Bolsonaro chama Carluxo para enfrentar crise

 

Para enfrentar a crise em sua militância e os conflitos com o Supremo Tribunal Federal, Jair Bolsonaro conta com uma “ajuda” perigosa: a do filho Carlos Bolsonaro, que saiu com ele do Palácio da Alvorada, hoje, rumo ao Planalto.

É sinal que leva gasolina para apagar o incêndio ou de que, ao menos, de que os generais terão mais trabalho para “acalmar o Jair” – que saiu visivelmente irritado – pois terão de enfrentar o Marechal Carluxo.

O gesto tem mais significado porque o Filho 02, ontem mesmo, chamou de “bandido ou retardado” o ministro Gilmar Mendes, o que por sí só já requereria, no mínimo, uma “geladeira” para o rapaz, tivesse o ex-capitão a intenção de fazer algum gesto de respeito ao Supremo.

A rigor, Bolsonaro nem precisaria fazer algum gesto de solidariedade aos atacantes do STF, porque seu silêncio sobre a saraivada de rojões já expressa o seu apoio.

Carluxo, porém, está presente para evitar que o pai dê qualquer “fraquejada” e condene o vandalismo de seus apoiadores.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

13 respostas

  1. Tic, tac, tic, tac… Ou bozo dança conforme a música tocada pelo centrão e pela direita limpinha e cheirosa ou dança. Collor atravessou o ritmo e dançou.

    1. Discordo,não são eles que decidem alguma coisa a esse respeito.Eles estão juntos agora para aprovar o mais rápido possível as medidas que o mercado “precisa”,antes que a coisa fique pior.
      São os fardados que sustentam esta degraça ,o resto ,só acompanha.

      1. Esses “fardados” seriam uns 5% , mas cadê os 95% de militares honestos, patriotas e com algum senso de moralidade??

  2. Alguém aconselhou este genocida ,já que carece de capacidade para elaborar qualquer estratégia, de que é bom confrontar os togados neste momento.
    Enquanto isso, diminuíram os números da pandemía momentaneamente.logo ,aparecerão os apelos mais ensandecidos para “abertura” da economía,que neste cenário em que estamos ,representa a abertura de mais…covas.

  3. Alguém aconselhou este genocida ,já que carece de capacidade para elaborar qualquer estratégia, de que é bom confrontar os togados neste momento.
    Enquanto isso, diminuíram os números da pandemía momentaneamente.logo ,aparecerão os apelos mais ensandecidos para “abertura” da economía,que neste cenário em que estamos ,representa a abertura de mais…covas.

  4. Prenderam as sardinhas agitadoras. Já com relação aos tubarões… Dois jornalistas bem informados – Toledo e Sadi – noticiaram que está em negociação um ACORDÃO (com Supremo, com tudo) para inocentar os filhos de Bolsonaro. Será a desmoralização completa das instituições já combalidas e o início do vale-tudo. Extingue-se a legitimidade que garante o contrato social.

    1. O Ministro Gilmar foi chamado de débil mental pelo Carluxo. Será que já atravessamos o fundo do poço? Um desacreditado vereador Federal que se dirige de modo grosseiro a um dos mais experientes e respeitados Ministro do STF e se eles não reagirem, preparem-se senhores Ministros, já a turma irá invadir o STF e dar uma cintadas na bunda dos mesmos.

  5. Ele chamou o filho mentecapto para junto de si, também, para prevenir um eventual custodiamento da reconhecida figura demencial. Daqui por diante, carluxo usará o palácio presidencial como valhacouto.

  6. Ele está desequilibrado, descompassado mais ainda, vejam o vídeo no Conversa Afiada, perdeu a paciência com o gado no cercadinho e ameaçou não mais parar para atender a boiada.

  7. Chamou o Carluxo, óbvio, para inundar as redes sociais e o WZ de fake news, outra vez, a despeito do STF – ou melhor, com STF com tudo!

  8. Olhando como bom otimista, a situação só não é mais desesperadora por conta da debilidade cognitiva da súcia que assumiu o poder.

    Por outro lado, assusta, e muito, o fato de uma sociedade ter colocado, democraticamente, esta dita corja no poder. Né não?

  9. OLHA SÓ A QUEM ELE FOI RECORRER , AO DESMIOLADO DO FILHO , É O FUNDO DO POÇO, MESMO .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.