Bofetada do império

É uma bofetada na soberania de nosso país a entrevista do embaixador norte-americano Todd Chapman a O Globo, dizendo que “haverá consequências” se o Brasil permitir a entrada da tecnologia da chinesa Huawei no estabelecimento da telefonia 5G e que empresas norte-americanas deixariam, neste caso, de atuar aqui.

A alegação de que, por ser uma empresa chinesa “a informação não estará segura” porque “a qualquer hora, o governo chinês pode pedir à Huawei que a informação seja mandada a eles” é ridícula vinda de um país que, há apenas sete anos, estava espionando os telefones de chefes de Estado, como Dilma Roussef e Angela Merkel, da Alemanha.

Aliás, estamos na iminência de vender a uma empresa norte-americana – curiosamente chamada Digital Colony, “Colônia Digital” – a rede de telefonia da Oi, com cobertura nacional, sem que nenhum chinês esteja se habilitando para controlá-la.

Chapman mira diretamente o vice-presidente da República, que disse, duas semanas atrás, que não concorda em banir os chineses da disputa pela implantação de redes 5G.

Que, é claro, se se sentirem discriminados por questões extracomerciais – o próprio embaixador diz que “não é uma questão comercial”, mas de “segurança nacional”. Dos EUA, obviamente.

Alguém tem dúvidas sobre de que lado estão, nesta questão, o presidente, seus filhos e o chanceler Ernesto Araújo?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

20 respostas

  1. O lado do presidente e seus filhos ?
    Estão do lado de baixo, de quatro e untados com vaselina.

  2. Como se as empresas americanas fossem capazes de fazer qualquer coisa. Importam tudo pronto da China e ficam aí fazendo show. Em relação à república das bananas, desde o rato temer o chefe da CIA é convidado pra churrasco com a alta hierarquia. Nem é espionagem mais, é fiscalização do subordinado.

  3. Diante do governo(?!) do sabujo Bolsonaro, um embaixador americano pode dizer o que quiser, porque a resposta será sempre um “sim, senhor”.

  4. Já somos uma enorme “Porto Rico ” . E deve ser essa mesma a posição do chefe da capitania , o Sr. Embaixador . O qual está acima do ” chefe ” nativo .
    Um ex país , que tinha Judiciário e legislativo independente , esse pessoal todo foi para Maiami .

  5. Esse império do mal americano está com os dias contados…….É o desespero de quem sabe que em pouco tempo não será mais o que é hoje……É a História se repetindo: lembram do Império Romano, Britânico, Francês, Otomano? Todos ruíram, não será diferente com esse lixo americano.

  6. PQP, a que ponto chegamos. Me fez lembrar o porque odeiam o ex presidente LULA, que eu saiba, o único presidente brasileiro que NUNCA foi submisso a essa corja dos Estados Unidos, o país que se acha dono do mundo.

  7. Acusam a China de fazer o que eles já fazem a muito tempo …
    Google, Facebook, Apple, todas empresas americanas que entregam informações do mundo todo aos americanos sem nenhum pudor …

  8. Embaixador americano apenas exercendo seu comando sobre o s traidores brasileiros que já conhecemos. Poderia por exemplo transmitir a ordem através do sub-general. Sub- comando é isso mesmo, qual é o espanto? Sub-comando para os sub-nacionalistas. Manda quem pode, e obedece quem tem juízo e não tem dignidade.

  9. Ah! Como eu Gostaria de ver eles fazerem isso quando o Brasil era comandado pelo PT.
    O que falta no Brasil de hoje é vergonha na cara.

  10. Não sejamos ingênuos, quem vai decidir são os militares e, até agora, atuaram como entreguistas e capachos dos gringos. Vamos ver até que ponto os milicos estarão dispostos a destruir o país; o 5G deixará isso bem evidente.

  11. Exatamente, quem tem o telhado de vidro não pode sair jogando pedra no telhado dos outros, o histórico americano em espionar “aliados” já fala por si, como bem lembrando pelo Brito, que não se enganem que a agência de espionagem americana (NSA) e outras agências que desconhecemos, mesmo com as revelações do Edward Snowden, pararam de espionar os inimigos e quanto mais os “aliados como o Brasil”!

    Então, esse “cuidado com a segurança nacional” por parte do representante americano não passa de pura hipocrisia, como todo mundo aqui já sabe, masss como temos um bando de militares que simplesmente esqueceram que o Brasil é sua pátria soberana e não os EUA, vamos simplesmente seguir a cartilha dos americanos, vamos continuar seguindo aqueles que sempre nos viram como inferiores, que trabalham incessantemente para desestabilizar países como o Brasil, para que fiquem sempre de joelhos e com o rabo abanando seus interesses (trabalho exímio da famiglia bozo).

    Fico pensando, como meia dúzia de “cidadãos de bem” (políticos, militares, juízes, ministros, etc..) podem fazer tanto estrago a sua própria pátria e entregar o futuro de gerações só para agradar (1) os EUA? deveria ter uma pena muito pesada para traição, pois o que o bolsonaro e os envolvidos no seu governo estão fazendo não pode ficar impune.

    (1) (pois não estamos ganhando nada com essa subserviência)

  12. “…Alguém tem dúvidas sobre de que lado estão, nesta questão, o presidente, seus filhos e o chanceler Ernesto Araújo?” Eu estaria errado se escrevesse, ‘do lado de quem pagar melhor’?

  13. Os nossos militares entreguistas farão de tudo pra banir a Huawei. Afinal, são vassalos dos EUA.

  14. Será que o “Presidente Delinquente Demente” vai de novo lá na casa do embaixador Yankee, para confraternizar, comer barbacue, abaixar o fraldão e ficar de 4?

  15. Manos do céu. Entrei no Twitter agora há pouco. E o nível de histeria/esquizofrenia do público APOIANDO o boicote à Huawei e à China em geral me fez perder completamente o resto de esperança que eu tinha que o Brasil pudesse acordar do pesadelo. Agora percebi que já passamos do ponto sem retorno. Fracassamos irremediavelmente como nação. Agora nos resta ver o país agonizar e tentarmos sobreviver, cada um por si, como pudermos.

  16. As megacorps operam como tentáculos do imperialismo americano. A interdigitação das grandes empresas com o poder do Estado reflete o sistema plutocrático que domina aquele país. E nossos viralatas ainda chamam isto de “a maior democracia do mundo”.
    A hipocrisia desse embaixador coloca ele no topo do ranking mundial dos caras de pau.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.