Aloysio e o Finados de um Governo morto

depaloysio

A reprodução, pelo Estadão, do depoimento do Ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, admitindo que participou de reuniões com executivos da Odebrecht sobre um termo aditivo no contrato de construção do Rodoanel, no governo José Serra, e que pediu contribuições de campanha à empreiteira, que não existiram na sua contabilidade oficial de campanha, seria uma bomba, se o Brasil não fosse o Brasil, a Justiça não fosse a nossa Justiça e o PSDB não fosse um ente inimputável.

A conversa de que os R$ 500 mil de Odebrecht entraram em sua campanha sem que ele soubesse e as afirmações da Procurado Raquel Dodge dizer que é “incontroverso” o repasse para o caixa 2 da campanha tucana são absolutamente inócuas.

A manchete da Folha de hoje nem mesmo está mais na “home” do site. Aparece e desaparece num átimo. Não vem ao caso. Ele e o Serra, governador que fez o aditivo, estão pela idade, com as punições prescritas. Vão para o arquivo, embora continuem podendo fazer mal ao Brasil demolindo a legislação do petróleo e arruinando o status que o Brasil construiu no mundo.

Os escândalos entre os integrantes do Governo Temer não param nem mesmo num feriado. Um governo morto e insepulto não consegue parar de exalar seus miasmas nem mesmo nas baixas temperaturas de um dia santo.

É um zumbi, infectocontagioso, que inoculará bactérias infectantes em qualquer um que se mantenha em contato com ele.

 
contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

15 respostas

  1. Rodrigo Janot poi PGR por 4 (QUATRO) anos, entre entre 2013 e 2016 e, antes dele, outro tucano, Roberto Gurgel, entre 2009 e 2012. Nenhum desses PGRs tucanos se empenhou em investigar as falcatruas dos correligionários; ao contrário, empurraram com a barriga os inquéritos e denúncias, de modo que os crimes prescrevessem, o que se dá agora. O PIG/PPV inteiro blinda e protege o tucanato e este domina todo o sistema judiciário (PF, MPs e PJ). A quadrilha de Temer leva a fama, a lama e os excrementos, mas este governo oligárquico, plutocrata, escravocrata, cleptocrata, privatista e entreguista é tucano legítimo.

    1. É do PSDB?! “Não vem ao caso”. Não inventaram no Brasil gaiola pra prender tucano!

  2. Boa noite,

    e eles preocupado com Lula, não é moro que tem um sitio com 3 patinhos, 1 triplex( = de JK) e agora as palestras(isso vem ao caso) assumir que roubo não!

  3. Quer dizer que depois de uma certa idade tem licença para roubar e vender o país ? Penalizar esses crápulas não é o mais importante, eles precisam é ser alijados de qualquer cargo público. Eles precisam ser julgados e só após o julgamento a pena pode ser prescrita, não antes.

  4. E pode apostar ai que com toda essas provas o povo de sao paulo vai eleger pra governador um candidato do PSDB!

  5. Os canalhas também envelhecem…mas para crime tucano prescrever não precisam nem disto…são inimputáveis!

  6. Esse é o tipo que representa nossa NAÇÃO nas relações exteriores. Ele pensa que nessas reuniões, LÁ fora , não sabem das verdades

  7. “Não faltava mais nada.

    A auto intitulada ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, entrou com pedido para engordar o salário que ganha. Acha pouco receber R$ 30 mil reais. Quer o dobro. O argumento? Se não tiver direito a acumular o vencimento de “ministra” com uma aposentadoria autodeclarada, estará sendo tratada como escrava!

    Nem precisa dizer o partido desta senhora. É mais uma tucana. PSDB. O mesmo partido de outro ministro, Aloysio Nunes Ferreira, um delinquente cujo boletim de ocorrência acaba de ser assinado pela procuradora Raquel Dodge. Até ela percebeu que Ferreira embolsou R$ 500 mil na maciota. Se até Raquel “salva Temer” enxergou, não é preciso dizer mais nada. E lembrar que Aloysio Nunes Ferreira é aquele que, de ex-motorista de Cargos Marighella, transformou-se em lambe-botas e capacho de um governo usurpador.”
    (…)

    https://www.conversaafiada.com.br/brasil/minixtra-valois-e-um-gilmar-de-saias

  8. E armam o filminho aqui e as homenagens lá na terra Yankee para o minúsculo moro. JUIZAO é o de Sactis e DELEGADAO é o Protógenes. Sem as necessárias homenagens.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.