Bolsonaristas ameaçam juiz do caso MEC. E vai piorar

Manchete do Estadão, neste momento, para dar ideia da tensão no governismo: “Juiz que mandou prender Milton Ribeiro recebe ameaças e aciona PF

O juiz Renato Borelli, da 15ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal, recebeu ‘centenas de ameaças’ de apoiadores do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, contra quem o magistrado expediu ordem de prisão preventiva na investigação sobre o ‘gabinete paralelo’ instalado no MEC com favorecimento de pastores na distribuição de verbas – caso revelado pelo Estadão. Segundo a Justiça Federal do DF, pedidos de investigação já foram encaminhados para a Polícia Federal. O órgão não detalhou de que modo se deram as ameaças.

As “suspeitas” sobre o juiz vêm, dizem os bolsonaristas, do fato de que ele deu uma decisão – depois derrubada, obrigando Jair Bolsonaro a usar máscara no auge da pandemia, vejam só.

O ataque é insuflado pelas publicações de Eduardo e Flávio Bolsonaro no Twitter, é claro que pedindo que “esqueçam” que o juiz tomou aquela decisão, para que formalmente não possam ser acusados de que impulsionam os ataques.

Está claro qual foi a tática que saiu da reunião de emergência que fizeram ontem com Jair Bolsonaro, Braga Netto e Ciro Nogueira.

São os lobos dos lobistas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.