BC fecha contas de 2019: maior saída de dólares da história

No G1, a confirmação da cantilena que este blog mantém desde setembro: a “enxurrada de dólares” existe, só que para fora do Brasil. A maior da história, basta dizer isso:

Em um ano marcado por sucessivos recordes na cotação do dólar, a retirada de dólares da economia brasileira superou o ingresso de divisas em US$ 44,768 bilhões. Os números de 2019 foram divulgados nesta quarta-feira (8) pelo Banco Central.
Essa é a maior fuga de divisas do país desde o início da série histórica da instituição, em 1982, ou seja, em 38 anos. Até então, a maior saída havia sido registrada em 1999, quando US$ 16,18 bilhões deixaram a economia brasileira.
Naquele ano, o governo Fernando Henrique Cardoso abandonou a política de bandas cambiais, instituindo a livre flutuação cambial (com intervenções para corrigir “distorções” de mercado), acompanhada por objetivos para contas públicas e pelo regime de metas para inflação – o chamado “tripé macroeconômico”, que vigora até os dias atuais.

Nosso saldo comercial, que sempre serviu para tampar o “buracos” momentâneos (ou nem tanto) no nosso fluxo cambial vem se deteriorando desde julho/agosto.

2020 é o ano em que comeremos um bom naco de nossas reservas cambiais, das quais já sacamos perto de US$ 30 bi este ano.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

11 respostas

  1. E os puxa-sacos do atual governo nem admitem que foi governo Lula que criou essa baita estrutura de reservas que ainda temos. Mas que Guedes/Bolsonaro mandarão para o espaço com sua política econômica sem rumo. “Investidor” não quer saber de discurso. Vide Macre na Argentina.

  2. Quem atira com a pólvora alheia não toma chegada. Estão atirando à vontade com a pólvora acumulada pelos governos do PT.

  3. Se tivéssemos um Governo respeitável , esta coisa de 30 bi seria biscoito, mas com um governo débil mental como Bolsomerda isto é muito perigoso

  4. Caramba, essa notícia é trágica para a economia. Ainda mais agora que as exportações de commodities vão cair. Adeus às reservas cambiais acumuladas pelos governos do PT

  5. Noves fora: só estão no poder porque os governos petistas, nas vacas gordas, pagaram as dívidas e guardaram divisas. Não fossem as reservas cambias amealhadas até 2015, esse governo calhorda, anti-povo e entreguista, sabujo dos EUA, que está nos envolvendo num conflito internacional com o qual pouco o nada temos a ver, já teria sido defenestrado do poder, como aconteceu com Macri na Argentina, voltando às mãos do FMI, com forte endividamento em moedas fortes. Seria impossível tamanho rombo cambial sem nossas reservas para respaldar, já que não sabem como resolver o problema do desemprego e do crescimento da economia.

  6. DE FATO ESTAMOS IMPRESSIONADOS COM ESSE PAÍS IMPRECIONANTE,É PRECISO DERRUBAR ESSA QUADRILHA JUNTO COM STF COM MILITARES COM CONGRESSO COM TUDO.

  7. Li comentários em outros sites que isso é ótimo para o Brasil, na medida que esse era o capital especulativo que se esbaldou ganhando dinheiro com os juros altos dos petralhas. Agora que o mito baixou os juros eles estão indo para outro paraíso esquerdopata.

    Respondi que a solução era mais simples:
    Tirem a Dilma que receberemos uma enxurrada de dólares. By temer, leitão, Guedes, etc…

  8. Contando com os cararaminguás que apuramos com a venda na bacia das almas da indústria e sítios obsoletos brasileiros. Petrobrás, base de Alcântara, floresta amazônica, présal, BNDES (saqueado até os ossos), estradas, energia, agua e tudo o mais que tenha algum valor.

  9. FMI, Fundo Monetário Internacional, nos aguarde, estamos chegando para matar saudades do governo fegaçê!

    1. Lembrei justamente dele, o príncipe dos sociólogos. Na rua comercial aqui do bairro há muitas portas fechadas com placa de “aluga-se”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.