Alckmin no JN: “o amor é lindo”

Dava para tirar um cochilo.

A entrevista de Geraldo Alckmin ao Jornal Nacional só faltou ter uma trilha sonora de violinos.

Claro que Willian Bonner e Renata Vasconcellos – os pepinos mais ardidos foram deixados para ela, até porque pode ter ganho aumento, ontem – deram as suas pegadinhas, mas nada que, de longe, lembrasse a agressividade usada segunda e terça com Ciro e Bolsonaro.

Até com o cunhado polidenunciado por apanhar propinas amaciaram e o deixaram livre para dizer quem é a Justiça quem deve dizer se alguém é culpado (uau!). Como, no caso dos tucanos, a Justiça fica muda por anos e anos, está tudo bem.

Sobre Aécio, “ele não foi condenado”; sobre Eduardo Azeredo, do mensalão tucano. “está longe da política”.

E la nave va.

Renata o questionou sobre seus apoiadores, citando Paulinho da Força, Valdemar Costa Neto e outros e Alckmin disse que é preciso ter apoio para fazer uma reforma política para acabar com a enorme quantidade de partidos que existe. Não ocorreu aos apresentadores perguntar se ele juntou uma multidão de partidos para acabar com a multidão de partidos, algo como um “Jim Jones” partidário.

No mais, o personagem era o “Rolando Lero”.

Mas a maior “escada” foi a pergunta sobre “déficit habitacional” – difícil haver um sem-teto que entenda este nome de falta de moradia – e permitiu a Alckmin dizer que vai fazer casas, estradas, portos, aeroportos e até, quem sabe, espaçoportos porque são “emprego na veia”.

Também não ocorreu perguntarem quais seriam as obras prioritárias e muito menos como faz fazer isso defendendo o corte dos gastos públicos.

Apesar de todo o carinho, Alckmin, a meu ver, foi inconvincente. Toda a ênfase que transmite quando começa a falar rápido e esticando um sorriso soa falsa, porque é apenas o vomitar de uma lista, não algo que se veja emocionar o governante.

Vencedor da noite foi mesmo Bolsonaro, graças à incrível estupidez de mandar Bonner ler uma fake nota dizendo que ele mentiu ao dizer que a Globo ganhou bilhões de propaganda federal.

Ganhou, mesmo,  e a informação é pública.

Veja no próximo post.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

8 respostas

  1. Cenário perfeito e ator canastrão
    Mesuras, gentilezas e sorrisos e um ator incompetente.
    Paciência, espaço e todas as deixas para representar o papel de salvador e o fracasso total.
    Fisiológico, fraco diante do crime, incompetente como gestor.
    A bobo apesar da deferência e antiga parceria não conseguiu temperar o picolé de chuchu.
    O santo vai ser cristianizado na acepção mais brasileira possível
    A vaga para antagonista continua em aberto o protagonista aguarda na cela

    1. A Marina deve estar sorrindo e esfregando as mãos. Da outra vez, ela teve de ceder para o tucano. E agora, o tucano vai ceder para ela? O Golpe, a obra prima das novelas da Globo, cada dia fica mais emocionante!

    2. Tudo para continuar recebendo os bilhões de verbas estatais…
      A rede golpista ganha sempre:
      Ganha com propagandas eleitorais gratuitas paga pelo povo…
      Ganha com propaganda de empresários imorais para legitimar o golpe contra o povo…
      Ganha com propagandas dos governos e estatais (SP é o estado que gasta 50% da publicidade de todo país … e imagina… é tucano o governo)
      Ganha sonegando… CBF, suiçalão, triplex do paraty que o digam… estão sempre envoltos no desvio dos impostos que deveriam ser pagos… e no final adivinhem… não dá nada não…

  2. Os dois idiotas globais tentaram botar tempero no chuchu mas não pegou, continua insosso.

  3. Vão ter que produzir muita fake news e manipular muita urna eletrônica para conseguir com que essa nulidade, apoiada pelo que existe de pior na política brasileira, vá ao segundo turno…

  4. Com Haddad eleito espero que não coloquem Paulo Plim-Plim Bernardo no Ministério das comunicações e sim, Franklin Martins. Tem que cobrar as dividas da Globo e cassar a concessão .
    O script da entrevista foi enviado oapa Alckmin antes, né gente?
    #HaddadNoGovernoLulaNoPoder

  5. Eu não acredito: quer dizer que a Globo diz que é mentira algo verdadeiro e fica por isso mesmo. Será que não tem um cara, um(a) advogado/a, alguém que conheça muito de leis e saiba operá-las que EXIJA que se esclareça isso? Pra saber quem está com a verdade? Não é obrigação do jornalismo mostrar a verdade factual? E se é tão fácil assim de se dizer que foi tal e qual como dizem ter recebido BI-BIlhões isso não é facilmente possível de provar e faze-la engolir a verdade? Quer dizer que ela, Grobo, agora pode, além de omitir e silenciar o que acontece no Brasil, INVERTER fatos ? Isso não configura crime, de alguma maneira? Falsidade ideológica, sei lá, patrocínio infiel (de concessão pública ou da informação) ou alguma coisa assemelhada. Tem que se pegar esses ganchos e ir até o fim do fio da meada, não deixar por menos… Mas NINGUEM FAZ NADA ! ! ! ! . . .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *