foi jogado em Penitenciária sem julgamento.

  4. No caso do Dória, ainda há o castigo de não poder falar mal do concorrente durante a campanha. Vai dizer o quê de um sujeito com o qual partilhou todos os discursos pelo golpe? de quem apoiou e apoia o Temer? e que, como Doria, vende o perfil de empresário mais do que político? Seria divertido esperar para ver se começam a lavar roupa suja uns dos outros em público mas duvido muito.

    1. Exatamente. Prefake é uma farsa midiática. Sempre fez parte da política, fazendo lobby entre políticos graúdos e grandes empresários, e foi vendido como algo novo. Tentou manter essa mentira “governando” em redes sociais, mas a casa, enfim, caiu. Político “poser” de Instagram.

  5. CIRO COMEÇA A SENTIR NA PELE AS ARBITRARIEDADES DO PARTIDO DO MP E DO JUDICIÁRIO

    Quem sabe assim ele não passe a usar palavras mais claras sobre o absolutismo do Judiciário e do MP, o Código Penal de Curitiba, mandos e desmandos a partir do GOLPE contínuo que assola este País…

    “O Ministério Público de São Paulo e a Associação Paulista do Ministério Público publicaram notas de repúdio, nesta quarta-feira (18), contra o pré-candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes. O MP e a entidade se referiram a declaração de Ciro xingando a promotora Mariana Bernardes Andrade, da 4ª Promotoria Criminal do Fórum da Barra Funda (zona oeste de SP)”… – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/2018/07/18/ciro-e-alvo-de-atos-de-repudio-apos-chamar-promotora-de-filho-da-puta.htm?cmpid=copiaecola

    1. Não apoio o Ciro,mas nessa ele tem razão,filha da puta tem que ser chamado de filha da puta .
      É o que sobra no sistema judiciário brasileiro,casta safada.

    2. Ciro não chega nem em quarto lugar, fala muita besteira e se queima sozinho. Maluco, quer se aliar ao dem e PCdoB no primeiro turno.
      É completamente irracional sua lógica.
      E o MP facista continua sua marcha hipócrita.

  6. O Alckmin está muito puto com o Doria, segundo boatos que rolam nos bastidores. E atribui culpa de seu fracasso às sabotagens de parte do PSDB que quer o Doria candidato.

    A esquerda precisa apoiar vigorosamente um candidato único que dá pra ganhar.

  7. Duas amostras da imbecilidade de parte da massa brasileira ,quando não se tem base se cai muito facilmente.Estes LIXOS estão voltando pra seu lugar depois de asombrar E ROUBAR o povo brasileiro.
    Foi o imbecil prefake,que no auge do seu trunfo dizia que o PT tinha acabado ,agradece a paulistada imbecil a tua existência, botox.

  8. O Senador Requião acertou na mosca quando descobriu que a candidatura do Meirelles é apenas um chapéu atirado longe para enganar os eleitores e receber todas as balas destinadas ao verdadeiro representante do Temer, permitindo assim que o tucano Alckmin passe de fininho sem ser alvejado:

    “Para o parlamentar, a candidatura de Meirelles visa ajudar a estratégia eleitoral do PSDB ao absorver a rejeição de Michel Temer: “Conversei com pesquisadores e cientistas políticos. Cheguei à conclusão que ele faz parte desta direita para continuar mandando no Brasil. Meirelles seria receptor da rejeição do governo para abrir caminho para a candidatura de Geraldo Alckmin”, afirmou. Segundo Requião, a candidatura de Meirelles com 1% de intenção de voto seria um enterro de luxo para o MDB e as candidatura viáveis do partido nos estados: “O caminho mais correto é não admitirmos a candidatura de Meirelles na convenção nacional do MDB”, conclamou.” https://www.esmaelmorais.com.br/2018/07/requiao-candidatura-de-meirelles-e-para-absolver-rejeicao-de-temer-assista/

    .

    1. Faz todo sentido e casa com a declaração ontem de Meirelles de que estarão no 2º turno. Não é impossível um vazamento de votos de bolsonaro absorvidos por alckmin ao longo da propaganda eleitoral, a medida que o eleitor mais racional perceber o quão fácil será bater no bolnossauro num eventual 2º turno com o campo progressista. Em 2014, ouve esse esvaziamento de Marina para Aécio em poucos dias.

    2. Faz todo sentido e casa com a declaração ontem de Meirelles de que estarão no 2º turno. Não é impossível um vazamento de votos de bolsonaro absorvidos por alckmin ao longo da propaganda eleitoral, a medida que o eleitor mais racional perceber o quão fácil será bater no bolnossauro num eventual 2º turno com o campo progressista. Em 2014, houve esse esvaziamento de Marina para Aécio em poucos dias.

      1. Enquanto atiram no Meirelles como se ele fosse o representante do Temer, o verdadeiro representante do Temer se esgueira de fininho sem levar bala dos eleitores. Meirelles é só uma manobra evasiva dos tucanos para tentar encobrir que o verdadeiro representante da continuidade do governo Temer é o Alckmin. Quanto ao Bolsonaro, concordo. Enchem sua bola para esvaziarem nas vésperas da eleição e levarem seus votos para o Alckmin – com seu total apoio, como fez a Marina com o Aécio.

  9. Infelizmente, Minas Gerais terá “Anestesia” como Governador. Lidera as pesquisas de intenção de voto devido à crise financeira vivida pelo Estado que atinge diretamente o governo Pimentel. Isso significa que Aécio vai mandar em Minas! Canalhas! Canalhas! Canalhas!… Guilhotina neles!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.